APRENDA A CALIBRAR OS PNEUS DE MOUNTAIN BIKE

De que vale o formato se não tem um bom conteúdo? Essa expressão popular cai bem pra falarmos sobre a relação pneus e pressão. Quando bem calibrados, não apenas apresentam bom como evitam furos e acidentes.

Não há uma medida universal para calibrá-los. É preciso informações sobre o local da pedalada e tipos de aro e pneu que você usa para acertar na calibragem. Saiba agora como calibrar devidamente seus pneus de mountain bike e levar vantagem em qualquer trajeto!

Confira tudo o que você vai aprender no artigo de hoje:

•    Relação volume X pressão dos pneus de mountain bike.
•    Peso do ciclista X pressão do pneu.
•    Terrenos diferentes, pressões diferentes.
•    Calibragem de acordo com os tipos de aro e pneu.
•    Ferramentas para calibrar os pneus.
•    Tabela de base para calibrar seus pneus.

ENTENDENDO A RELAÇÃO VOLUME X PRESSÃO DOS PNEUS DE MOUNTAIN BIKE

Os pneus das mountain bikes são conhecidos por suportarem uma pressão mais baixa do que os pneus das bikes de estrada. Um pneu de MTB pode, por exemplo, ter limite máximode 65 PSI, enquanto o de uma road, chega a mais de 110 PSI. Essa grande diferença está baseada na relação de quanto volume de ar e pressão por polegada (PSI traduzido do inglês) cada pneu aguenta.

Um pneu de mountain bike suporta mais volume porque ele é mais largo e está apoiado em aros também largos. Então precisam de maior volume de ar para preencher todo o espaço dentro da câmara, e fazer com que o pneu apoie sem folgas no aro.

Já a sua capacidade para pressão, é menor, pois as mountain bikes precisam de pneus que se adaptem aos diferentes tipos de solo, como trilha, asfalto, cascalho, lama ou pedras. Se eles tiverem alta pressão ficarão muito duros, o que prejudica o controle da bicicleta.

PESO DO CICLISTA X PRESSÃO DO PNEU

Quando falamos em calibrar os pneus, também temos que levar em conta o seu peso. Pessoas mais leves não precisam calibrar muito os pneus de mountain bike, entretanto os ciclistas que têm sobrepeso devem considerar alguns números a mais na hora de calibrar. Isso vale para qualquer terreno!

Para os pesos penas, não há muito que se preocupar sobre a pressão, já que dificilmente precisarão colocar o pneu em sua pressão máxima. Nas categorias peso médio e pesado, é sempre bom prestar atenção ao limite máximo de pressão que o pneu aguenta. Porque quanto mais pesado você for, maior será a calibragem.

TERRENOS DIFERENTES, PRESSÕES DIFERENTES

Para obter o melhor desempenho na bike e ainda evitar contratempos, há algumas dicasbásicas que servem para qualquer dos pneus de mountain bike, independente do aro. Vamos conhecer cada uma delas agora!

Se você quiser pegar um estradão de terra ou asfalto, em que o terreno tem poucas imperfeições, é aconselhável rodar com os pneus mais cheios. Porque assim, a área de contato com o solo fica menor, o que torna mais fácil ganhar altas velocidades sem tanto esforço.

Agora se o passeio for uma trilha com raízes e por vezes, lama, é bom diminuir alguns PSIs, já que você precisa de mais aderência, estabilidade e tração. Com o pneu mais vazio, ele pega mais área do chão e oferece bastante conforto.

Se o percurso envolver muitas pedras e cascalho é bom dosar um meio termo na pressão, por dois motivos. O primeiro é que se ele estiver muito cheio, vai pular demais e pode fazer com que você caia. O segundo é que se ele estiver abaixo do mínimo, ele poderá sair do aro, furar com facilidade ou seu aro pode ser danificado com os impactos.

No caso dos pneus sem câmara (tubeless), eles podem rodar com menos ar do que em pneus com câmara, já que usam selante. Esse líquido veda instantaneamente o pneu quando há furos pequenos. Além disso, os tubeless são mais adaptáveis aos diferentes terrenos, porque não têm a borracha da câmara dentro, que faz muito volume.

CALIBRAGEM DE ACORDO COM OS TIPOS DE ARO E PNEU

O que influencia muito também na quantidade de pressão que você pode usar nos pneus de mountain bike, é o aro. Cada aro tem um limite de pressão, que no caso dos aros de folha simples, é muito baixo. Os aros de folha dupla suportam altas pressões, mas não é bom exagerar. Um pneu muito cheio pode fazer com que o aro ou o pneu mesmo estoure durante a pedalada. O que pode te causar um grande tombo!

Além desses problemas, um pneu muito cheio pode escorregar com facilidade em curvas e ser bem duro e desconfortável em impactos. Seus braços agradecem uma calibragem na medida certa!

O contrário também traz problemas. Pneus muito vazios podem sair do aro em uma curva ou pedalada forte, e ainda num impacto, podem deixar o aro muito vulnerável de amassar ou quebrar.

Outro fator que tem ligação direta com a pressão usada nos pneus de mountain bike é o tipo de borracha e a composição do pneu. Modelos com arame são mais pesados e não aguentam tanto volume de ar. Apesar de bem resistentes, a espessura da borracha lateral é maior e não deixa que muito ar ocupe seu espaço interno.

Pneus com kevlar – aqueles bem leves que dobram – comportam maior volume de ar e são bem mais adaptáveis ao solo, já que não tem tanta borracha em sua composição. Isso faz com que estes, além de serem mais caros, se saiam melhor em terrenos bem acidentados.

Pra sua curiosidade, uma informação que é encontrada em alguns pneus é a sigla TPI (em inglês threads per inch), que significa a quantidade de fios de nylon por polegada quadrada. Essa é uma característica que funciona assim: quanto mais alto o número do TPI, mais flexível, adaptável ao terreno e leve ele é. Pneus com TPI alto são mais caros também! Quanto menor o número, mais pesado é, já que tem mais borracha para cobrir as áreas sem fios de nylon.

FERRAMENTAS PARA CALIBRAR OS PNEUS

Pra calibrar seus pneus de mountain bike, existem algumas ferramentas que te ajudam muito. A bomba de mão pode ser usada, mas alguns modelos não conseguem atingir o PSI que você deseja, já que são peças de uso mais emergencial.

As bombas de pé são mais indicadas porque conseguem dar conta do recado de mandar muito volume de ar ou pressão pra dentro do pneu. Elas são até melhores do que os calibradores dos postos de gasolina!

Pra você saber o número certo do PSI do seu pneu depois de enchê-lo, é bom ter em mãos um calibrador digital. Esse aparelho mede com precisão a taxa de pressão e vai garantir que você saia para a trilha confiante sobre seu pneu.

TABELA DE BASE PARA CALIBRAR SEUS PNEUS

Para te ajudar a saber o quanto pode calibrar os seus pneus de mountain bike, fizemos uma tabela de referência. Dá uma olhada:

Tabela de base para calibrar seus pneus de mountain bike

Com todo esse material fica fácil acertar na pressão de cada pneu e ainda garantir que seu passeio fique melhor. Curtiu nossas dicas? Então compartilhe nas suas redes sociais e ajude seus parceiros de pedal a tirarem todas as dúvidas sobre a calibragem ideal para pneus de mountain bike!

Fonte: Bike Registrada 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *