Etiene Medeiros faz história na natação e conquista ouro no Mundial de Budapeste

Foi no toque. Foi no detalhe. Mas foi medalha de ouro. Foi assim que a nadadora pernambucana Etiene Medeiros venceu a prova dos 50m costas no Mundial de Esportes Aquáticos em Budapeste, na tarde desta quinta-feira, e conquistou a primeira medalha de ouro de uma brasileira em provas de piscina longa (50m) na competição.

Nadando lado a lado com a chinesa Yuanhui Fu, sua principal rival na disputa, Etiene largou bem e foi até o fim da prova disputando a ponta da prova. Perto da batida, a impressão era que a adversária estava à sua frente, mas a pernambucana foi mais rápida e venceu por um centésimo com o tempo de 27s14 contra 27s15 de Yuanhui Fu.

Ao sair da piscina, a recifense falou com a equipe do Sportv e revelou toda a sua emoção pela conquista. “Que prova! Acho que tive várias pessoas ao meu lado para nadar essa prova. Foi uma temporada muito diferente. Estava relaxada, mas entrei mais nervosa do que o normal. Estou muito feliz! Foi por pouco e ela (Yuanhui Fu) é uma ótima adversária. Ela lhe aborda de forma diferente às vezes, mas só pego energia boa”, afirmou, ainda ofegante.

Outra marca inédita para Etiene

Conquistar medalhas em mundiais não é novidade para a pernambucana. Ela já tinha ganho a prata nesta mesma competição em 2015 (Kazan), primeira vez que uma brasileira subiu ao pódio em competições de piscina longa e já tinha outra medalha de ouro nesta prova, mas em competições de piscina curta (Doha, 2014). O feito inédito desta quinta-feira crava o nome da pernambucana de vez na história da natação brasileira.

 Rafael Brasileiro /Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *