No 'estilo Raikkonen', Serra vence em Curitiba; Rubinho pontua pela 1ª vez

Horas depois de Kimi Raikkonen vencer o GP da Austrália de Fórmula 1 com uma tocada segura e discreta, foi a vez do “Homem de Gelo” da Stock Car mostrar que realmente tem muito em comum com o finlandês da Lotus. Com um ritmo forte, mas no melhor estilo “de mansinho”, Daniel Serra venceu a etapa de Curitiba, segunda da temporada, e pulou para a liderança do campeonato, apenas um ponto à frente do companheiro Cacá Bueno, quinto colocado neste domingo. Daniel, que superou o pole Ricardo Maurício com uma bela ultrapassagem após o pit stop, viu Allam Khodair sofrer com problemas de pneus e faturou sua quarta vitória na categoria. Já Rubens Barrichello, que havia largado em décimo, sofreu com os toques dos adversários, mas chegou ao fim da prova, marcando seus primeiros pontos na Stock Car.

Daniel Serra Stock Car vitória Curitiba 2013 (Foto: Duda Bairros / Stock Car)
Daniel Serra vai à liderança do campeonato com a vitória em Curitiba (Foto: Duda Bairros / Stock Car)

– Estamos no caminho certo. Assim a gente chega lá. É, tem que ter sorte também, é oportunidade, hora certa, tem que aproveitar. Uma pena para ele (Khodair, que teve pneu furado), bom para a gente, agora é comemorar. A equipe tem uma receita muito boa, estava sempre batendo na porta, mas foi muito bom – disse o vencedor.

Daniel passou a primeira metade da corrida em terceiro

Assim como na prova de abertura do Mundial de Fórmula 1,a estratégia também teve grande importância na corrida da Stock em solo paranaense. Quando a largada foi autorizada, o pole position Ricardo Maurício conseguiu sair melhor e abriu uma pequena vantagem para o pelotão, enquanto Allam Khodair e Daniel Serra brigavam intensamente pela segunda posição. O “japonês voador” levou a melhor, deixando o piloto da RBR Mattheis à frente de Thiago Camilo, Valdeno Brito, Ricardo Zonta e Max Wilson. Largando em décimo, Rubens Barrichello perdeu posições, foi tocado e acabou dando uma escapada na primeira curva. Já Luciano Burti e Lico Kaesemodel foram punidos por queima de largada.

Stock Car Curitiba largada (Foto: Duda Bairros / Stock Car)
Apesar do esbarrões, todos passaram sem problemas na largada (Foto: Duda Bairros / Stock Car)

Correndo em casa, Zonta – o melhor paranaense no grid – começou sua escalada na terceira volta, superando Átila Abreu, que acabou ultrapassado também por Max Wilson. Na sétima, foi a vez de Zonta tomar a quinta posição de Cacá Bueno, partindo para pressionar Valdeno Brito. O paraibano tinha problemas de comunicação com a equipe A. Mattheis, já que o rádio apagou logo no início da prova. No entanto, um pit stop demorado fez o ex-piloto de Fórmula 1 perder posições, precisando “remar” tudo de novo no top 10 após seu reabastecimento.

Na oitava volta, os primeiros problemas apareceram: O campeão de 2003, David Muffato, sofreu com um rasgo no pneu traseiro direito. Já Vitor Genz deu uma escapada, acertando uma placa de publicidade. Na passagem seguinte, Rubens Barrichello levou um toque de Felipe Lapenna e a carenagem do carro 111 encostou no pneu traseiro direito, exigindo a troca no pit stop. O piloto do carro 27 foi punido com um drive trough (passagem pelos boxes em baixa velocidade) por atitude antidesportiva.

Pressão de Khodair marcou segunda parte da corrida

Na estreia da nova regra de reabastecimento (que voltou a ser obrigatório a partir desta etapa), o líder Ricardo Maurício foi o primeiro a fazer sua parada, levando a reboque o terceiro colocado, Daniel Serra. Com pista livre, Allam Khodair andou rápido e fez seu pit stop na volta seguinte. O suficiente para sair do box lado a lado com Ricardinho, ganhando a posição do carro 90 na freada da primeira curva. Duas voltas depois, Ricardo Maurício foi ultrapassado também por Daniel Serra, que parecia ter guardado forças na primeira parte da prova.

Allam Khodair pit stop reabastecimento Stock Car (Foto: Duda Bairros / Stock Car)
Allam Khodair voltou bem à pista após o reabastecimento obrigatório (Foto: Duda Bairros / Stock Car)

A menos de dez minutos para o fim da corrida, quando as posições pareciam estabelecidas, o pneu traseiro esquerdo de Allam Khodair rasgou, e isso tirou o piloto do carro 18 da equipe Vogel da liderança. Ele precisou se arrastar na pista até os boxes, onde fez sua troca, e este problema possibilitou a Daniel Serra ganhar a primeira posição. Ricardo Maurício, que vinha logo atrás, se livrou da pressão de Thiago Camilo e colou no carro 29 de Daniel, abrindo a briga direta pela vitória.

Ricardo Maurício Stock Car (Foto: Duda Bairros / Stock Car)Ricardo Maurício fez a pole, mas terminou em
segundo lugar (Foto: Duda Bairros / Stock Car)

Apesar da pressão exercida pelo carro 90 da RCM, Daniel resistiu bem aos ataques de Ricardo Maurício. A cartada final do campeão de 2008 foi usar o botão de ultrapassagem na penúltima volta, mas Daniel conseguiu evitar o bote do carro amarelo, usando um retardatário na última curva para “driblar” o concorrente. Foi a quarta vitória do homem de poucas palavras e jeito fechado na Stock Car, que assumiu a liderança do campeonato, com 41 pontos, um ponto à frente do companheiro Cacá Bueno. Segundo colocado em Curitiba, Ricardinho se manteve na terceira posição, agora com 38 pontos.

Já Valdeno Brito, que terminou a prova de Curitiba em quarto lugar, deixou a vice-liderança, e agora soma 37 pontos, com o quarto posto na tabela. Thiago Camilo, que teve problemas na abertura da temporada em Interlagos, se recuperou e foi ao pódio em Curitiba, e figura agora em oitavo lugar no campeonato, com 20, atrás de Max Wilson (29), Tuka Rocha (25) e Átila Abreu (22). Apesar dos muitos problemas, Rubens Barrichello completou sua quinta corrida na categoria na zona de pontuação. O recordista de GPs na Fórmula 1 marcou dois pontos com o 19º lugar, seus primeiros na Stock Car. Veja aqui a classificação completa do campeonato.

Barrichello Stock Car etapa Curitiba (Foto: Miguel Costa Jr. / Divulgação)
Barrichello marcou seus primeiros pontos na Stock Car em Curitiba (Foto: Miguel Costa Jr. / Divulgação)

Confira o resultado da segunda etapa, em Curitiba:

1. Daniel Serra – carro 29 da RBR Mattheis, 31 voltas em 42m15s571
2. Ricardo Maurício – carro 90 da RC, a 1s598
3. Thiago Camilo – carro 21 da RCM, a 2s882
4. Valdeno Brito – carro 77 da A. Mattheis, a 6s042
5. Cacá Bueno – carro 0 da RBR Mattheis, a 6s445
6. Ricardo Zonta – carro 10 da RZ Motorsport, a 7s069
7. Max Wilson – carro 65 da RC, a 11s090
8. Átila Abreu – carro 51 da AMG, a 11s720
9. Sergio Jimenez – carro 73 da VS Racing, a 16s119
10. Rodrigo Sperafico – carro 19 da Mico’s Racing, a 21s543
11. Julio Campos – carro 4 da Mico’s Racing, a 22s962
12. Tuka Rocha – carro 25 da RZ Motorsport, a 26s709
13. Denis Navarro – carro 5 da VS Racing, a 31s167
14. Nonô Figueiredo – carro 11 da AMG, a 31s459
15. Galid Osman – carro 28 da RCM, a 35s233
16. Popó Bueno – carro 74 da A. Mattheis, 43s028
17. Lico Kaesemodel – carro 63 da Boettger, a 57s017
18. Allam Khodair – carro 18 da Vogel, 57s915
19. Rubens Barrichello – carro 111 da Full Time, 1m02s095
20. Fábio Fogaça – carro 18 da Vogel, 1m03s015
21. Marcos Gomes – carro 80 da Carlos Alves, a 1m03s324
22. Rodrigo Pimenta – carro 3 da Gramacho, a 1m05s159
23. Luciano Burti – carro 14 da Boettger, a 1m05s409
24. Vitor Genz – carro 46 da Gramacho, a 1m10s335
25. Felipe Lapenna – carro 27 da Cavaleiro Racing, a 1m11s263
26. Rafa Matos – carro 2 da Hot Car, a 1m13s701
27. Alceu Feldmann – carro 82 da Full Time, a 1 volta
28. Ricardo Sperafico – carro 20 da ProGP, a 1 volta
29. David Muffato – carro 35 da Carlos Alves, a 1 volta
30. Duda Pamplona – carro 23 da ProGP, a 1 volta
31. Beto Cavaleiro – carro 7 da Cavaleiro Racing, a 1 volta
32. Patrick Gonçalves – carro 8 da Bassani Racing, a 3 voltas
33. Wellington Justino – carro 26 da Hot Car, abandonou
34. Diego Nunes – carro 70 da Bassani Racing, abandonou

A próxima etapa da temporada 2013 da Stock Car será no dia 28 de abril no circuito gaúcho de Tarumã, que tem um asfalto extremamente abrasivo. O que pode, mais uma vez, obrigar as equipes a traçar novas estratégias, já que as trocas de pneus devem ser necessárias.

globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *