Campeonato Brasileiro Série D

Sport estreia diante da Aparecidense na Copa do Brasil

Autor: Wladmir Paulino

O auxiliar técnico de Falcão, Thiago Gomes, vai comandar o Sport na Copa do Brasil. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Três dias depois de anunciar que vai preferir a Sul-Americana, o Sport estreia na Copa do Brasil diante da Aparecidense-GO, fora de casa, nesta quarta-feira (6). Enquanto o jogo de volta só acontecia no dia 27. Como o Leão já deixou claro que não tem interesse pela competição, o técnico Paulo Roberto Falcão optou por mandar o time reserva para o confronto e treinar os titulares visando as fases finais do Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste. Nem o treinador rubro-negro vai comandar a equipe na partida. Quem vai ficar na área técnica é o auxiliar técnico Thiago Gomes, de 31 anos.

“Não vamos querer entrar em campo para empatar e perder. Vamos em busca da vitória. Sul-americana ou Copa do Brasil fica para diretoria decidir”, afirmou o meia Clayton, que após dez dias trabalhando com a camisa vermelha preta vai ter uma chance no time principal. Mesmo não atuando sob os olhares do treinador, o recém-contratado não acredita que isso faça diferença dentro das quatro linhas.

“Não importa quem vai comandar a equipe pela Copa do Brasil. É preciso a gente continuar desempenhando o nosso futebol. Não podemos mudar o jeito de jogar por causa disso. É seguir em busca da melhor atuação”, disse Clayton.

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Contra a Aparecidense, o Leão vai ter oito jogadores reservas e mais três atletas do sub-20. Foto: Guga Matos/JC Imagem

TIME

Para a estreia na Copa do Brasil, o Sport vai mudar o esquema tático. A equipe rubro-negra vai sair do tradicional 4-2-3-1 e assume o 3-5-2. O time titular vai ser completamente diferente com oito jogadores reservas e mais três atletas dos juniores: o zagueiro Adryelson, o lateral-esquerdo Evandro e o volante Thalysson.

Nem o goleiro Magrão, que é o reserva imediato de Danilo Fernandes, vai participar do confronto contra a Aparecidense. Quem vai defender a meta do Leão é Luís Carlos, que vai vestir a camisa vermelha preta pela primeira vez. No ataque, sem muitas opções, o Sport vai com os garotos da base Everton Felipe e Fábio.  Sem o homem de referência que Falcão costuma utilizar desde que assumiu o Leão.

ADVERSÁRIO

O grande destaque no time da Aparecidense é o técnico Márcio Goiano. Além de ter comandado equipes conhecidas como Figueirense, São Caetano, ABC e Goiás, ele atuou com como jogador pelo Sport na década de 90. No Campeonato Goiano, o time não almeja mais nada da competição e não tem chance de disputar as semifinais.

FICHA TÉCNICA

Aparecidense – Busatto; Leonardy, Anderson Santos, Filipe e Chiquinho; Foguinho, Geovani, Washington e Jarllan; Robert e Cadu. Técnico: Márcio Goiano

Sport –  Luiz Carlos; Adryelson, Ewerton Páscoa e Luís Gustavo; Maicon, Thalysson, Neto Moura, Clayton e Evandro; Everton Felipe e Fábio. Técnico: Thiago Gomes (interino)

Local: Estádio Aníbal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO). Horário: 19h30. Árbitros: Emerson de Almeida Ferreira (MG). Assistentes: Breno Rodrigues e Wesley Moreira de Carvalho (ambos de MG).

Santa quer vencer no retorno aos braços da torcida

Foto: Guga Matos/JC Imagem – Autor: Alvaro Filho

Motivado por duas vitórias nos dois últimos jogos, o Santa Cruz tenta ampliar a sequência vitoriosa contra o Central, neste sábado (5), no Arruda, pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano. Para o jogo, ao contrário do que vinha acontecendo, o técnico Marcelo Martelotte praticamente definiu o time, com o retorno de Grafite ao ataque.

A dúvida é justamente quem será o companheiro de “G23”, se Keno ou Lelê, dependendo de avaliação dos niveis de CK. A decisão será tomada após uma avaliação na manhã de sábado.

O Santa Cruz atualmente está em quarto lugar na tabela, com sete pontos, um a mais que o quinto colocado, o América, e dois abaixo do Sport, o terceiro. O Central é o lanterna, ainda sem pontuar, com cinco derrotas em cinco jogos. O líder é o Náutico, com 12, seguido do Salgueiro, com dez.

Retornando ao time após ficar de fora da vitória contra o Juazeirense, Grafite comemora a “pausa” e disse que serviu para que ele recuperasse as forças. “Não gosto de ficar de fora, mas o treinador achou importante. Foi bom”, disse o atacante, que aposta na terceira vitória para trazer a torcida para o lado do time.

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Martelotte também comemora o retorno ao Arruda, não só contra o Central, mas na próxima terça (8), frente o Confiança. “Tivemos um início de temporada muito forte, com vários clássicos seguidos e era normal que a gente oscilasse. Agora, teremos jogos em casa e a condição de encaminhar a classificação”, acredita.

CENTRAL

A grande novidade do Central para o segundo confronto com o Santa Cruz é o jogador Lourival. Regularizado, o atacante fará dupla ofensiva com o experiente Araújo, deixando Candinho no banco. A Patativa, do técnico Flávio Barros, não vai poder contar com três jogadores: os zagueiros Henrique (suspenso) e Manolo (se recuperando de lesão) e o lateral-direito Fabinho

FICHA DO JOGO

Santa Cruz

Tiago Cardoso; Everton Sena, Leonardo, Alemão e Allan Vieira; Wellington Cézar, Marcílio e João Paulo; Keno (Wallyson), Grafite e Lelê.Técnico: Marcelo Martelotte.

Central

Juninho; Gustavo Henrique, Márcio Paraíba, Vinicius Santos e Éverton; Charles Vágner, Moisés, Daniel Paraíba e Giso; Araújo e Lourival. Técnico: Flávio Barros.

Local: Arruda. Horário: 17h. Árbitro: Diego Lima. Assistentes: Albert Júnior e Bruno Vieira. Ingressos: de R$ 10 (atrás do gols, sócios e estudante) a R$50 (cadeira).

Salgueiro vence o ABC e é líder do grupo A do Nordestão

Autor: Davi Saboya

Salgueiro passa pelo ABC no Cornélio de Barros

O Salgueiro bateu por 2×0 o ABC, em partida válida pela 2ª rodada da Copa do Nordeste, nesta quinta-feira (19), no Cornélio de Barros. Os gols da partida foram marcados pelos atacantes Piauí e Jefferson Berguer no início do primeiro e segundo tempo, respectivamente. O Carcará dominou a equipe potiguar no confronto que teve um público de 5.377 torcedores.

Com o resultado, o time sertanejo é o líder do grupo A do Nordestão com quatro pontos. O segundo colocado é o Campinense, que venceu o Imperatriz por 2×1, tem a mesma pontuação, mas perde para o clube pernambucano no saldo de gol. Os dois times se enfrentam na próxima quinta-feira em Campina Grande, na Paraíba.

Câmara aprova ingressos populares em estádios

Por: Marciele Brum

A aprovação da MP 671/15 garante a prorrogação da Lei de Incentivo ao Esporte até 2022, beneficiando projetos sociais em todo o país. Emendas dos deputados do PCdoB João Derly (RS) e Orlando Silva (SP) garantem maior estímulo ao esporte.

Reprodução da Internet
Medida Provisória facilita acesso da população em estádios e clubes

Depois de parlamentares do PCdoB fazerem grande esforço para se chegar a um consenso, o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite de terça-feira (7) a Medida Provisória 671/15, conhecida como MP do Futebol. Para manter a validade, a proposta terá de ser apreciada pelo Senado até a próxima semana.

Graças à emenda do vice-líder do governo, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), ficou assegurado a exigência de uma cota de ingressos populares para campeonatos nacionais e regionais a ser definida pelos clubes com base na arrecadação. As autoridades do futebol fiscalizarão o cumprimento da regra. ”Ao mesmo tempo em que estamos fortalecendo o nosso futebol, não podemos permitir a exclusão dos trabalhadores dos estádios brasileiros”, explica Orlando Silva.

Outra vitória importante garantida por meio de emendas do deputado João Derly (PCdoB-RS) e Orlando Silva é a prorrogação da Lei de Incentivo ao Esporte até 2022.  Essa legislação injetou pelo menos R$ 1,3 bilhão no esporte brasileiro desde 2006, quando entrou em vigor. A vigência era apenas até dezembro, antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016.

“A prorrogação da Lei de Incentivo é uma grande conquista do esporte brasileiro. Sem dúvida, temos de comemorar essa vitória como se fosse um triunfo nas quadras, tatames, piscinas ou pistas. A renovação da Lei é a nossa medalha de ouro”, diz João Derly.

A Lei de Incentivo ao Esporte permite a dedução do Imposto de Renda de doações e patrocínios a projetos desportivos e paradesportivos aprovados pelo Ministério do Esporte.

A MP 671 também vincula o parcelamento de dívidas dos clubes desportivos com a União a práticas de gestão mais transparentes, como conselho fiscal independente e limite para a reeleição de dirigentes. “Esta foi uma iniciativa da presidenta da República Dilma Rousseff que introduz mecanismos para aumentar a transparência e garantir democracia nos clubes e nas entidades futebolísticas do Brasil”, afirma Orlando Silva.

Clubes que adotarem gestão transparente poderão parcelar dívidas em até 240 vezes, com redução de 70% das multas, de 40% dos juros e de 100% dos encargos legais.

 

Sport e Central se despedem do Campeonato Pernambucano

Foto: Guga Matos/JC Imagem/Arquivo – Autor: Wladmir Paulino

Tanto para o Sport quanto para o Central o jogo deste sábado (2), a partir das 16h, na Ilha do Retiro, é uma mera formalidade na disputa pelo terceiro lugar do Campeonato Pernambucano. Afinal, a goleada por 5×0 imposta pelos rubro-negros no confronto de ida, na quarta-feira, em Caruaru, deixou a disputa praticamente definida. Para mudar a história a Patativa precisa vencer por seis gols de diferença. Se for por cinco, a decisão vai para as cobranças de pênaltis.

Apesar da grande vantagem, o técnico leonino, Eduardo Baptista, vai usar o que tiver de melhor. A intenção dele é repetir a escalação de quarta-feira, mas está na dependência do lateral-esquerdo Renê e do atacante Joelinton. Ambos apresentaram um desgaste muito alto e caso consigam se recuperar, entram em campo com os demais. A única alteração é a volta do lateral-direito Vítor, que cumpriu suspensão, no lugar de Oswaldo.

Eduardo quer o mesmo time jogando da mesma forma como fez em Caruaru, até porque os próximos compromissos, daqui por diante, serão bem mais complicados. Na quarta (6), o Sport enfrenta a Chapecoense, na segunda fase da Copa do Brasil. No domingo (10), o time inicia a caminhada no Brasileirão, diante do Figueirense, na Ilha.

“O time fez o primeiro jogo bom e vamos fazer o segundo para recuperar a autoestima. A orientação é para trabalharem, fazerem os gols e confirmar a vaga na Copa do Nordeste”, disse.

Sobre a Chapecoense, Eduardo lembrou que é um time com alguns jogadores já conhecidos do Leão, como os atacantes Roger e Ananias, além do meia Camilo e o volante Elicarlos. “É um time que vem se preparando há 15 dias e vem sedento para esse jogo. É de primeira divisão e uma demonstração do que vamos enfrentar lá na frente”, comentou.

CENTRAL
A Patativa vem ao Recife definida. E a única mudança é a volta do zagueiro André Lima, recuperado de contusão. O técnico Humberto Santos acertou a permanência para a disputa da Série D.

Ficha do jogo:

Sport: Magrão; Vítor, Ewerton Páscoa, Durval e Renê (Danilo); Rithely, Wendel (Mancha), Diego Souza e Élber; Felipe Azevedo e Joelinton (Samuel). Técnico: Eduardo Baptista

Central: Beto; Fabinho, Sinval, André Lima e Jaílton; Natan, Jucemar Gaúcho, Luiz Fernando e Juninho Silva; Candinho e Roger. Técnico: Humberto Santos.

Local: Ilha do Retiro. Horário: 16h. Árbitro: Giorgio Wilton. Assistentes: Francisco Bezerra e Bruno Vieira. Ingressos: R$ 10 (sócio), R$ 30 (arquibancada) R$ 40 (cadeira) e R$ 50 (camarote).

Sport e Central procuram motivação para 3º lugar

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem – Autor: Thiago Wagner

Apesar de oficialmente valer algo: a vaga na Copa do Nordeste do ano que vem, a disputa do terceiro lugar entre Central e Sport não tem lá muitos atrativos. Vejamos: são duas equipes derrotadas nas semifinais do Pernambucano e que estão em baixa. Por isso mesmo a disputa nem deveria ocorrer. Não só pelo caráter esportivo, mas pelo financeiro, já que é bem provável que os jogos tenham pouca presença de público. Mas como vai ter partida, então é melhor o torcedor se agendar para os duelos entre a Patativa e Leão. O primeiro é nesta quarta-feira, às 20h, no Lacerdão em Caruaru.

Sport mudado

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

O Leão vem com alteração em relação à equipe que empatou com o Salgueiro no último domingo, na Arena Pernambuco. O lateral-direito Vitor, suspenso pelo cartão vermelho recebido, e o volante Neto Moura, que sentiu uma lesão no púbis, desfalcam o time. Além disso, o técnico Eduardo Baptista estuda fazer alterações no ataque. Régis e Felipe Azevedo podem sair para as entradas de Samuel e Joelinton respectivamente. A definição só em Caruaru.

LEIA MAIS:
> Jogos do terceiro lugar não têm sentido no Estadual

> Brocador é esperança de dias melhores no ataque do Sport

> Torcedores querem permanência de Baptista no Sport

> Análise: “Protesto” no CT do Sport tem caráter político

> Hernane manda recado para torcida do Sport

> Jogadores do Central entram em greve e não treinam nesta terça

Central com problemas

Além de ter que superar as duas derrotas para o Santa Cruz, o Central tem que vencer a crise financeira que assola o clube. Os jogadores chegaram nem treinaram nesta terça-feira por conta da falta de premiações. Apesar disso, os atletas vão para o jogo.

O cara – Durval

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Com tantos jogadores em baixa, resta aos rubro-negros se apegarem ao ídolo Durval. Não que ele vá fazer gols na partida. Mas a experiência dele é fundamental para um momento complicado como esse no lado leonino. É depositar toda a confiança no capitão.

Fique de olho – na vontade dos times

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Em um jogo tão sem graça, vale observar como os atletas irão se comportar no gramado no que diz respeito à motivação. Como já dito aqui no Blog, essa partida não é lá muito empolgante.

FICHA DA PARTIDA – CENTRAL X SPORT

Central: Beto; Ferreira, Fabinho, Mattia Binatti e Jaílton; Natan, Jucemar e Luiz Fernando; Candinho, Roberto Pítio e Roger. Técnico: Humberto Santos.

Sport: Magrão; Oswaldo, Durval, Páscoa e Renê; Rithely, Wendel, Diego Souza, Régis (Samuel) e Élber; Felipe Azevedo (Joelinton). Técnico: Eduardo Baptista.

Pernambucano (disputa do 3º lugar). Local: Lacerdão, Caruaru (PE). Horário: quarta-feira, às 20h. Árbitro: Sebastião Rufino Ribeiro Filho. Auxiliares: Marlon Rafael Gomes de Oliveira e Cleberson Nascimento Leite.

Santa Cruz joga sério, vence o Central novamente e vai decidir com o Salgueiro

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem – Autor: Wladmir Paulino

O Santa Cruz tinha toda condição de levar o jogo em banho-maria depois de constuir uma vantagem monstruosa no primeiro jogo. Mas encarou a segunda partida com o Central como se estivesse tudo começando e venceu por 2×0 para não deixar margem para dúvidas. O resultado agregado ficou em 7×0 e o tricolor vai decidir o Campeonato Pernambucano 2015 a partir de quarta-feira (29), com o Salgueiro.

Nem deu para a Patativa sequer sonhar com a possibilidade de reação. Aos cinco minutos, João Paulo lançou Betinho quase na linha de pequena área. No melhor estilo pivô, o camisa nove ajeitou de cabeça para o lado, onde estava Emerson Santos em excelente condição. Ele chutou forte, sem chance de defesa para Beto. Não era um balde, mas uma caixa d’água fria na cabeça dos alvinegros.

O gol foi a primeira indicação de que o time da capital não jogava com os 4×0 da semana passada na cabeça. E também surpreendeu a disposição centralina, que mesmo com todo prejuízo não abriu mão de buscar o gol. Candinho cabeceou para fora cara a cara com Fred. E Betinho, na mesma posição, mas com os pés, desperdiçou o segundo gol após grande jogada de Tiago Costa. Quando ele finalizou por cima até o goleiro já estava batido.

Jogando sério sem deixar o adversário pressionar, o tricolor manteve o controle da partida. Até o final do primeiro tempo cada time teve outra boa chance. O Santa Cruz com Bruninho, bem defendida por Beto. E o Central com Roberto Pítio. O camisa 9 chegou um pouco atrasado e completou o cruzamento para fora.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Ricardinho voltou com outra postura. Agora era segurar o jogo para evitar desgastes desnecessários e até riscos de contusão. Moisés entrou no lugar de Nininho, que já havia tomado uma pancada mais forte; e Edson Sitta assumiu o posto de Guilherme Biteco.

A primeira grande chance foi da Patativa. Fabinho fez boa jogada pelo lado direito e cruzou para Fabiano. Ele cabeceou com muito perigo, passando perto do travessão. O Santa Cruz respondeu aos 15. Emerson Santos aproveitou rebote da defesa e rolou para João Paulo que vinha sozinho, de frente para o gol. Mas na hora do chute, a bola subiu numa falha do gramado e o camisa 10 isolou a bola.

E como se fosse pouco tudo conspirava contra o time de Caruaru. Aos 24 minutos Everton levou o segundo amarelo e foi expulso. Apenas seis minutos depois, o goleiro Beto sentiu a coxa esquerda. Como as três substituições já haviam sido feitas, ele teve que ficar no sacrifício. Quando tudo já estava definido, o lateral Tiago Costa foi à linha de fundo e cruzou para o meio da área. Anderson Aquino emendou de voleio para fazer um belo gol.

Ficha do jogo:

Central: Beto; Ferreira (Fabinho), Everton, Mattia Binatti (Fabiano) e Jaílton; Natan, Jucemar e Luiz Fernando; Candinho, Roberto Pítio (Fernando Pires e Roger. Técnico: Humberto Santos.

Santa Cruz: Fred; Nininho (Moisés), Alemão, Danny Morais e Tiago Costa; Bileu, Bruninho, João Paulo (Anderson Aquino), Guilherme Biteco (Edson Sitta) e Emerson Santos; Betinho. Técnico: Ricardinho.

Local: Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. Árbitro: Nielson Nogueira. Assistentes: Marcelino Castro e Charles Rosas. Gol: Emerson Santos, aos cinco do primeiro. Cartões amarelos: Jaílton, Nininho e João Paulo. Expulsão: Everton.

Ato racista marca a partida entre Tombense (MG) e Operário (MT), pela Série D

LANCEPRESS! – 07/09/2014 – 21:29 Tombos (MG)

Pouco mais de uma semana depois de atos racistas contra o goleiro Aranha, do Santos, marcarem o futebol brasileiro, um novo episódio de racismo aconteceu neste domingo. Pelo Grupo 6 da Série D, Tombense (MG) e Operário (MT) disputavam a oitava rodada da competição até que, aos 36 minutos do primeiro tempo a partida foi interrompida.

Irritado pelo insultos raciais que vinham da torcida do Tombense, o goleiro Igor, do Operário, se irritou e chutou uma bola em direção à torcida e acabou expulso pelo árbitro. Um princípio de confusão aconteceu no gramado e a partida ficou interrompida por 13 minutos. Exaltado, o goleiro Igor deixou o campo alegando ter sido insultado pelos torcedores diversas vezes.

–  Fui chamado de macaco no aquecimento. Bati um tiro de meta e me xingaram. Bati outro e me chamaram de Aranha – disse Igor à TV Integração.

Duas pessoas foram encaminhadas ao 4º Pelotão da Polícia Militar. Um deles foi reconhecido por Igor como o responsável pelas ofensas. O outro se apresentou como testemunha do torcedor acusado. O goleiro Igor registrou um boletim de ocorrência.

Após a interrupção, o jogo voltou a ser disputado e o Tombense venceu por 2 a 1.

Doses de novidades no Nordestão, com lançamento marcado para o Recife

Por: Cassio Zirpoli

O Recife receberá o evento de lançamento da Copa do Nordeste de 2015.

A cerimônia será em 18 de setembro, na Arcádia de Apipucos. Contará com a presença de dirigentes de clubes, federações estaduais, Liga do Nordeste e CBF. Na ocasião, haverá o sorteio dos cinco grupos, numa transmissão ao vivo no canal Esporte Interativo.

Eis algumas novidade já confirmadas para a nova edição do torneio regional:

1) A mudança de maior impacto é a ampliação de 16 para 20 clubes, com a inclusão de 2 times do Piauí e 2 do Maranhão. A mudança vinha sendo costurada há tempos. O impasse sempre foi o “mapa” da CBF, com os dois estados localizados no Norde desde a década de 1970.

2) A taça dourada será redesenhada. Calma. O troféu tem uma aprovação visual de 93,8% junto à torcida (segundo uma pesquisa feita pelo canal detentor dos direitos). Por isso, deve sofrer só uma leve adaptação, com a colocação de mais dois anéis, passando de sete a nove. Cada anel representa um estado.

3) A bola oficial será novamente assinada pela Penalty, e será chamada de “Asa Branca II”. A pelota será produzida na fábrica de Itabuna, no interior baiano.

4) A marca do Nordestão por uma renovação. Na visão do blog, a versão atual já era boa, priorizando a taça. Foram criadas marcas em 2014 e 2013.

5) Ainda não foi revelada a premiação máxima da competição. Sabe-se que haverá um percentual de aumento no mata-mata. A primeira fase segue com R$ 350 mil por equipe – exceto os quatro participantes do Piauí e do Maranhão. Em 2014, a cota distribuída foi de R$ 10 milhões.

6) O álbum de figurinhas, produzido pela Panini, chegará ainda na primeira fase do regional. Em 2014, o álbum chegou nas bancas no mata-mata, com oito clubes já eliminados, num erro de mercado.

Brasil sobe para quarto e retoma liderança continental

Fonte: Fifa

O futebol internacional teve mais um mês de emoções limitadas antes da última rodada de amistosos às vésperas da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Com efeito, a edição de maio do Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola reflete os resultados de apenas 13 jogos disputados. Assim, nada menos que 143 seleções mantiveram a posição que ocupavam no ranking de abril.

Apesar disso, houve uma notável mudança na relação dos dez primeiros colocados. O Brasil galgou duas posições e assumiu o quarto lugar, liderando o pelotão de seleções sul-americanas à frente de Colômbia (5º lugar, caiu 1), Uruguai (6º, -1) e Argentina (7º, -1). Essa é a melhor colocação do anfitrião do próximo Mundial desde julho de 2011.

Acima do quarteto sul-americano, segue o mesmo trio de europeus: Espanha (1º lugar, inalterado), Alemanha (2º, inalterado) e Portugal (3º, inalterado). A atual campeã mundial lidera o ranking consecutivamente desde setembro de 2011.

Na América Central, Honduras (30º, +2) celebra seu retorno à lista dos 30 primeiros colocados após uma ausência de 12 anos. A maior ascensão, no entanto, foi protagonizada pela Mauritânia (139º, +13), graças às duas vitórias conquistadas nas eliminatórias para a Copa Africana de Nações.

O próximo Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola será divulgado no dia 5 de junho de 2014.

Resumo:

 

Líder

 

 

Espanha (sem alteração)

 

 

Entrando para os dez melhores

 

 

Nenhuma seleção

 

 

Saindo dos dez melhores

 

 

Nenhuma seleção

 

 

Jogos disputados ao todo

 

 

13

 

 

Mais partida disputadas

 

 

Dominica, Granada, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas (3 cada)

 

 

Maior subida em pontos

 

 

Tadjiquistão (+ 41 pontos)

 

 

Maior subida em posições

 

 

Mauritânia (+ 13 posições)

 

 

Maior queda em pontos

 

 

Afeganistão (- 22 pontos)

 

 

Maior queda em posições

 

 

Afeganistão (- 6 posições)