Copa das Confederações

Espanha solta nota oficial para negar escândalo em hotel

A Real Federação Espanhol de Futebol (RFEF) resolveu emitir uma nota oficial, nesta terça-feira, para negar “rotundamente” que jogadores da seleção espanhola participaram de uma festa, com álcool, mulheres e strip-pôquer, na semana passada, no hotel em que a delegação do país se hospedou, em Recife, visando a sua estreia nesta edição da Copa das Confederações.

O suposto episódio, que chegou a ser noticiado por um órgão da imprensa brasileira, surgiu depois de a Fifa ter confirmado, na última quinta-feira, que a polícia estava investigando um incidente no qual atletas da Espanha foram furtados no hotel onde se hospedaram na capital pernambucana.

E, nesta terça, a RFEF confirmou que seis jogadores da seleção foram roubados enquanto a Espanha enfrentava o Uruguai, no último dia 16, em Recife, em seu jogo de estreia nesta Copa das Confederações. A entidade confirmou que o ocorrido foi denunciado para a polícia, mas negou de forma contundente a existência de qualquer outro tipo de episódio que pudesse comprometer a conduta dos atletas.

O zagueiro Gerard Piqué teria sido o primeiro a alertar para o sumiço de dinheiro e pertences, enquanto outros só perceberam o incidente quando preparavam suas malas para a viagem até o Rio, onde a Espanha enfrentou o Taiti, no Maracanã, na segunda rodada da Copa das Confederações.

“A Real Federação Espanhola de Futebol nega rotundamente os fatos difundidos por um meio de comunicação brasileiro e que atentam ao bom nome da seleção espanhola de futebol e a reputação e o profissionalismo dos seus jogadores”, escreveu a RFEF, que depois sublinhou: “A denúncia não envolve quaisquer ataques contra o Comitê Organizador Local, nem contra a Fifa, muito menos contra um país como o Brasil, que recebeu a seleção espanhola com os braços abertos. Tal circunstância poderia ter acontecido em qualquer lugar do mundo, incluindo a Espanha”.

A entidade também reclamou que uma “série de calúnias” contra os jogadores foram ditas depois do suposto episódio ocorrido no hotel ser reproduzido na imprensa internacional. “A RFEF rechaça em sua totalidade e repudia, profundamente, porque fere a honra de seus jogadores, suas famílias e amigos”, destacou.

Por fim, a RFEF garantiu que o episódio polêmico não irá atrapalhar o desempenho em campo da Espanha, que nesta quinta-feira enfrentará a Itália, às 16 horas, na Arena Castelão em Fortaleza, pela semifinal da Copa das Confederações. “Este fato, que não vai desestabilizar de modo algum a atuação esportiva da equipe espanhola, desperta a indignação desta Real Federação, pois apenas pretende causar dano, gratuitamente, à reputação dos jogadores da seleção espanhola, que tem demonstrado durante muitos anos seu bom trabalho, profissionalismo e exemplo”, encerrou.

Polícia aguarda imagens de hotel onde seleção espanhola teria sido furtada
 

Fonte: Agência Estado

Taiti leva sombrinhas de frevo na despedida do Brasil

Foto: Reprodução/Twitter

O Taiti definitivamente ganhou o título de seleção mais simpática desta Copa das Confederações. Distribuíram colares, ingressos para os jogos e até fizeram faixa de agradecimento ao Brasil pelo apoio durante a competição. Na despedida do País, não poderia ser diferente. Os jogadores da equipe da Oceania levaram sombrinhas de frevo para o seu país e até postaram fotos com os voluntários da Copa das Confederações.

Dentro de campo, o Taiti acumulou três goleada pra Nigéria, Espanha e Uruguai. Sofreu 24 gols e fez apenas um.

Fonte: NE10

 

 

 

Balotelli está fora do jogo contra a Espanha pela Copa das Confederações

Mario Balotelli, atacante do Milan e da seleção italiana, vai ficar de fora por causa de problemas físicos da semifinal da Copa das Confederações contra a Espanha, informou a Federação Italiana de Futebol.

Balotelli terminou a partida contra o Brasil machucado e segundo os testes médicos que foram feitos nele os problemas musculares no quadríceps de sua perna esquerda foram confirmados. Portanto, segundo a federação, o atacante italiano não estará à disposição de Cesare Prandelli para a semifinal da quinta-feira em Fortaleza.

Por sua vez, Andrea Pirlo, que não jogou contra o Brasil, e Ricardo Montolivo, que teve que ficar de fora com um leve traumatismo na cabeça, melhoram e a princípio estarão em condições de jogar contra a Espanha.

A Itália se exercitou este domingo no estádio Presidente Vargas de Fortaleza em uma sessão leve para os que jogaram contra o Brasil. Prandelli também aproveitou para ir ao Castelão junto com seus ajudantes para presenciar a vitória da Espanha sobre a Nigéria por 3 a 0.

Fonte: Da EFE (Na Redação Central)

Uruguai 8×0 Taiti – Arena Pernambuco-PE "Fotos"

O jogo entre Taiti e Uruguai ficará marcado como o dia em que a Arena Pernambuco abrigou o surreal. O time de amadores foi goleado por 8 a 0 pela Celeste. Mas nenhum gol foi comemorado. O estádio queria mesmo era que o time que tem contadores, desempregados, vendedores de celulares e até alpinistas fizessem um golzinho.

Espanha mostra lado falível, mas bate a Nigéria e revê a Itália na semifinal

A Espanha precisava de um simples empate neste domingo para assegurar matematicamente a primeira colocação do grupo B. No entanto, os campeões do mundo honraram o legado vitorioso da atual geração e bateram a Nigéria por 3 a 0 no Castelão, castigados por um calor severo. Mas tudo com muito custo, pois os melhores do planeta foram acuados e deixaram em Fortaleza a sensação de que não são “intocáveis”.

Com o resultado, os espanhóis se veem diante da Itália no torneio, em uma reprise da final da Eurocopa do último ano. Contra o tradicional rival, os favoritos da Copa das Confederações voltam a campo para decidir uma vaga na final na quinta-feira, mais uma vez no Castelão, às 16h (de Brasília).

Mesmo com seus sustos, a vitória sobre a Nigéria alargou a série invicta da Espanha para 25 partidas, com a última derrota registrada em novembro de 2011.

Preservados na partida anterior contra o frágil Taiti, os titulares da Espanha voltaram a aparecer na Copa das Confederações. Descansados, Xavi, Iniesta e companhia construíram a vitória rapidamente, com o primeiro gols aos 2min, mas não necessariamente isentos de sustos. A defesa da Fúria apresentou desempenho incomum em Fortaleza, cedendo espaços e oportunidades de bolas trabalhadas dentro de sua área. No entanto, os nigerianos não aproveitaram e assim se despedem do torneio [a segunda vaga da chave ficou com o Uruguai, que goleou o Taiti neste domingo].

Victor Valdés ganhou oportunidade de jogar pela primeira vez no Brasil, no revezamento de goleiros que já havia premiado Casillas e Reina na competição. O estreante teve que mostrar muito trabalho e, assim, os campeões mundiais começaram a partida com nada menos do que oito atletas do Barcelona.

Como nos dois jogos anteriores no Brasil, a seleção espanhola enfrentou a torcida contra. Mas logo no primeiro minuto Iniesta arrancou aplausos depois de bela jogada dentro da área.

Jordi Alba tratou de agradar o público cearense no minuto seguinte. Depois de uma impressionante troca de bolas na intermediária, o lateral esquerdo foi acionado, se livrou de dois marcadores e bateu na saída de Enyeama para colocar os espanhóis em vantagem.

Aos 13min, em uma jogada confusa na área espanhola, Mikel quase empatou, levantando a torcida no Castelão. No contra-ataque Iniesta deu uma assistência mágica de calcanhar para Pedro, que sofreu pênalti ignorado pela arbitragem de Joel Aguilar.

Surpreendentemente, a Nigéria equilibrou as ações e acuou a Espanha em seu campo de defesa. Aos 19min, Valdés precisou fazer grande defesa para evitar o empate. O goleiro do Barcelona ainda praticou outras intervenções em jogadas aéreas para resguardar sua meta.

A Espanha voltou para o segundo tempo tomando novos sustos em bolas cruzadas, em pane de colocação da dupla Piqué e Ramos. Mas brilhou a estrela do goleador Fernando Torres para assegurar a tranquilidade dos favoritos. O atacante entrou no lugar de Soldado e logo em seu primeiro lance desviou de cabeça um cruzamento de Pedro para as redes.

Apesar da vantagem, a Espanha seguiu sofrendo contra a correria dos nigerianos pela lateral. Muhammad perdeu gol incrível numa jogada do gênero e selou a impressão final de que pode ser difícil, mas é possível colocar a badalada seleção de Vicente del Bosque em apuros.

No fim, Jordi Alba arrancou sozinho, com a defesa nigeriana parada, e fez o seu segundo gol na partida. O lateral ainda tirou o goleiro antes de tocar para a meta vazia.

Bruno Freitas

Do UOL, em Fortaleza

Nigéria 0x3 Espanha – Arena Castelão-CE "Fotos"

O que era apenas improvável, tornou-se impossível assim que a bola começou a rolar. A superioridade técnica e a impiedosa posse de bola dos espanhois ditaram o ritmo da partida na maior parte dos 90 minutos. Em contrapartida, a Nigéria foi uma equipe guerreira.

Uruguai goleia o Taiti por 8 a 0 e vira adversário do Brasil na semifinal

Abel Hernández marcou quatro gols contra os taitianos na tarde deste domingo na Arena Pernambuco

O jogo entre Taiti e Uruguai ficará marcado como o dia em que a Arena Pernambuco abrigou o surreal. O time de amadores foi goleado por 8 a 0 pela Celeste. Mas nenhum gol foi comemorado. O estádio queria mesmo era que o time que tem contadores, desempregados, vendedores de celulares e até alpinistas fizessem um golzinho. Ele não veio. Ainda assim, os aplausos se multiplicaram. O cenário inusitado ofuscou a equipe de Oscar Tabárez, que se classificou para a semifinal da Copa das Confederações como adversário do Brasil.

O Taiti não vai esquecer. Como aconteceu nos outros dois jogos da primeira fase, a seleção ganhou a torcida. Contraditoriamente, a cada toque errado, a cada chute fraco. Tão logo o juiz apitou o começo da partida os gritos de olé foram para os comandados de Etaeta.  Eram apenas 33 segundos. Ali, já estava selado mais um pacto com a arquibancada. Mesmo que o cronômetro marcasse apenas um minuto de jogo, e Abel Hernández, de cabeça, já tivesse colocado o Uruguai a frente do placar.
A vantagem celeste foi esquecida pelo torcedor. A graça era vibrar com um raro drible certo ou uma defesa desajeitada do goleiro Meriel. O panorama do jogo deixava, portanto, qualquer tipo de lógica para trás. O Taiti atuava no 5-4-1 e todos eles se colocavam atrás da linha do meio-campo sempre que o Uruguai pegava na bola. Por mais que corressem, a retranca não adiantava diante de uma Celeste que começou o jogo com o time praticamente reserva.
Tão logo avançava o cronômetro, os gols se multiplicavam. Aos 23 e 45 minutos, Hernández ampliou sua estatística. Aos 46, Pérez confirmou a goleada que todos esperavam. Mas isso parecia detalhe para a torcida. Tanto que um dos lances mais comemorados do jogo foi uma defesa de pênalti do goleiro do Taiti. Logo aos quatro minutos da etapa final, Meriel se viu de frente com Scotti. O zagueiro chutou rasteiro no canto esquerdo. O arqueiro arriscou o lado certo. A Arena Pernambuco vibrou.
Foi mais uma injeção de ânimo na torcida, que voltou aos gritos de olé e também comemorou a expulsão descabida justamente de Scotti ao receber o segundo cartão amarelo. O quinto gol do Uruguai assinado por Lodeiro, aos 15 minutos, passou despercebido. Assim como o quarto tento de Hernández, de pênalti, aos 26, e os dois de Suárez, aos 36 e 45. Ao contrário da expulsão de Ludivion, do Taiti. Ele saiu de campo aplaudido de pé depois de receber o segundo amarelo. A lógica, definitivamente, nunca esteve ao lado desse time.

Uruguai
Martin Silva; Aguirregaray, Coates e Scotti; Eguren, Gargano, Pérez, Pereira, Ramirez (Suárez) e Lodeiro; Abel Hernández. Técnico: Oscar Tabárez
Taiti
Meriel; Simon, Jonathan Tehau (Atani), Vallar, Ludivion e Aitamai (Lemaire); Hnanyine (Tihoni), Vahirua, Caroine e Chong Hue; Tehau. Técnico: Eddy Etaeta
Local: Arena Pernambuco
Árbitro: Pedro Proencia (POR)
Assistentes: Bertino Miranda e José Trigo (POR)
Gols: Abel Hernandez (aos 1min, aos 23min e aos 45min do 1ºT; aos 26min do 2ºT); Pérez (aos 26min do 1ºT), Lodeiro (aos 15min do 2ºT), Suárez (aos 36min e aos 45min do 2ºT)
Cartões amarelos: Scotti, Gargano (U); Ludivion, Chong Hue (T)
Cartões vermelhos: Scotti (U), Ludivion (T)
Público: 22.047

Paulo Paiva/DP/D.A Press
Uruguaios ainda perderam um pênalti, que Scotti bateu e o goleiro Meriel defendeu

Brenno Costa – Diario de Pernambuco

ESPANHA, NO AGUARDO DA ITÁLIA, ENCARA A BUSCA POR UM MILAGRE DA NIGÉRIA

A Espanha está classificada. A matemática nega, mas a Espanha está, sim, classificada. E, exceto em caso de hecatombe, para pegar a Itália. Neste domingo, às 16h (de Brasília), a Fúria encerra sua participação na primeira fase da Copa das Confederações ao duelar com a Nigéria no Castelão, em Fortaleza.  É um jogo quase protocolar para os campeões do mundo – serve para carimbar a primeira colocação do Grupo B. Os africanos buscam a classificação. E um milagre.

Aos cálculos. A Nigéria ainda pode ultrapassar a Espanha. Basta redimensionar o conceito de improvável e vencer por quatro gols de diferença. Outro caminho é vencer por qualquer placar e torcer para ficar à frente do Uruguai. O problema é que os sul-americanos enfrentam o Taiti, saco de pancadas da chave.

Aliás, o próprio Uruguai pode ultrapassar a Espanha. Até existe chance: mas tem que tirar um saldo de 11 gols na combinação de seu placar com o da Fúria. A soma de tantos tiros no escuro é o argumento da matemática para lembrar que os campeões mundiais não estão classificados. Cá entre nós: estão.

Treino Espanha (Foto: Andre Durão)
Espanha no Castelão: jogo para assegurar o primeiro lugar (Foto: Andre Durão)

Caso confirme mesmo o primeiro lugar, a Espanha seguirá em Fortaleza para as semifinais. O adversário foi definido neste sábado. É a Itália, que ficou com o segundo lugar do Grupo A ao perder para o Brasil.

Espanha (quase) titular

Iniesta, Treino Espanha (Foto: Andre Durão)
Iniesta deve começar o jogar contra a Nigéria neste domingo (Foto: Andre Durão)

O torcedor que for ao Castelão poderá ver os principais astros da Fúria. O técnico Vicente del Bosque avisou que voltará a usar a base do time que foi a campo no primeiro jogo, a vitória de 2 a 1 sobre o Uruguai. Na partida passada, a goleada por 10 a 0 sobre o Taiti, a Fúria escalou suplentes (confira no vídeo abaixo).

Os campeões do mundo são políticos. Dizem que ainda não estão classificados. Procuram não falar sobre a Itália antes de enfrentar a Nigéria. Mas sabem que estão em uma situação que não poderia ser mais confortável.

– Temos que nos classificar. São três equipes com chances (de avançar). Depois da partida, poderei responder sobre a Itália. Não posso fazer um gol antes de cobrar o escanteio – disse o treinador.

 Uma mudança é certa. O goleiro será novamente trocado – terceira vez em três jogos. Neste domingo, o escolhido será Victor Valdés, do Barcelona, dentro da ideia de rodízio estabelecida pelo técnico.

Com a volta do time titular, David Villa e Fernando Torres, autores de sete dos dez gols contra o Taiti e donos de 91 bolas na rede com a camisa da Espanha, estão no banco. Soldado, também autor de um gol na estreia, deverá voltar a ser o atacante principal, auxiliado por Pedro.

Nigéria sem medo

Enyeama goleiro treino Nigéria (Foto: Marcos Montenegro)
Enyeama garante: ninguém está assustado (Foto: Marcos Montenegro)

A superioridade técnica da Espanha não assusta a Nigéria, vinda de derrota para o Uruguai (relembre no vídeo abaixo). A equipe tem mostrado otimismo nos últimos dias. Tanto que, durante entrevista coletiva antes do trabalho de reconhecimento do gramado do Castelão, o técnico Stephen Keshi e o capitão Vincent Enyeama distribuíram sorrisos aos jornalistas.

– Nossa seleção é uma seleção jovem, que literalmente joga junto há 15 meses. Mas (os jogadores) têm a vontade de jogar. É esse tipo de qualidade que quero. A Espanha é um time excelente, mas em campo vamos ver como fica amanhã (hoje) – afirmou Keshi.

– Desculpe responder assim, mas não acho que nenhum dos nossos jogadores esteja assustado. Não temos medo da Espanha – disse Enyeama.

Frente à bicampeã da Europa e campeã do mundo, os nigerianos fazem questão de valorizar o título continental, que os levou à Copa das Confederações.

 – Somos campeões africanos, e isso é muito importante também. Pelo menos é assim que nós vemos. Quem vai ganhar é quem fizer o que tem que fazer para ganhar – completou o treinador.

A meta de Keshi é diminuir o que a Espanha tem de melhor – a posse de bola – e fazer prevalecer o poder ofensivo da Nigéria, que, apesar da derrota para os uruguaios, apresentou evolução, segundo a comissão técnica.

– A gente gosta de atacar – reforçou.

O problema está no possível desfalque do artilheiro Oduamadi, autor de três gols da seleção na competição. O atacante sente dores no tornozelo e, caso não vá para a partida, Babatunde assume a titularidade. O jogador foi, inclusive, quem o substituiu, após sair machucado ainda no primeiro tempo do jogo contra o Uruguai. Musa também era dúvida, mas deve ir a campo normalmente, já que treinou com bola e parece não sentir mais dores.

NIGÉRIA X ESPANHA
Enyeama; Ambrose, Oboabona, Omeruo e Echiéjilé; Ogu, Ogude, Mikel e Musa; Ideye e Oduamadi (Babatunde). Valdés, Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets, Xavi, Iniesta, Pedro e Fàbregas; Soldado.
T: Stephen Keshi T: Vicente del Bosque
Local: Castelão, em Fortaleza. Data: 23/06/2013. Horário: 16h.
Arbitragem: Joel Aguilar, com William Torres e Juan Francisco Zumba (trio de El Salvador).

URUGUAI E TAITI FAZEM DUELO DE OPOSTOS NA ARENA PERNAMBUCO

Oito gols de diferença. É isso que o Uruguai precisa contra o Taiti neste domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Pernambuco, em Recife, para garantir sem sustos sua vaga na semifinal da Copa das Confederações. O placar elástico confirma a classificação independentemente do resultado de Nigéria x Espanha, que se enfrentam no mesmo horário em Fortaleza. Mas a Celeste Olímpica pode se classificar com empate, se os africanos forem derrotados – há também a chance de passar de fase mesmo perdendo, mas precisaria que fosse por pouco e que a Fúria goleasse por muito.

Xodó do povo brasileiro, a seleção da Oceania deve contar mais uma vez com o apoio da torcida no estádio. Mas tem um objetivo bem mais simples no confronto: perder de pouco e se despedir de forma digna do torneio.

A seleção do técnico Óscar Tabárez tem três pontos, assim como a Nigéria, mas perde no saldo de gols (4 a 0). Uma vitória por oito sobre o Taiti, no entanto, garante a segunda posição do Grupo B qualquer que seja o resultado de Nigéria x Espanha. Algo que seria considerado absurdo em qualquer outro jogo, mas que diante da amadora seleção da Oceania, que tomou 16 gols em dois jogos, torna-se uma meta mais do que provável. Aliás, oito gols sofridos é por enquanto a sua média por partida no torneio.

Forlan uruguai treino (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Forlán é uma das principais esperanças de gol do Uruguai no jogo (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Mistério e cautela no Uruguai

Ao contrário dos dois primeiros jogos, o técnico Óscar Tabárez não revelou a escalação que vai mandar a campo neste domingo. E curiosamente logo contra a equipe mais fraca do Grupo B. Certo é que o zagueiro Diego Lugano, suspenso, está fora da partida. Coates deve ser o substituto. Cavani, pendurado com um cartão amarelo, também pode ser poupado. Para a eventual vaga do camisa 21, o botafoguense Lodeiro aparece como favorito.

Diante da necessidade de golear para garantir a classificação sem depender de outros resultados, o comandante pediu tranquilidade a seus jogadores.

– Temos que pensar primeiro em nosso adversário, na necessidade de ganhar. No futebol tudo é possível. O mais provável é que Espanha e Uruguai ganhem seus jogos, mas não podemos saber. Se a Espanha ganhar, aliás, nós nem teríamos de vencer o Taiti. Inicialmente, temos que atacar e estar tranquilos dentro de campo. Acreditamos é que venceremos. Mas ainda não é um fato – frisou Tabárez.

Entre os jogadores, o discurso também é de respeito total ao adversário que levou seis gols da Nigéria e dez da Espanha. Caso vença por mais de dez gols de diferença, inclusive, o Uruguai vai superar a Fúria e passar a deter a maior goleada da história das competições organizadas pela Fifa.

– Somos conscientes de que vamos enfrentar o rival mais fácil da competição. Mas não podemos desmerecê-lo. Estão aqui porque são os campeões da Oceania. Então temos de jogar nosso melhor futebol para ganhar e assegurar a vaga. Sabemos também que precisamos de gols. Mas dependemos apenas de nós para isso – frisou o atacante Luis Suárez.

Taiti quer ‘perder de pouco’

treino Taiti em Recife (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Varihua é o único profissional da equipe do Taiti (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O Taiti não tem os títulos mundiais, os craques e a experiência do Uruguai, mas vai entrar em campo na Arena Pernambuco com pelo menos uma vantagem: o apoio dos torcedores na sua despedida na Copa das Confederações. A torcida já demonstrou que no torneio, no Recife, a ordem é “comprar briga” a favor do mais fraco. Foi assim em benefício da própria Celeste diante da Espanha na primeira rodada e do Japão contra a Itália no jogo da última quarta-feira.

Se o Taiti terá a força das das arquibancas neste domingo, não se pode dizer o mesmo dentro de campo. Com uma equipe formada por apenas um jogador profissional, o técnico Eddy Etaeta já avisou que dará chance aos jogadores que não atuaram nas primeiras partidas.

– Todos que vieram precisam jogar e passar por essa experiência em um torneio importante como esse. Nenhuma seleção joga com três formações diferentes em um torneio. Vamos fazer isso. Temos muitos jogadores cansados também – resumiu Etaeta.

jogador torcida Taiti  (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Em Pernambuco, taitianos ganharam até torcida organizada (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O terceiro goleiro da seleção, Gilbert Meriel, por exemplo, será titular contra o Uruguai. Depois de tomar seis gols da Nigéria e dez da Espanha, Etaeta quer apenas perder de pouco na despedida do torneio.

– Espero perder pelo menor número possível de gols. Depois dos gols que levamos da Espanha, foi muito difícil. Vamos tentar fazer o melhor, produzir e atacar, mas hoje pensamos em nos defender melhor. Quando o jogo começar, vamos ver o que acontece. Gostaria de ver meu time fazer um gol – disse o treinador.

Uruguai x taiti
Muslera; Maximiliano Pereira, Coates, Godín e Cáceres; Diego Pérez, Arévalo Ríos e Cristian Rodríguez; Forlán Suárez e Cavani (Lodeiro). Gilbert Meriel; Alvin Tehau, Vahirua, Ludivion e Caroine;  Bourebare, Vallar, Chong e Aitamai; Jonathan Tehau e Simon
Técnico: Óscar Tabárez Técnico: Eddy Etaeta
Local: Arena Pernambuco. Data: 23/06/2013. Horário: 16h.
Arbitragem: Pedro Proença, que será auxiliado por Bertino Miranda e José Trigo (trio de Portugal)

Amada de Balotelli assiste a Brasil x Itália da arquibancada da Fonte Nova

Por GLOBOESPORTE

Mais uma vez, a bela modelo belga Fanny Neguesha deu o ar de sua graça nas arquibancadas para ver o namorado Mario Balotelli em ação. Desta vez, a moça desfila sua beleza para a torcida na Fonte Nova, em Salvador, na Bahia, no duelo entre Brasil x Itália (acompanhe em Tempo Real).

Perto dela, em um das imagens, é possível ver a mãe do atacante italiano El Shaarawy, Lucia. Fanny Neguesha está acompanhando o namorado em toda a competição no país. Inclusive, ela está sendo homenageada pelo atleta na chuteira, personalizada com o nome do casal “Fanny & Mario”.

Fanny Neguesha namorada Balotelli jogo Brasil Itália (Foto: Getty Images)F
anny Neguesha desfila beleza nas arquibancadas (Foto: Getty Images)

A “senhora Balotelli”, que está desde quinta-feira em Salvador, vem sendo uma das sensações da competição, com suas fotos de biquíni e das praias brasileiras postadas no Instagram.

Recentemente, a modelo foi entrevistada pela equipe do GLOBOESPORTE.COM e falou, entre outros assuntos, sobre o os ciúmes do namorado Balotelli. Nesta tarde, Fanny também postou uma foto com algumas cenas da entrevista. Na legenda, ela foi breve:

– Globo: Brazilian Tv – escreveu.

Fanny Neguesha namorada Balotelli jogo Brasil Itália (Foto: Getty Images)
Fanny Neguesha vê jogo com mãe de El Shaarawy (Foto: Getty Images)