Hamilton vence pela segunda vez em Silverstone

Silverstone, o templo sagrado do automobilismo, presenteou os pilotos e seus admiradores com uma corrida sensacional neste domingo (6). Além de completar o número de 50 GPs no calendário da F1, a pista inglesa observava, tranquilamente, o domínio das Mercedes na temporada. No entanto, o que parecia ser uma corrida só de comemorações teve que ter sua festa interrompida por mais ou menos uma hora. Isso porque ainda na primeira volta, Kimi Haikkonen teria perdido o controle do bólido, batido no guard rail que o jogaria de volta para a pista.

Hamilton diminui para quatro pontos a distancia para Rosberg no campeoanto

Hamilton diminui para quatro pontos a distancia para Rosberg no campeonato

Nesse meio tempo, Felipe Massa, que vinha logo atrás, não conseguiu evitar o choque entre os carros. Fim de corrida para os dois e bandeira vermelha agitada. Fim da festa para o brasileiro, que completaria o número de 200 GPs na carreira.

Com a relargada, tudo voltaria ao normal. As Mercedes dominantes como sempre e os demais adversários brigando entre si. Como a corrida seguia a parte, o duelo entre Rosberg e Hamilton já começava a ser desenhado. No entanto, esse desenho não poderia ser completado. O carro guiado pelo líder do campeonato sofria com um travamento na caixa de câmbio, lentamente, Nico iria abandonando a prova.

E correndo em casa, nada como o traçado de Silverstone brindar Hamilton com um presente desses. Sem ser incomodado, o campeão de 2008 guiava tranquilamente o seu W05 até receber a quadriculada na primeira colocação. No segundo degrau do pódio subia Valtteri Bottas. Na terceira posição cruzava a RBR de Daniel Ricciardo.

O destaque positivo da corrida foi o duelo de gente grande entre Alonso e Vettel. Além da pressão na pista, o duelo entre os dois seguia, também, via rádio. Queixa dos dois lados. Mas quem levaria a melhor na reta final seria Sebastian Vettel, que conseguiu reviver um bom momento na F1.

A corrida:

Com os carros já todos alinhados após a volta de apresentação, a expectativa era pela luz verde no traçado de Silverstone e o que poderia acontecer durante a largada entre os dois alemães [Nico e Vettel] que alinhavam na primeira fila, e como se comportaria Rosberg ao retomar a dianteira no grid.

Correndo por fora, na terceira posição, vinha um dos carros da McLaren guiado por Jenson Button. No quarto posto do grid e demonstrando um bom desempenho do VJM07, aparecia o alemão Nico Hulkenberg. O brasileiro Felipe Massa alinhava apenas na 15ª posição do grid.

Com a pista liberada, o alemão da Mercedes manteve com facilidade a dianteira da prova. Ruim foi para o driver da Red Bull que largou mal e viu sua segunda posição ir caindo degrau por degrau.

Ainda no calor da largada, Kimi Raikkonen perderia o controle do seu F14T na curva 4, indo direto para a área de escape. Na sequência, bateria no muro de proteção que o jogaria de volta para a pista. O brasileiro Felipe Massa que vinha logo atrás, não conseguiu evitar o choque entre os carros. Fim de corrida para os dois e bandeira vermelha agitada.

Agora, a relargada seria em fila indiana com o carro de segurança no traçado inglês. Com o reinício da prova, os dez primeiros seriam: Rosberg, Button, Magnussen, Hamilton, Vettel, Hulkenberg, Ricciardo, Kvyat, Bottas e Bianchi.

Com a superioridade das Mercedes no campeonato, não foi difícil para Lewis Hamilton chegar a segunda posição após o reinício da prova. O piloto inglês não sentiu dificuldades para ultrapassar Magnussen e Jenson Button. Outro que seguia escalando o pelotão era Vatteri Bottas.

Com sete voltas completadas, Fernando Alonso e sua Ferrari vinha fazendo uma boa corrida. Após ultrapassar Kvyat, o driver espanhol ultrapassava Ricciardo e na sequência, passava Hulkenberg e assumia a sétima posição.

Com dez giros completos o top-10 formava com: Rosberg, Hamilton, Button, Magnussen, Vettel, Bottas, Alonso, Ricciardo, Hulkenberg e Kvyat.

Com o companheiro de equipe no encalço, Rosberg seguia aumentado sua vantagem. Agora, com 11 voltas, a distância entre os dois pilotos da Mercedes era de 5s4. A distância entre Hamilton e Button era 9s3.

Na volta de número 26 ao entrar nos boxes, Alonso teria sido obrigado a cumprir um stop-and-go de 5s como punição. Tudo porque o piloto da Ferrari teria alinhado o seu F14T fora do colchete durante a relargada. Uma pena para o ferrarista que vinha fazendo uma boa corrida de recuperação.

Valtteri Bottas seguia dando um espetáculo no traçado de Silverstone. Depois de ultrapassar Magnussen e assumir a quarta posição, era a vez do piloto da Williams colocar Jenson Button na Parede. E não demorou muito para o finlandês assumir a terceira posição.

Com 20 voltas completas o top-10 seguia com: Hamilton, Rosberg, Bottas, Button, Alonso, Magnussen, Vettel, Hulkenberg, Ricciardo e Sutil.

As ultrapassagens em Silverstone seguiam dando um toque de qualidade a nona etapa da temporada. Alonso ultrapassando Magnussens, Ricciardo em cima de Sutil e Button seguia resistindo as tentativas de Fernando Alonso.

Na volta de número 25, foi a vez do líder da prova entrar nos boxes e colocar os compostos duros. Diferente do seu companheiro de equipe [Rosberg], que já teria feito duas paradas nos boxes. Além disso, Nico teria alertado sua equipe sobre um possível problema na caixa de câmbio.

Hamilton nem precisou forçar uma disputa por posição com Nico Rosberg. Correndo em casa, o piloto inglês foi premiado com um problema na caixa de câmbio do companheiro de equipe. Fim de prova para o alemão e liderança de prova para Hamilton.

O top-10 com 30 voltas completas: Hamilton, Vettel, Bottas, Ricciardo, Button, Alonso, Magnussen, Kvyat, Hulkenberg e Vergne.

Bottas parecia ter gostado do pódio. Sem tomar conhecimento e fazendo uma boa corrida em Silverstone, o driver da Williams abria a disputa pela terceira posição contra Sebastian Vettel na volta de número 34. E de passagem, Bottas assumia a segunda posição. Na sequência, era a vez de Alonso ultrapassar Seb e assumir o quinto posto.

Na volta de número 38 uma boa disputa entre dois campeões mundial da categoria. Após ser ultrapassado por Alonso, Vettel seguia no encalço do espanhol. Seb tentava recuperar a posição a todo custo e o ferrarista jogava duro contra o alemão. Até aquele momento, Alonso segurava os ataques.

Com 40 voltas os dez primeiros eram: Hamilton, Bottas, Ricciardo, Button, Alonso, Vettel, Magnussen, Hulkenberg, Kvyat e Vergne.

Com nove voltas para o fim da prova e com Lewis Hamilton tranquilo e calmo na dianteira da prova. O melhor duelo do dia seguia sendo entre Alonso e Vettel. Além do duelo na pista, a disputa seguia entre os rádios das equipes.

Sozinho na pista, o líder da prova foi testar os trabalhos da sua equipe nos boxes. Com 41s2 de vantagem para o segundo colocado, Hamilton colocava os compostos duros pela segunda vez na corrida. Na volta, a distância diminuiu para 19s5 de vantagem para Valtteri Bottas.

Na melhor disputa da prova, Vettel seguia reclamando via rádio sobre os abusos de Alonso com relação aos limites da pista. Finalmente, Vettel enquadrava Alonso e passava o espanhol na volta de número 48. Foi uma briga de gente grande. Agora era a vez do ferrarista reclamar pra sua equipe pelo rádio. Foi um show na pista e de reclamações.

Correndo em casa, Lewis Hamilton contou com um pouco de sorte para vencer o GP da Inglaterra. A disputa na nona prova da temporada ficaria mesmo entre os dois carros da Mercedes, que se revezaram na liderança da corrida. Porém, após se queixar com um problema na caixa de câmbio, Nico Rosberg viu suas chances de pódio dessaberem. Com o bólido travado na 4 marcha, o alemão deixaria, prematuramente, a etapa de Silverstone. Com a vitória em casa, Hamilton viu sua distância para o líder do campeonato diminuir consideravelmente.

Quem receberia a quadriculada na segunda posição seria o driver da Williams, Vatteri Bottas. Após fazer uma corrida espetacular, o driver finlandês parecia ter tomado gosto pelo pódio. No terceiro degrau subiria Daniel Ricciardo.

inglaterra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *