Handebol

Brasileira Alexandra é eleita a melhor jogadora de handebol do mundo em 2012

A ponta Alexandra do Nascimento foi eleita nesta terça-feira a melhor jogadora de handebol do mundo pela federação internacional (IHF). Ela ganhou com 28% dos votos (participaram torcedores, jornalistas e dirigentes da entidade) e ficou à frente da norueguesa Heidi Löke e da montenegrina Bojana Popovic, respectivamente ouro e prata em Londres, que obtiveram 24% cada uma.

Alexandra, de 31 anos, atua pelo time austríaco Hypo Niederösterreich desde 2003 e foi a artilheria do Mundial do Brasil, em 2011. Além disso, foi o destaque da ótima campanha nos Jogos de Londres com 37 gols – quarta colocada entre as principais marcadoras – , quando a seleção acabou derrotada pela futura campeã, Noruega, e integrou o time ideal da Olimpíada.

Natural de Limeira (SP), a jogadora é a primeira atleta brasileira a conquistar tal honraria.

Entre os homens, o francês Daniel Narcisse, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, ganhou o prêmio com 25% dos votos, superando Mikkel Hansen (Dinamarca) com 21%.
A premiação acontecerá no próximo dia 27, em Barcelona (Espanha), palco do Mundial masculino de handebol. Os dois atletas vão receber um troféu e um cheque de 10 mil euros (R$ 26,6 mil).

Alexandra comemora gol marcado contra Angola no handebol feminino
Alexandra ganhou a eleição de melhor jogadora de handebol do mundo em 2012 –  Fonte: ESPN

O melhor jogador do ano olímpico foi o francês Daniel Narcisse que joga no Kiel da Alemanha.

JAVIER SORIANO AFP Alexandra leva o Brasil ao topo do mundo no handebol

Narcisse teve 25 % dos votos.

Fonte:Álvaro José Paes Leme

Chegou o Game IHF Handball Challenge 12

IHF Handball Challenge 12, é um emocionante e divertido Jogo de Handball. Com a licença oficial de todas as equipes participantes nacionais e jogador. Sentir e respirar a atmosfera da Suécia em um Campeonato Mundial, chegar à final e se tornar o melhor time no mundo.
Crie o seu próprio torneio e enfrente suas estrelas favoritas do handebol como Nikola Karabatic .

*Jogar com mais de 90 times originais
*Escolher a partir de 4 arenas diferentes e modo de treino
*licenças oficiais de ambos os TOYOTA Handball-Bundesliga e os espanhóis Liga ASOBAL
*Jogar com até 5 jogadores

Baixe Demo JrEsportes

Fonte: http://www.handball-challenge.com

Handebol alemão fecha patrocínio para Mundial

A federação alemã de handebol (DHB, sigla no idioma local) assinou contrato de patrocínio com a loja virtual de produtos eletrônicos Getgoods.de. O vínculo, intermediado pela agência de marketing esportivo Sportfive, terá validade inicialmente apenas para o Campeonato Mundial, marcado para o mês de janeiro, na Espanha.

De acordo com os detalhes da relação, a companhia terá seu logotipo estampado na camisa de jogo da seleção masculina nacional e receberá um pacote de publicidade nas partidas da equipe. Os termos financeiros, contudo, são mantidos em sigilo.

“A competição será transmitida ao vivo pela ARD e ZDF [emissoras locais]. Isto fornecerá uma grande oportunidade para a Getgoods.de se apresentar para o público”, explicou Philipp Hasenbein, diretor da Sportfive.

Em amistoso contra o time da Suécia, na última quinta-feira, os alemães já haviam exibido a marca da empresa no uniforme. Apesar de a parceria valer somente para o próximo torneio, a ideia é que, após sua realização, as duas instituições negociem uma renovação.

REDAÇÃO
Da Máquina do Esporte, São Paulo – SP
Em 07/01/13 as 8:06

Brasil perde para Espanha e fica com o vice em torneio preparatório

A seleção brasileira masculina de handebol foi vice-campeã do Torneio Memorial Domingos Bárcenas, um quadrangular realizado em Madri e que serviu como preparação para o Mundial, que será realizado na Espanha. Neste domingo, a equipe sofreu a sua única derrota na competição amistosa ao ser superada pela seleção espanhola por 31 a 22. Assim, os espanhóis se sagraram campeões.

O ponta Felipe Borges foi o destaque brasileiro na partida, realizada na Caja Mágica, ao marcar cinco gols. A seleção espanhola dominou o jogo e terminou o primeiro tempo com uma vantagem de nove gols – 20 a 11 -, que foi mantida na etapa final.

Antes da partida deste sábado, o Brasil havia vencido os outros dois jogos que disputou na competição amistosa na Espanha. A equipe dirigida por Jordi Ribeira derrotou o Japão por 42 a 24 e o Chile por 38 a 21. Assim, o goleiro Rick fez um balaço positivo da participação brasileira no último torneio antes do Mundial.

“Tivemos uma boa atuação nas últimos jogos e conseguimos colocar em prática os fundamentos que o Jordi nos passou nos treinamentos. Um exemplo disso são os dois placares elásticos nas partidas contra o Japão e o Chile, além dos bons jogos contra a Coreia do Sul”, afirmou.

Porém, ele ressaltou a necessidade da equipe realizar alguns ajustes antes do início do Mundial. “Precisamos corrigir alguns detalhes para o Mundial. Estamos crescendo jogo a jogo, tanto a defesa quanto o ataque, e podemos perceber nosso maior entrosamento dentro de quadra”, destacou.

Agora, a seleção brasileira masculina de handebol segue para a cidade de Granollers, onde vai disputar a primeira fase do Mundial de Handebol. A equipe está no Grupo A e vai estrear no próximo sábado contra a Alemanha. Os outros adversário serão Argentina (13 de janeiro), França (15), Tunísia (16) e Montenegro (18).

Fonte: Agência Estado

Brasil derrota o Chile e disputará final contra a Espanha

Espanha  – A seleção brasileira masculina de handebol venceu o Chile por 38 a 21 neste sábado e decidirá neste domingo, em confronto com a anfitriã Espanha, o título do Troféu Memorial Domingo Bárcenas, disputado na Caja Mágica, em Madri, e que serve de preparação para o mundial da modalidade.

O Brasil já havia vencido o Japão por 42 a 24 e chegou a duas vitórias, mesmo número dos espanhóis, que hoje fizeram 40 a 12 nos asiáticos.

O primeiro tempo teve um pouco mais de equilíbrio e terminou com uma vantagem de “apenas” seis pontos da equipe do técnico Jordi Ribera. Após o intervalo, no entanto, os brasileiros deslancharam, principalmente pela boa atuação do ponta Felipe Borges, com nove gols em todo o jogo.

A estreia do Brasil no Mundial está marcada para o dia 12, contra a Alemanha. A seleção está no grupo B, que tem ainda Argentina, França, Tunísia e Montenegro.

Fonte: Globo.com

Mundial de Handebol Masculino irá começar

Entre os dias 11 e 27 de janeiro irá se iniciar o Mundial de Handebol Masculino, na Espanha. O Brasil irá enfrentar os melhores da modalidade para tentar fazer a melhor campanha da história verde e amarela.

Isso quer dizer que o objetivo é superar a 16º posição do mundial de 1999, noEgito. Na última edição, na Suécia, em 2011, o Brasil ficou em 21º lugar.

Sobre o desafio desse ano, o treinador da seleção está otimista.

“A equipe está com muito empenho e com muita vontade de jogar o Mundial e isso é muito bom”, contou o espanhol Jordi Ribera.

Fonte: PORTAL DE PAULINIA

LIHAM planeja seletiva para descobrir valores no handebol do Amazonas

Com 14 competições realizadas em 2012, a Liga de Handebol do Amazonas (LIHAM), pretende desenvolver projetos para ter mais praticantes da modalidade no próximo ano. A entidade planeja realizar uma seletiva nas categorias cadete (até 16 anos) e juvenil (até 18 anos) para descobrir novos valores e depois os atletas revelados serão aproveitados para defender o Amazonas na disputa de Campeonatos Brasileiros, em 2013.

Handebol do Amazonas (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)
LIHAM realizou 14 competições no Amazonas em 2012 (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)

O presidente da entidade, Jefferson Oliveira, em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM falou sobre os projetos para formação de uma equipe forte que possa representar o Amazonas no Campeonato Brasileiro cadete e juvenil, ainda sem data e local definido pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb).

– Nossa ideia em 2013 é continuar as competições e implantar o Centro de Treinamento de handebol, pois estamos tentando parcerias com a Vila Olímpica de Manaus, Ufam, Uninorte e Sesi. É um processo meio lento para tentar desenvolver o handebol no estado. Ao todo seriam 110 atletas, no masculino e feminino, nas categorias cadete e juvenil. O projeto vai funcionar no final de semana para cada naipe, e o objetivo será a participação dos atletas nas competições nacionais buscando ficar entre os quatros primeiros colocados – conta Jefferson.

Com a realização de campeonatos desde a categoria infantil até o adulto, o cartola avalia o desempenho das equipes amazonenses nas competições locais e os resultados obtidos em campeonatos interestaduais.

– O ano de 2012 foi bom para o handebol, onde tivemos conquistas da Uninorte, no feminino, e o Adalberto Valle no masculino na Taça Amazônica, além do vice nos Jogos Universitários da equipe feminina da Uninorte e a escola Solon de Lucena, que ficou com terceiro lugar no juvenil feminino nos Jogos Escolares. Isso é o resultado do empenho das equipes nas disputas em competições organizadas pela LIHAM – declara.

Incentivo escolar

Ao falar sobre a iniciativa de inserir o handebol nas escolas estaduais e municipais, o presidente da LIHAM declarou que a entidade não possui autonomia sobre qualquer entidade pública de ensino, mas disse que a Liga oferece cursos para incentivar a pratica esportiva entre professores e alunos.

– Não temos como entrar em escolas, não é nossa função, não temos como incentivar, o que temos a oferecer são os campeonatos, cursos que oferecemos com profissionais de outros locais que trazemos para nossa capital em prol de uma qualificação técnica aos profissionais locais. Nosso trabalho é voluntário, não temos como pagar o trabalho, pois tudo isso é muito difícil – explica Jefferson.

A Liga de Handebol do Amazonas (LIHAM) pretende divulgar o calendário anual de competições de 2013 na próxima semana, assim que for definido o cronograma de eventos da Confederação Brasileira da modalidade.

Globo.com

Nilton Lins conquista sexto título no Amazonense de handebol feminino

Um dia depois de perder a decisão do segundo turno do Campeonato Amazonense de handebol feminino, a equipe da Nilton Lins, retornou a Arena Amadeu Teixeira, na noite desta sexta (21), na Zona Centro-Oeste de Manaus e conquistou o sexto título Estadual na categoria adulta.

Com um placar de 20 a 18 diante das meninas da Uninorte, as atletas do treinador Marco Aurélio, campeãs amazonenses do ano passado, mostraram superação na conquista do hexacampeonato, em um jogo marcado por muitas faltas e nervosismo entre as duas equipes.

De acordo com o técnico da Nilton Lins, Marco Aurélio, o time teve outra postura na final. Apesar do título, o comandante já pensa na renovação do grupo para o próximo ano.

handebol (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)
Jogo foi muito disputado na Arena Amadeu Teixeira, em Manaus (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)

– Quero agradecer a Deus pela vitória e principalmente as meninas que tiveram muita garra e vontade de ganhar, coisa que não aconteceu no jogo de ontem (quinta) em que todas jogaram muito mal. Hoje (sexta) vieram com vontade, garra e raça. Conquistamos nosso objetivo que é o título e já estamos pensando na renovação, pois temos cinco meninas que devem vir para somar no grupo.

A jogadora, Karine Thiara, capitã e armadora, da Nilton Lins, citou o principal fator que fez a diferença depois da derrota na final do segundo turno.

– Agente joga junto há alguns anos. Ontem (quinta) quando nós perdemos agente pensou nos erros e tentamos manter a garra e a força. Agente jogou em cima dos erros delas (adversárias), além disso, organizamos a nossa defesa e depois partimos com tudo ao ataque.

NIlton Lins e Uninorte, handebol feminino 2 (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)
Diva, aos 51 anos, mostra garra ao brigar pela bola
(Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)

Destaque da equipe pela vitalidade, a experiente pivô Divaneide, de 51 anos, sendo 37 dedicados ao handebol, destacou sua vontade de fazer parte do grupo durante as seis conquistas do time.

– É uma alegria grande, porque venho trabalhando durante anos tentado elevar o handebol no Amazonas que está caído um pouco. Nós lutamos até o fim e conseguimos o título com força de vontade e chegamos lá. Tenho amor pelo esporte e pelo handebol. Ainda continuo na ativa, mas as pessoas do meu tempo nos anos 70 todos já pararam. Eu não desisto e vou continuar até onde tiver condições de jogar.

Com boa campanha, Adalberto Valle é campeão Amazonense de handebol

Jogadores do Adalberto Valle comemoram título do Amazonense  (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)

Depois de seis paradas estratégicas, para a realização das competições de categorias básicas, a Liga de Handebol do Amazonas (LIHAM), definiu o campeão do adulto masculino. Realizada na noite desta sexta-feira (22), na Arena Amadeu Teixeira, Zona Centro-Oeste de Manaus, a equipe do Adalberto Valle venceu a Nilton Lins, e conquistou seu primeiro título da categoria. Equipe campeã teve apenas uma derrota durante toda competição.

A conquista veio um dia depois (quinta-feira) da derrota sofrida na decisão do 2º turno do Estadual para própria Nilton Lins. Com o placar de 33 a 25, os comandados de Auricélio Andrade mostraram superação e ditaram o ritmo da partida do início ao fim do confronto.

Adalberto Valle e Nilton Lins, handebol masculino (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)
Jogadores disputam a posse de bola
(Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)

– O Jogo é decidido nos detalhes, hoje (sexta) tivemos a grande paciência que não tivemos ontem (quinta), porque estávamos precipitados. Conseguimos controlar desde o início, ficamos apenas atrás nos dois primeiros minutos e o restante do jogo dominamos até o fim. Eles (jogadores) jogaram pelos colegas que estão contundidos e venceram uma partida difícil – explicou Auricélio.

Com uma campanha de 12 jogos, 11 vitórias e apenas uma derrota, o armador João Santos, de 19 anos, conquistou seu primeiro título na categoria principal. Destaque na final, o atleta disse da superação da equipe na decisão, depois da derrota sofrida no returno.

– Eles eram favoritos, mas trabalhamos para chegar aqui também. Tivemos dois desfalques: nosso goleiro machucou o braço e o outro armador quebrou o braço. Foi um jogo duro, mas trabalhamos muito para ganhar o titulo. Agora somos campeões de fato. Foi ótimo trabalhar com todo eles (atletas), onde aprendi muito e só tenho a comemorar por tudo isso esse ano.

Adalberto Valle e Nilton Lins, handebol masculino (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)
Goleiro da Nilton Lins fica atento ao lance para não levar o gol (Foto: Frank Cunha/Globoesporte.com)
Globoesporte.com