Atlético estreia no Mundial de Clubes com pensamento de fazer história no Marrocos

Rodrigo Fonseca
Enviado especial ao Marrocos

O Atlético começa nesta quarta-feira a trajetória que pode simbolizar o ápice de sua história. No Grande Estádio de Marrakesh, no Marrocos, o Galo enfrenta o Raja Casablanca, às 17h30 (horário de Brasília), em busca de uma vaga na final do Mundial de Clubes da Fifa. Milhares de atleticanos devem marcar presença na partida diante dos anfitriões.

Classificado às semifinais de forma surpreendente, com vitória por 2 a 1 sobre o Monterrey, o Raja tem na velocidade e na força da torcida as suas principais características. O Superesportes fez uma análise das armas marroquinas. Porém, o clima de paz ganhou um capítulo especial graças às declarações de Vivien Mabide. O volante “apimentou” o jogo após fazer críticas a Ronaldinho Gaúcho, e o meia terá a oportunidade de resposta dentro do campo.

Veja mais

Bayern de Munique vence Guangzhou com facilidade e avança à decisão do MundialCuca ressalta “bagagem” de Seleção para Galo lutar pela taça do Mundial de ClubesEspanhol será o árbitro do confronto entre Atlético e Raja Casablanca no MundialKalil vai ao treino do Galo e fala de Mundial, superstição, Cuca e de BernardCom a camisa do Galo ou com trajes típicos, atleticanos agitam a MedinaCraque rebate jogador do Raja: ‘Não sou o Ronaldo do Barcelona. Sou o do Atlético’Ronaldinho garante motivação ‘fora do normal’ para elevar ainda mais o Atlético

Para não ser surpreendido como os mexicanos, um dos segredos levados na bagagem atleticana é repetir a intensidade dos jogos na capital Mineira. “A gente vai jogar como se estivéssemos no Independência, no nosso estilo de jogo”, disse Ronaldinho.

Ronaldinho Gaúcho disputará o Mundial pela segunda vez. Em 2006, pelo Barcelona, ele viu o Internacional levar a melhor com gol de Adriano Gabiru. Agora, o craque quer um final diferente, mas, novamente, com um clube brasileiro no alto do pódio.

“A tristeza é grande toda vez que se perde um título importante. Para mim, serve de motivação, para voltar para casa feliz. Eu sei o quanto é ruim vir para uma competição e não conquistá-la”

Procurado por uma equipe chinesa, o técnico Cuca pode ter esses dois jogos no Marrocos para se despedir do Atlético. Ele ainda não confirmou se deixará o Galo, mas os valores oferecidos pelo Shandong Luneng são expressivos. Contudo, no que se refere ao time alvinegro não há dúvidas. O Galo estará em campo com Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Lucas Cândido; Pierre, Josué; Diego Tardelli, Ronaldinho e Fernandinho; Jô.

Se avançar à final, o Atlético terá pela frente o Bayern de Munique, que venceu o Guangzhou Evergrande, por 3 a 0, nessa terça. Assim como foi na conquista da Copa Libertadores, que carimbou o passaporte do Galo no Mundial, os atleticanos confiam no lema “Eu acredito” para levar o nome do clube ao topo do futebol no planeta.

Raja Casablanca x Atlético

Raja Casablanca
Askri; El Hachimi, Adil Karrouchy, Mohamed Oulhaj e Benlamalem; Erraki, Guehi, Chtibi e Moutaouali; Iajour e Hafidi. Técnico: Nabil Maaloul.

Atlético
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Lucas Cândido; Pierre, Josué; Tardelli, Ronaldinho e Fernandinho; Jô. Técnico: Cuca

Motivo: semifinal do Mundial de Clubes
Estádio:
 Grande Estádio de Marrakesh
Data:
 18 de dezembro de 2013, às 17h30 (Horário de Brasília)
Árbitro:
 Carlos Velasco Carballo
Assistentes: 
Roberto Alonso Fernandez e Juan Carlos Yuste Jimenez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *