Bayern a um passo de conquistar o mundo

Depois de dominar a Alemanha e a Europa, o Bayern de Munique está a uma vitória conquistar o mundo. Sem qualquer dificuldade, a equipe bávara nem precisou se esforçar na estreia da Copa do Mundo de Clubes da FIFA para derrotar o Guangzhou Evergrande, campeão asiático, por 3 a 0, na semifinal disputada em Agadir. Agora, resta uma partida para fechar um ano quase perfeito, contra o vencedor de Atlético Mineiro e Raja Casablanca, que jogam nesta quarta.

De todos os campeonatos que disputou, o Bayern faturou quatro – Campeonato Alemão, Copa daAlemanha, UEFA Champions League e Supercopa da Europa –, perdeu apenas um – Supercopa daAlemanha – e vem quebrando novamente recordes na nova temporada, agora com Pep Guardiola, que pode no próximo sábado se tornar tricampeão do Mundial da FIFA, após os títulos de 2009 e 2011 com o Barcelona.

E justamente por já ter vivido esta experiência no torneio, Guardiola não quis dar espaço para surpresas, colocando em campo contra os chineses uma equipe praticamente titular, apenas com nomes como Dante e Thomas Mueller no banco. Com a bola rolando, o ataque liderado por Franck Ribéry e Mario Götze sufocou o modesto Guangzhou desde o início, obrigando os chineses a defender muitas vezes com cinco ou seis jogadores dentro da área.

As chance, então, foram se acumulando a partir dos 15 minutos, quando a defesa chinesa já parecia perdida com a movimentação alemã. Thiago foi o primeiro a quase marcar, acertando a trave após um cruzamento de Rafinha.

A pressão aumentaria quando Toni Kroos tabelou com Götze e também disparou no travessão e deu enfim resultado aos 40 minutos, quando Ribéry pegou a sobra na área e mandou para o gol, contando com a ajuda de Cheng Zeng. Ainda caberia um antes do intervalo, e foi Mario Mandzukic que marcou, de cabeça, após belo cruzamento de Thiago da direita.

Do outro lado, o Guangzhou pouco aparecia no ataque, com o trio Conca, Elkeson e Muriqui sendo facilmente dominado pela defesa. E mesmo quando houve pequeno espaço, Muriqui não aproveitou, perdendo uma boa chance em arrancada logo no início do segundo tempo. Pior ainda, com a bola de volta ao Bayern, Götze acertou um lindo chute no ângulo e praticamente definiu a vitória.

Com quase um tempo inteiro ainda por jogar, o Bayern seguiu no ataque, mas já sem o mesmo ímpeto. Ribéry ainda acertou a trave pela terceira vez, Götze quase aumentou em duas oportunidades, mas já não era mais preciso. Guardiola então fez alterações, colocou Javi Martinez, Shaqiri e Claudio Pizarro, enquanto a equipe tinha 70% de posse de bola e superava os 25 chutes ao gol. O Bayern poupou energia, mas, a um passo de conquistar o mundo, promete acelerar o ritmo na final.

Fifa.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *