Juventus x Barcelona – Final da Champions League 2015 – Data, Horário e TV – Barcelona x Juventus

Posted by: leonam lopes da silva

Guia da Final da UEFA Champions League 2015

Barcelona e Juventus decidem no próximo Sábado a Final da UEFA Champions League. Ambos lutam pela conquista de um triplete, honraria que só um dos dois terá no fim das contas. Se o Barcelona é o rolo compressor do futebol europeu em 2015, a Juventus pinto como zebra nesta reta final, e com um coice derrubou leões como o Real Madrid pelo caminho.

Dois Clubes com uma história linda e repleta de craques, que se acostumaram a ver os maiores rivais (Real Madrid e Milan) com maior sucesso na Europa, mas que buscam aumentar a quantidade de orelhudas em sua sala de troféus.

Juventus x Barcelona – Final da Champions League 2015

Data: 06/06/2015

Horário: 15h45
Local: Estádio Olímpico, Berlim
TV: ESPN Brasil, Globo e Band

Horários nos mais variados Locais do Planeta.

Como o Barcelona chegou na final:

Uma temporada que prometia ser complicada, ameaçou turbulências, mas que no fim, pode ser perfeita. Diversas dúvidas sobre o trabalho de Luis Henrique e o seu relacionamento com peças chaves do elenco Culé, em especial Lionel Messi, colocavam em xeque a temporada do Barcelona. Uma derrota no Anoeta para a Real Sociedad, no primeiro jogo do ano de 2015, válido pelo Campeonato espanhol, parecia anunciar mais uma temporada sem títulos no Camp Nou. Mas entre Anoeta e Berlim, muita coisa aconteceu, para o Bem do barça.

O cargo de Luís Henrique foi colocado em perigo, mas uma vitória sobre o Atlético de Madrid, uma semana depois, foi o anúncio de que coisas melhores viriam pela frente. A classificação contra o Atlético de Madrid nas quartas de final da Copa do Rei da Espanha e a sequência de vitórias em La Liga, foram a prova de que o Barça estava preparado para os mata-matas da Champions, que chegaram em fevereiro.

Antes disto tudo, o Barcelona teve de passar pela fase de grupos, onde esteve no grupo Fao lado de Paris Saint-Germain, Ajax e Apoel. Conseguiu se classificar na primeira colocação, com 16 pontos, obtendo cinco vitórias e um empate. Depois de um primeiro turno morto, com vitórias em casa sobre Apoel e Ajax e uma derrota para o PSG na França, o clube culé embalou mesmo foi na segunda volta. A vitória sobre o Ajax em Amsterdã por 2 x 0, serviu para Messi igualar Raúl na artilharia histórica da Champions League, e no jogo seguinte, a goleada por 4 x 0 sobre o Apoel, com Hat-Trick do argentino, marcou a quebra da marca do lendário madridista. No último jogo da fase de grupos, o Barça decidiu a primeira colocação da Chave com o PSG, e com uma vitória de virada por 3 x 1, com gols dos três integrantes do trio MSN, mostrou que não estava na competição para brincadeiras.

Nas Oitavas de final, o sorteio colocou o Campeão Inglês Manchester City novamente no caminho do Barcelona. A classificação foi até mais tranquila do que no ano anterior, com duas vitórias, uma por 2 x 1 em Manchester e outra por 1 x 0 na Espanha, jogo que só não teve placar mais dilatado por conta da atuação fantástica do arqueiro Citizen, Joe Hart.

Nas quartas de final, o Paris Saint-Germain foi outro a aparecer novamente no caminho do Barcelona, fazendo parecer que as bolinhas da UEFA estão viciadas. Novamente o Barça não teve dificuldades para pasasr de fase, obtendo duas vitórias, primeiro por 3 x 1 em Paris, com show  e dois golaços de Luis Suárez, depois por 2 x 0 no Camp Nou, com dois tentos de Neymar e um placar agregado de 5×1.

>>> Juventus x Barcelona – Final da Champions League 2015 – Data, Horário e TV

Na semifinal, o adversário do Barcelona seria o forte time do Bayern de Munique, e estava marcado um reencontro com Guardiola, um dos maiores jogadores e técnicos da história da agremiação Catalã. Na ida no Nou Camp, vitória do Barçaa por 3 x 0 , com os três gols sendo marcados nos 15 minutos finais. Nnenhum torcedor Culé vai esquecer dos dois tentos de Messi, especialmente o segundo, quando ele entortou Boateng e o deixou caído no chão, para com uma cavadinha encobrir o goleiro Neuer. O terceiro gol, ainda contou com uma assistência genial do argentino. Na volta, na Alemanha, o Bayern até venceu por 3 x 2, mas o 5 x 3 no agregado colocou o Barcelona decisão, pela primeira vez na era pós Guardiola.

>>> Juventus x Barcelona – Final da Champions League 2015 – Data, Horário e TV

No total, o Barcelona marcou 28 gols e sofreu apenas dez. Uma campanha extraordinária, e que terá o seu fim no próximo dia 6 de Junho. Espera o torcedor azul-grená, que seja um final feliz. Nesta temporada, o Barça já conquistou o Campeonato Espanhol, e faz no próximo sábadoa  final da Copa do Rei contra o Athletic Bilbao. Se o Barça conquistareste triplete, será o segundo na história do clube, o primeiro depois do conquistado por Josep Guardiola na temporada 2008-2009.

____________________________________________________

>>> Juventus x Barcelona – Final da Champions League 2015 – Data, Horário e TVComo a Juventus chegou na Final:

A Juventus, mesmo com o domínio no futebol da Itália, onde é atualmente tetracampeã, não entrou nesta Liga dos Campeões como uma das principais favoritas ao título. Ao ser sorteada no grupo A na fase inicial, a Veccia Signora fez companhia ao Atlético de Madrid, ao Olympiacos e ao Malmo. Uma chave com quatro Campeões nacionais, e e como rivais, o atual vice-campeão da Europa e duas forças medianas, mas com potencial para complicar qualquer partida.

A Juve estreou vencendo o Malmö na Itália, mas uma derrota para o Atleti na segunda rodada da fase de grupos ligou o sinal de alerta em Turim.Vieram então os dois complicados e decisivos duelos contra o perigoso Olympiacos, mas tanto a derrota na Grécia, quanto  vitória apertada na Itália já eram esperadas. Uma nova vitória sobre o Malmö, agora na Suécia, e um empate com o Atlético em casa carimbaram o passaporte para as Oitavas de final. Mas era só o começo, de uma campanha que nos mata-matas seria brilhante.

>>> Juventus x Barcelona – Final da Champions League 2015 – Data, Horário e TV

Nas Oitavas de Final, o sorteio colocou o Borussia Dortmund no caminho da Juventus. Um adversário complicado, e que colocava dificuldades no caminho. Uma vitória por 2 x 1 na Itália deixava tudo em aberto para o jogo da volta na Alemanha. Mas foi aí, que a Juventus teve a atuação que tanto dela se compravahá tempos, em uma Liga dos Campeões: Uma goleada por 3 x 0 sobre o BVB, em pelno Signal Iduna Park, com show de Tevez e tudo mais.

Era um passo importante, que colocava a Juve diante do perigoso Monaco nas quartas de final. Um adversário que surpreendiaa Europa indo tão longe na Liga, com uma defesa muito sólida e um ataque veloz. A vitória Bianconera no Juventus Stadium foi arrancada na base da força, com um gol de Vidal cobrando penalidade. Também na raça, a Juventus segurou o 0 x 0 no Louis II, e assim, já estava enter as quetro melhores equipes da Europa.
Na semi-final, o adversário da Juve, seria ninguém menos que o atual campeão Europeu, o Real Madrid. Com uma atuação quase perfeita, a Senhora da Itália derrotou os merengues por 2 x 1 , com outra grande atuação de Tevez. No Santiago Bernadeú, Cristiano Ronaldo chegou a abrir o placar para o Real, mas um gol de Morata e uma atuação defensiva muito sólida garantiram o empate em 1 x 1 e a classificação da Juventus para a final, que mantém vivo o sonho do triplete.

Agora, na decisão o desafio é o barcelona. Um rival complicado, mas não imbatível.  A força do trio de ataque Culé será um teste de fogo para a defesa Bianconera, reconhecidamente uma das mais sólidas do Velho Continente. O recente domínio em seu País, onde já revalidou o título com rodadas de antecedência, e ainda, de quebra, conquistou a Copa na atual temporada, não indicam uma queda de qualidade no Calcio, mas sim o grande nível de uma equipe, que foi amadurecendo aos poucos, e chega ao seu ápice neste dia 6 de junho de 2015.

 O Real Madrid começou o jogo pressionando, mas a Juventus nem de longe estava disposta a só se defender e chegou a exigir boas intervenções de Cassillas. Os merengues também colocavam Buffon para trabalhar, deixando o jogo bem movimentado como se esperava.Foi aí que, aos 22 minutos, um lance mudou a partida.O árbitro sueco Jonas Eriksson acabou marcando um pênalti de Chiellini em James para os donos da casa, fato bastante contestado pela Juve. Sem ter nada com isto, Cristiano Ronaldo converteu a cobrança, e igualou o placar agregado.

Mesmo levando o gol, a Juventus não se pertubou, e seguiu com seu plano de jogo. Jogando em casa, o Real seguiu pressionando, e esteve mais perto de ampliar durante o restante da primeira etapa. Na segunda etapa, os Bianconeros começaram a encaixar melhor os contragolpes, e empataram a partida com um gol de Morata, jogador formado no próprio Real Madrid. Ele aproveitou um bate e rebate na área, e encheu o pé para balançar a rede da meta defendida por Iker Cassillas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *