Alemanha dá baile no 1º tempo e impõe a maior derrota do Brasil

Klose, khedira e Kroos marcaram na festa em cima da zaga brasileira | Crédito: Buda Mendes/Getty Images

Ressentido com o perda do craque Neymar, o Brasil encarou a Alemanha, no Mineirão, pelas semifinais da Copa do Mundo. Com Bernard no lugar do camisa 10, a seleção brasileira entrou em parafuso nos 45 minutos iniciais e protagonizou o maior vexame do futebol mundial ao sofer cinco gols em 25 minutos. Mas a vergonha foi ainda maior e o baile acabou em 7 x 1, a maior derrota da seleção brasileira em toda a sua história.

A Alemanha explorou o contra-ataque nas costas de Marcelo e conseguiu um escanteio. Na cobrança, Kroos levantou no meio da área, ninguém subiu, David Luiz ficou perdido e Thomas Müller completou com estilo para abrir o placar.

Confira o minuto a minuto da partida

O gol mexeu com a seleção brasileira que passou a jogar no desespero e deu campo para os alemães, que impuseram o seu estilo de toque de bola. Aos 22 minutos, Klose cravou seu nome na história do futebol mundial ao marcar o 16º gol na história das Copas.

O baile seguiu com Kroos, que arrematou o cruzamento de primeiro e fez 3 x 0, em menos de dois minutos. Se já estava ruim piorou ainda mais quando Fernandinho perdeu a bola na entrada da área para Khedira que deixa para Kroos instaurar a goleada por 4 x 0.

A pane foi geral e aos 28, a Alemanha novamente tabelou dentro da área e Khedira deixou o dele. Com o 5 x 0, grande parte dos torcedores começou a deixar o Mineirão.

Mesmo com a seleção brasileira entregue e totalmente abatida, Felipão não mexeu na equipe. Apesar do vareio, o primeiro tempo teminou com maior posse de bola do Brasil, 53% contra 47%. Já as finalizações foram 10 para os alemães e apenas duas para os brasileiros.

No segundo tempo, Felipão tentou de alguma foram dar algum ânimo para a equipe e trocou Fernandinho e Hullk por Paulinho e Ramires, respectivamente. Enquanto na Alemanha , Löw poupou Hummels para a entrada de Mertsacker.

Diferente do primeiro tempo, a seleção começou bem e chegou a criar algumas chances para marcar, mas Oscar e Paulinho pararam na muralha Neuer. Após quebrar a marca que pertencia a Ronaldo, Klose deixou o campo aos 12 minutos e deu lugar a Schürrle.

Mas, o caixão canarinho ainda não havia sido totalmente fechado e no primeiro lance do atacante, aos 24, ele deixou o dele ao completar o cruzamento rasteiro de Lham. Schürrle novamente fez  mais aos 33 e ampliou para um vexatório 7 x 0.

Os poucos torcedores que restaram aplaudiram de pé o show alemão e passaram a gritar olé. O gol de honra saiu dos pés de Oscar, aos 45.

Fonte: PLACAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *