Campeonato do Nordeste

América-RN e Salgueiro travam duelo direto no Estádio Nazarenão

Na luta por uma vaga na segunda fase da Copa do Nordeste, América-RN e Salgueiro se enfrentam neste sábado, em confronto válido pela terceira rodada do torneio. A partida será realizada no Estádio Nazarenão, em Goianinha, a 54 quilômetros de Natal, com início às 18h30 (horário local).

Com três pontos, as duas equipes estão empatadas na classificação do grupo C, com vantagem para os potiguares, que, devido ao saldo de gols, ocupam a segunda posição. O Vitória, líder com seis pontos, encara o lanterna ASA no domingo, em Salvador, no encerramento da rodada.

Força total

Após a vitória por 1 a 0 sobre o ASA, a primeira na competição, o América-RN terá um reforço importante no banco de reservas para a partida contra o Salgueiro: o retorno do técnico Roberto Fernandes, que cumpriu suspensão de dois jogos por expulsão no jogo contra o ABC, pela última rodada da Série B de 2012.

Fabinho, volante do América-RN (Foto: Jocaff Souza)

Fabinho foi poupado na última rodada e volta ao time do América-RN (Foto: Jocaff Souza)

Também voltam à equipe o lateral-esquerdo Renatinho Potiguar e o volante Fabinho, poupados no último jogo, além dos reservas Glaúcio e Galatto, que foram preservados dentro do rodízio promovido pela comissão técnica americana. Alguns titulares ainda poderão ser poupados neste sábado, mas o técnico Roberto Fernandes não confirma.

Com todo o grupo à disposição, o América-RN deve jogar com Dida; Norberto, Edson Rocha, Índio e Renatinho Potiguar; Márcio Passos, Fabinho, Jérson e Netinho (Daniel); Cascata e Rico.

Nigeriano é a arma

Yerien Richmind - Salgueiro (Foto: Lula Moraes/Globoesporte.com/PE)
Nigeriano Yerien Richmind pode ser a novidade
do Salgueiro (Foto: Lula Moraes)

 Depois de ser goleado pelo Vitória em Salvador, por 5 a 1, o Salgueiro tem outro desafio longe de Pernambuco. O Carcará sabe que precisa vencer para continuar na briga pelas primeiras colocações e sonhar com a classificação para a próxima fase.

A aposta do técnico Marcelo Chamusca para o jogo é o nigeriano Yerien Richmind. O jogador, que ficou na reserva nos dois primeiros jogos, foi o autor do gol na única vitória do Salgueiro na competição, na primeira rodada, diante do ASA. O estrangeiro deve ficar com a vaga de Victor Caicó.

Se confirmada esta mudança, a formação do time pernambucano para o jogo será composta por Darci; Marcos Tamandaré, Rodrigo, Cléber Carioca e Peri; Pio, Moreilândia, Clébson e Yerien; Elvis e Fabrício Ceará.

GLOBOESPORTE

Futebol ainda fraco, mas com a vitória coral

Havia uma dúvida sobre o “verdadeiro” time do Santa Cruz.

Aquele vibrante da estreia, na apertada vitória sobre o CRB.

Ou aquele poço de apatia na goleada sofrida para o Campinense.

A dúvida poderia ter sido na tarde de sábado.

Contra os baianos do Feirense o time pernambucano poderia volta à zona de classificação da Copa do Nordeste.

Voltou. A vitória foi definida sem maiores problemas 2 x 0.

Gols no primeiro tempo, com Philco, cobrando pênalti aos 5 minutos, e Renatinho, recebendo boa assistência de Natan nos descontos.

Mas os 17 mil tricolores que trocaram as prévias pelo cimento do Arruda não saíram plenamente satisfeitos.

O Santa chegou a jogar boa parte da partida com dois a mais.

Em vez de aproveitar os espaços, tocar a bola e castigar o adversário, o time abusou dos erros. E das faltas. Cometeu o dobro do Feirense.

O apito final veio acompanhado de uma sonora vaia.

Ainda em formação, o Santa Cruz precisa de um padrão de jogo definido. A renovação do atacante Dênis Marques, apresentado no intervalo, já virou esperança…

Copa do Nordeste 2013: Santa Cruz 2x0 Feirense-BA. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A Press

Fonte: Cassio Zirpoli

COPA DO NORDESTE: Arruda vai tremer com o Santa; Potiguares querem embalar

Campinas, SP, 25 (AFI) – A terceira rodada da Copa do Nordeste começa neste sábado, com três jogos. O grande destaque fica por conta do Santa Cruz, que joga em Recife, no Arruda, contra o Feirense, às 17 horas. A grande expectativa fica por conta da presença do seu fanático torcedor, que deve dar mais um show nas arquibancadas.

Em campo, o Tricolor precisa crescer de produção, já que venceu na estreia o CRB, por 1 a 0, e foi derrotado pelo Campinense, por 3 a 0, em Campina Grande. Por sua vez, o Feirense ainda não ganhou nenhum jogo, somando apenas um, no empate na estreia contra o Campinense, em Feira de Santana.

Mecão quer embalar!
Após vencer o primeiro jogo contra o ASA, em Arapiraca, o América quer embalar e tentará seu primeiro triunfo em Goianinha, no Nazarenão, contra o Salgueiro. O Carcará tem uma vitória, conquistada contra o ASA, na estreia, por 1 a 0. O duelo acontece às 19h30.

O ABC, outro time de Natal, também jogará neste sábado e tentará de todos os jeitos sua primeira vitória. Mas, terá uma pedreira pela frente, já que enfrenta o Itabaiana, às 17 horas, no Estádio Presidente Médici. O time de Sergipe também tem um ponto e precisa de um resultado para se manter vivo na briga por uma vaga na próxima fase.

Rodada completa!
A rodada será fechada no domingo, com mais cinco jogos. O grande destaque fica por conta do duelo entre Ceará e Bahia. Outro jogo que promete balançar o Nordeste é o duelo entre Fortaleza e Sport.

Confira os jogos da 3ª rodada:

Sábado
17 horas

Santa Cruz x Feirense
Itabaiana x ABC

19h30
América-RN x Salgueiro

Domingo
17 horas

Vitória x ASA
Fortaleza x Sport
Sousa x Confiança

19h30
Ceará x Bahia
Campinense x CRB

Agência Futebol Interior

Assista o Vídeo, Dênis Marques Confirmando a sua volta

Depois de meses e meses de muita negociação, a diretoria do Santa Cruz oficializou a volta do atacante Dênis Marques. O Blog do Torcedor já havia antecipado, nesta manhã, a contratação do jogador. No entanto, a diretoria do clube não confirmava o acerto porque faltava a assinatura de contrato, o que só aconteceu nesta noite.

O maior entrave para o acerto do Santa Cruz com Dênis Marques era financeiro. Segundo informações, o atacante pedia R$ 60 mil mensais para renovar seu contrato. Desde o final da temporada passada, a diretoria apresentava contra-proposta bem menor do que o valor pedido pelo atleta.

Na noite da quinta-feira, o diretor Jomar Rocha voltou a reafirmar: “Dênis só volta para o Santa Cruz se reduzir a sua proposta. Não vamos contratar sem ter condições de pagar”. Nesse “embate”, a diretoria de futebol se saiu melhor. Segundo informações, o acerto foi de R$ 35 mil mensais.

O certo é que a negociação com Dênis Marques havia esfriado. Até o time sofrer a derrota para o Campinense, por 3×0. A diretoria voltou a conversar com o jogador e a fazer pressão. Dênis, sem proposta de outros clubes, aceitou voltar ao Arruda.

Agora, a responsabilidade de Dênis é ainda maior. Afinal, ele retorna ao clube como a diretoria queria. E o Santa Cruz ainda vai atrás de um lateral-esquerdo e um meia.

Em busca da recuperação, Santa Cruz recebe o Feirense pelo Nordestão

Apagar a imagem deixada na última quarta-feira, quando perdeu para o Campinense por 3×0, no Amigão. Essa é a missão do Santa Cruz para o confronto deste sábado, contra o Feirense, da Bahia, no Arruda, a partir das 16h, pela terceira rodada do Grupo C da Copa do Nordeste. O Tricolor está em terceiro na chave com três pontos e precisa da vitória para entrar na zona de classificação. Os baianos estão na lanterna com apenas um ponto.

Para esse confronto o técnico Marcelo Martelotte deve promover mudanças na atitude do time coral acima de tudo. O comandante deseja outra postura dos seus jogadores principalmente no que diz respeito à marcação. “Tivemos problemas de marcação. Deixamos muitos espaços. Mas já conversamos com os atletas e eles já assimilaram”, disse.

As mudanças de peças, porém, não estão descartadas. O time do Santa Cruz segue indefinido para a partida. Martelotte não deu dicas sobre quais setores pode mudar. Uma especulação é que ele utilize o lateral-direito Marquinho no lugar do zagueiro Everton Sena, que foi improvisado nos dois primeiros jogos do Tricolor. “Temos 24 horas. Estamos conversando sobre o adversário e a partir daí vamos decidir mudanças”, afirmou Marcelo.

Jogando em casa contra o lanterna do grupo, é natural pensar que o Santa Cruz seja favorito para a disputa. Martelotte, contudo, discorda dessa ideia e argumenta que a partida pode ser equilibrada. “Assistimos ao jogo deles contra o CRB e não foi fácil. O Feirense jogou bem postado distribuído bem em campo”, declarou.

FEIRENSE – Precisando da vitória para continuar com reais chances de classificação para a próxima fase, o Feirense quer surpreender o Santa Cruz dentro do Arruda. Assim como Materlotte, o técnico Enaldo Oliveira deve promover mudanças na equipe. A mais sensível é no gol. Naldo entrar no lugar de Henrique

FICHA DA PARTIDA – SANTA CRUZ x FEIRENSE

Santa Cruz – Tiago Cardoso; Everton Sena (Marquinho), César, Vágner e Tiago Costa; Sandro Manoel, Anderson Pedra, Natan e Renatinho; Flávio Recife e Philco. Técnico: Marcelo Martellote.

Feirense: Naldo; Edicarlos, Motta, Joadson e Djavan; Leandro, Ananias, Roberto e Titi; Dadai e Jaiminho (Sheldon). Técnico: Enaldo Oliveira.

Copa do Nordeste. Local: Arruda. Horário: Sábado (26), às 16h (Horário de Pernambuco). Árbitro: Gleyston Gonçalves da Silva (CE). Auxiliares: Marcos da Silva (CE) e Anderson Silveira Ribeiro (CE).

Fonte: Thiago Wagner da Silva

No Recife, Sport vence Confiança de virada e toma liderança do grupo B

Sport e Confiança fizeram um jogo equilibrado na noite desta quinta-feira na Ilha do Retiro, mas os donos da casa precisaram de apenas dois minutos para mudar a sorte da partida. Os pernambucanos começaram atrás no placar, mas se recuperaram e venceram os sergipanos por 3 a 1, de virada. Com o resultado, o Leão foi a quatro pontos e tomou a liderança do grupo B da Copa do Nordeste das mãos do adversário.

O Confiança abriu primeiro o placar com Diego Neves, aos 30 minutos do primeiro tempo. Na etapa complementar, o Sport enfim conseguiu furar o ferrolho imposto pelos sergipanos. Aos 32 minutos, Reinaldo empatou. A virada veio dois minutos depois com Marcos Aurélio. O atacante arriscou de fora da área e brindou a torcida com um golaço em sua primeira atuação com a camisa rubro-negra. O terceiro gol dos donos da casa saiu nos acréscimos aos 48 minutos com Felipe Menezes.

No Recife, o Confiança até tentou repetir o excelente desempenho da estreia, quando goleou o Fortaleza por 3 a 0, mas pagou um preço alto por querer administrar a partida depois de marcar 1 a 0. O time é o segundo colocado, pois tem os mesmos três pontos do tricolor cearense e leva a melhor nos critérios de desempate. O público total do jogo na Ilha do Retiro foi 19.036 torcedores para uma renda de R$ 128.060,00.

Na próxima rodada, o Sport vai encarar o Fortaleza no domingo às 17h (horário de Brasília). A partida faz parte da inauguração oficial do estádio Castelão, que receberá no mesmo dia o Ceará e o Bahia (às 19h30m). O Confiança voltará a jogar fora de casa e pega o Sousa também no domingo às 17h (horário de Brasília).
Sport x Confiança (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Confiança marcou gol no primeiro tempo, mas Sport virou o placar (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Confiança não se intimidou

O público no começou do jogo não era o esperado na Ilha do Retiro e isso talvez tenha deixado o Confiança à vontade para jogar no Recife no primeiro tempo. Sem maiores pressões da arquibancada, antes do primeiro minuto de jogo, os visitantes já tentavam a primeira jogada de ataque com Ângelo, que cruzou para a área. A bola, no entanto, ficou nas mãos do goleiro Magrão.

O Sport tentou responder com as investidas do atacante Felipe Azevedo, mas também não passou de tentativas em vão devido aos erros no último passe e à retranca imposta pelo Confiança. O primeiro chute a gol do Leão ocorreu apenas aos cinco minutos. Roger arriscou de longe e o goleiro Fábio defendeu sem problemas.

Daí em diante o que se viu foi os times se alternarem no ataque. O Confiança apostava no jogo aéreo e em chutes de longa distância. Por sua vez, o Sport tocava a bola até chegar a área, mas os erros de passe colocavam fim às jogadas ofensivas. Magrão, do lado dos donos da casa, e Fábio, pelos visitantes, não tiveram trabalho nos chutes a gol de seus adversários.

Sport x Confiança (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Sport teve dificuldades para furar retranca do
Confiança (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Com o passar do tempo, o jogo ficou concentrado no meio-campo e os ataques rarearam. Aos 22 minutos, para tentar furar a defesa do Sport, Richardson arriscou de longe. A bola desviou na zaga e quase engana o goleiro Magrão. Aos 28 minutos, Felipe Azevedo cruzou para a área, o goleiro Fábio vacilou e a bola foi parar nos pés de Gilsinho, que não conseguiu empurrar para as redes.

A chance desperdiçada pelo Sport foi aproveitado pelo Confiança aos 30 minutos. Richardson cobrou escanteio na cabeça de Diego Neves, que abriu o placar na Ilha do Retiro. Os donos da casa tentaram não se abalar e se lançaram em busca do empate. Aos 38 minutos, Gilsinho se chocou com um  e caiu na área, pedindo pênalti. O juiz não marcou e deu cartão amarelo ao atacante rubro-negro.

No primeiro tempo, o goleiro Magrão ainda pregou um susto na torcida do Sport ao “bater roupa” em um chute de Diego Neves aos 39 minutos. A resposta rubro-negra ocorreu com o zagueiro Gabriel, que quase surpreende o goleiro Fábio em uma cabeceada. O lance foi o último mais empolgante do primeiro tempo, encerrado aos 47 minutos pelo árbitro Francisco Carlos.

Sport pressiona e vira

Para o segundo tempo, o Confiança voltou sem alterações. O Sport mudou as peças no ataque, com a saída de Gilsinho, bastante criticado pela torcida, para a entrada de Marcos Aurélio. As alterações surtiram efeito e o Leão se mostrou mais perigoso nos minutos iniciais da partida com presença constante na área adversária.

Aos quatro minutos, Roger recebeu um cruzamento de Felipe Azevedo e cabeceou o gol à queima-roupa. O empate só não saiu porque goleiro Fábio defendeu a bola, ainda que no susto, usando o ombro. Sentindo o bom momento do Sport, o Confiança passou a parar o jogo a partir de faltas. O treinador Nadélio Rocha também tentou dar mais gás ao time ao tirar Da Silva para a entrada de Gilmar Baiano.

Com o passar do tempo, o Confiança conseguiu esfriar os ânimos do Sport e os pernambucanos voltaram a ter dificuldades de articular jogadas de ataque. O técnico Vadão então gastou as duas substituições restantes tirando Cicinho e Hugo para a entrada de Moacir e Felipe Menezes, respectivamente.

Com as novas peças em campo, a sorte do Sport mudou. Felipe Menezes avançou pela esquerda, se livrou de Ângelo e cruzou para a área. A bola sobrou para Reinaldo, que chutou cruzado e viu a bola desviar na zaga e encobrir o goleiro Fábio aos 32 minutos. Dois minutos depois, foi a vez do estreante Marcos Aurélio balançar as redes. O atacante chutou de fora da área para marcar o gol que garantiu a vitória e a liderança do grupo B para o Sport.

Depois do gol, o Confiança deixou a zona de conforto e se aventurou no ataque em busca do empate. Os visitantes conseguiram alguns lances de perigo, causando susto na torcida rubro-negra, mas não passou disso e ainda viu o Sport marcar o terceiro aos 48 minutos com o meia Felipe Menezes.

globo.com

Copa Nordeste 2013 Tabela & Classificação

Regulamento
A competição será disputada entre 16 times, que estarão divididos em quatro grupos, todos jogando contra todos em sistema de ida e volta. Os dois primeiro de cada grupo se classificam para as quartas de final. À partir de então, a competição se torna mata-mata, com jogos de ida e volta, até a grande final.
Final
1ª RODADA
10/03 – 16h00 ASA 1 x 2 Campinense
2ª RODADA
17/03 – 16h00 Campinense 2 x 0 ASA
Semifinal
1ª RODADA
24/02 – 16h00 ASA 3 x 3 Ceará
24/02 – 18h30 Fortaleza 2 x 1 Campinense
2ª RODADA
3/03 – 16h00 Campinense 1 x 0 Fortaleza
3/03 – 18h30 Ceará 0 x 1 ASA
Quartas de final
1ª RODADA
13/02 – 20h15 ASA 0 x 0 ABC
13/02 – 22h15 Campinense 0 x 0 Sport
13/02 – 22h15 Fortaleza 3 x 3 Santa Cruz
14/02 – 22h15 Ceará 0 x 2 Vitória
2ª RODADA
16/02 – 17h00 Sport 2 x 2 Campinense
16/02 – 19h30 ABC 1 x 2 ASA
17/02 – 16h00 Vitória 1 x 4 Ceará
17/02 – 16h00 Santa Cruz 1 x 2 Fortaleza
1.ª Fase
Grupo A
1ª RODADA
19/01 – 17h00 Ceará 1 x 0 ABC
19/01 – 19h30 Bahia 3 x 2 Itabaiana
2ª RODADA
23/01 – 22h15 Itabaiana 0 x 0 Ceará
23/01 – 22h15 ABC 1 x 1 Bahia
3ª RODADA
26/01 – 17h00 Itabaiana 3 x 1 ABC
27/01 – 19h30 Ceará 0 x 1 Bahia
4ª RODADA
31/01 – 20h15 ABC 4 x 1 Itabaiana
31/01 – 22h15 Bahia 1 x 2 Ceará
5ª RODADA
3/02 – 19h30 Bahia 0 x 3 ABC
3/02 – 19h30 Ceará 3 x 0 Itabaiana
6ª RODADA
6/02 – 22h15 Itabaiana 0 x 0 Bahia
6/02 – 22h15 ABC 3 x 0 Ceará
Grupo B
1ª RODADA
20/01 – 17h00 Confiança 3 x 0 Fortaleza
20/01 – 17h00 Sousa 1 x 1 Sport
2ª RODADA
24/01 – 20h15 Fortaleza 3 x 0 Sousa
24/01 – 22h15 Sport 3 x 1 Confiança
3ª RODADA
27/01 – 17h00 Fortaleza 0 x 0 Sport
27/01 – 17h00 Sousa 0 x 1 Confiança
4ª RODADA
30/01 – 20h15 Confiança 2 x 2 Sousa
30/01 – 22h15 Sport 3 x 0 Fortaleza
5ª RODADA
3/02 – 17h00 Confiança 0 x 0 Sport
3/02 – 17h00 Sousa 0 x 1 Fortaleza
6ª RODADA
6/02 – 22h15 Sport 6 x 1 Sousa
6/02 – 22h15 Fortaleza 3 x 0 Confiança
Grupo C
1ª RODADA
19/01 – 17h00 Salgueiro 1 x 0 ASA
20/01 – 17h00 América 1 x 2 Vitória
2ª RODADA
23/01 – 20h15 ASA 0 x 1 América
23/01 – 20h15 Vitória 5 x 1 Salgueiro
3ª RODADA
26/01 – 19h30 América 2 x 0 Salgueiro
27/01 – 17h00 Vitória 2 x 1 ASA
4ª RODADA
29/01 – 22h15 Salgueiro 2 x 1 América
30/01 – 22h15 ASA 2 x 0 Vitória
5ª RODADA
2/02 – 19h30 América 0 x 1 ASA
3/02 – 17h00 Salgueiro 0 x 1 Vitória
6ª RODADA
6/02 – 22h15 Vitória 1 x 1 América
6/02 – 22h15 ASA 2 x 1 Salgueiro
Grupo D
1ª RODADA
19/01 – 19h30 Feirense 2 x 2 Campinense
20/01 – 19h30 Santa Cruz 1 x 0 CRB
2ª RODADA
23/01 – 21h15 CRB 3 x 1 Feirense
23/01 – 22h15 Campinense 3 x 0 Santa Cruz
3ª RODADA
26/01 – 17h00 Santa Cruz 2 x 0 Feirense
27/01 – 19h30 Campinense 1 x 0 CRB
4ª RODADA
30/01 – 20h15 CRB 1 x 2 Campinense
30/01 – 22h15 Feirense 0 x 1 Santa Cruz
5ª RODADA
2/02 – 17h00 Santa Cruz 2 x 0 Campinense
2/02 – 17h00 Feirense 1 x 2 CRB
6ª RODADA
6/02 – 22h15 Campinense 1 x 0 Feirense
6/02 – 22h15 CRB 2 x 3 Santa Cruz

Santa Cruz leva 3 a 0 do Campinense e ouve gritos de olé da arquibancada

O Santa Cruz foi irreconhecível. Em nada lembrou o time aguerrido e aplicado da estreia com vitória sobre o CRB. O Tricolor assistiu a um verdadeiro passeio do Campinense, nesta quarta-feira, no estádio Amigão, em Campina Grande. O placar de 3 a 0 e os gritos de olé da torcida local disseram tudo.

Se tem uma palavra para definir o Santa Cruz no primeiro tempo de jogo, seria inofensivo. Em nenhum momento os jogadores corais davam mostras de que haviam entrado na partida. Os laterais foram inoperantes. Os mais não buscavam o jogo coletivo, insistindo nas jogadas individuais, o que não ajudou em nada a equipe. Sem a bola, os atacantes também pouco puderam fazer.

O adversário, por outro lado, tomou a iniciativa da partida. Bem postado em seu campo, o Campinense roubava a bola do Santa Cruz e saía em velocidade para o ataque. Assim, foi levando perigo à meta do Tricolor. O gol do time da casa saiu aos 32 minutos, numa falha da defesa coral. Panda cruzou da esquerda, Vágner não se entendeu com Tiago Cardoso, que saiu mal do gol, e afastou de cabeça. A bola foi nos pés de Thiago Granja, que tocou de primeira.

O jogo escancarou os problemas que ficaram escondidos na vitória sobre o CRB. A presença de Éverton Sena na lateral direita só se explica pela total falta de condição física de Marquinho. Completamente perdido, ele não defendeu, sua especialidade, nem atacou. No meio, Natan e Renatinho se esconderam após o gol do Campinense, dificultando ainda mais a vida dos atacantes. Philco e Caça Rato nem pareciam estar em campo.

O principal problema do time, porém, foi o setor defensivo, que havia funcionado bem diante do CRB. Em nenhum momento zagueiros, volantes e laterais se encontraram. A facilidade do Campinense era incrível, fosse nas descidas pelos lados ou pelo meio. Isso ficou claro no segundo gol do Campinense, aos cinco minutos do segundo tempo, em que Bismarck cruzou da direta, a bola passou por todas na área e chegou a Gleybson, livre, tocar para o gol. E ainda mais flagrante no terceiro, aos 14. A bola foi alçada na área e Edvânio tocou de cabeça, no meio da zaga, para o gol.

Em suma: o segundo tempo foi um baile do Campinense, com direito a grito de olé da torcida local. E nem assim o Santa Cruz conseguiu reagir. Uma atuação a ser esquecida pelo torcedor, mas não pelos jogadores e comissão técnica. A vitória na estreia camuflou muitos erros, que na derrota de ontem foram escancarados. A hora é de parar, analisar e corrigir. Por enquanto, ainda há tempo.

Alexandre Barbosa – Diario de Pernambuco

Contra o Confiança, Sport quer fazer bonito diante da sua torcida

As marcas negativas do Sport em 2012 podem começar a ser apagadas nesta quinta-feira na Ilha do Retiro. Diante do Confiança/SE, o Leão terá seu primeiro compromisso em 2013 jogando em seus domínios. A partida, que começa às 21h15, é válida pela segunda rodada da Copa do Nordeste e pode colocar o time do técnico Vadão na liderança do Grupo B, em caso de triunfo.

Com um ponto conquista no empate em 1×1 com o Sousa, na rodada inaugural, o Sport entra em campo contra um adversário que surpreendeu na primeira rodada. Jogando no Batistão, o time do técnico Nadélio Rocha não tomou conhecimento do Fortaleza e venceu o Fortaleza por 3×0. O resultado só não surpreendeu o próprio time sergipano, que desde o ano passado treina forte para a competição.

Hugo volta. Marcos Aurélio pode fazer a estreia

No time rubro-negro está definido para encarar o Confiança. Depois de ficar de fora contra o Sousa, devido a uma lesão no tornozelo esquerdo, o meia Hugo foi confirmado por Vadão como titular para a partida. Com isso, Felipe Menezes, que se destacou na pré-temporada, volta para o banco de reservas e fica como opção.

Mas a novidade mesmo para este segundo jogo do Sport pode ser a estreia do meia-atacante Marcos Aurélio. O jogador, que desembarcou no Recife depois de uma troca com o atacante Gilberto junto ao Internacional, teve ser nome publicado no BID da CBF e ficará no banco de reservas nesta quinta-feira, podedendo entrar no decorrer da partida.

De resto, o time do Sport será o mesmo da primeira rodada. É bom o torcedor do Sport já ir se acostumando com esse time. Tudo indica que Vadão seguirá com esse time por mais rodada. Mudanças devem ocorrer somente em caso de futuras lesões ou contratação de algum reforço de peso.

Váldson é a estrela sergipana

Time com pouca tradição no cenário nacional, o Confiança quer fazer bonito nessa Copa do Nordeste. E no seu elenco, um jogador em si chama mais a atenção. É o veterano zagueiro Váldson. Com passegem por times como Flamengo, Botafogo, Corinthians e Santa Cruz, o zagueiro é a voz da experiência no clube.

Mas o fato que chama mais atenção para essa partida é a manutenção do esquema 3-5-2. A ideia é dar mais liberdades para os alas subirem ao ataque para abastecer os atacantes Da Silva e Diego Neves.

Ficha técnica: Sport x Confiança

Sport: Magrão; Cicinho; Gabriel, Mateus e Reinaldo; Fábio Bahia; Rithely e Hugo; Felipe Azevedo, Gilsinho e Roger. Técnico: Vadão

Confiança
: Fábio, Ângelo, Renê, Valdson, Alexandre e Augusto Ramos; Lismar, Richardson e Paulinho Mossoró; Da Silva e Diego Neves. Técnico: Nadélio Rocha

Copa do Nordeste – 2ª rodada – Local: Ilha do Retiro – Horário: 21h15 – Árbitro: Frascisco Carlos do Nascimento (AL). Assistentes: Otávio Correia de Araújo Neto (AL) e Thalis Augusto Monteiro (AL).

POSTADO POR Anderson Malagutti ÀS 19:35 EM 23 DE Janeiro DE 2013

Salgueiro não suporta pressão e é goleado pelo Vitória por 5 a 1, em Salvador

O Salgueiro não conseguiu repetir o bom futebol da estreia da Copa do Nordeste e acabou sendo goleado pelo Vitória-BA, por 5 a 1, no estádio Barradão, em Salvador. Marcelo Nicácio foi o nome da partida ao marcar dois gols para o rubro-negro baiano. Fabrício Ceará descontou para o time sertanejo. Com a derrota, o Salgueiro caiu para a terceira posição do Grupo C, com os mesmos três pontos do América-RN. O Vitória é o líder isolado com seis pontos.

O Vitória começou o jogo buscando pressionar o Carcará. E deu certo. Marcelo Nicácio marcou o seu primeiro gol com seis minutos de jogo. Aos 10, Fabrício Ceará empatou a partida. O jogo seguiu movimentado e o Leão passou novamente à frente do marcador aos 20 minutos, novamente com Nicácio.

No segundo tempo o zagueiro David Braz ampliou o marcador aos 18, de cabeça. Aos 36, Gabriel fez o quarto gol. No fim do jogo, Fabrício Ceará teve a oportunidade de diminuir o marcador. Mas bateu o pênalto com cavadinha e o goleiro Deola pergou e ainda fez graça. Em seguinda, o castigo: Alan Pinheiro fez o quinto gol do Vitória.

Daniel Leal – Diario de Pernambuco