Em alta no Estadual, Salgueiro estreia na Copa do Brasil de olho na premiação de R$ 300 mil

 Redação Superesportes /Diario de Pernambuco

A importância da Copa do Brasil para o Salgueiro é, acima de tudo, financeira. Só pela participação, o clube já assegurou R$ 240 mil. Chegando à fase seguinte, receberá mais R$ 300 mil. Isso além das rendas das partidas. Para garantir o aporte, no entanto, tem um desafio enorme em sua estreia nesta quinta-feira. Enfrenta a Ferroviária, sensação do Campeonato Paulista. O jogo será na Arena da Fonte, em Araraquara, às 19h15.No ano passado, o Carcará chegou à 2º fase do torneio. Além das verbas pela classificação, teve a “sorte” – do ponto de vista financeiro – de cruzar com o Flamengo. Só a bilheteria da partida disputada no Cornélio de Barros foi de R$ 570 mil, a maior renda da história do interior pernambucano. Valor que só não ficou em sua totalidade no Sertão porque o Flamengo venceu por 2 a 0 e eliminou o jogo de volta – ficou com 40% da renda.

Respeito
Salgueiro e Ferroviária possuem em comum o fato de serem surpresas nos estaduais que disputam. Atual vice-campeão pernambucano, o Carcará é o vice-líder na atual temporada, atrás do Náutico somente pelo confronto direto. A Ferroviária, por sua vez, lidera o grupo C do Paulistão, à frente do São Paulo pelos critérios de desempate.

O confronto é marcado pelo respeito mútuo. “A Ferroviária está muito bem no Paulistão e o nosso pensamento é fazer um resultado que nos dê condição de, no segundo jogo, buscar a classificação. Eu acho que a Ferroviária é uma equipe que está no mesmo nível ou talvez num nível acima do Salgueiro, pelas condições que estão tendo lá”, afirmou o técnico Sérgio China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *