Pacotão da Copa: Neymar brilha, Taiti emociona, e Espanha se enrola

A Copa das Confederações no Brasil e do Brasil foi também o palco para a confirmação do talento de Neymar. O camisa 10 da Seleção correspondeu, com folga, às expectativas e se tornou o protagonista da competição: ganhou a Bola de Ouro dada ao craque do torneio, terminou como terceiro artilheiro e ainda foi decisivo na conquista do título.

Mas o reconhecimento a Neymar não fica apenas nos prêmios oficiais. Entre simulações e sarrafos, ele liderou também os rankings de faltas sofridas e cometidas – levou 30 e fez 18, em cinco jogos. Ao lado de outros seis jogadores, terminou em segundo lugar entre os principais garçons, com duas assistências, perdendo apenas para o uruguaio Gargano. Para completar, o camisa 10 da Seleção brilhou com o golaço e o drible mais bonito do torneio.

Mas a Copa das Confederações não se resumiu a Brasil e Neymar. O Taiti, seleção amadora da Oceania, conquistou a torcida apesar de sofrer três goleadas – para Nigéria, Espanha e Uruguai -, protagonizando alguns dos momentos mais emocionantes do torneio. A epopeia do goleiro Roche, que saiu de um falha incrível a uma simpática comemoração no pênalti perdido cobrado por Torres para fora quando a Roja já tinha feito oito gols no 10 a 0 no Maracanã, foi um dos pontos altos da competição.

Comemoração Taiti contra Nigéria (Foto: Getty Images)
Jogadores do Taiti comemoram o único gol da equipe na competição (Foto: Getty Images)

Os atuais campeões do mundo, por outro lado, não caíram nas graças da torcida brasileira e foram muito vaiados por onde passaram, além de criarem polêmica nas estadas em Fortalezae no Recife. Outras equipes tradicionais, Itália e Uruguai ficaram pelo caminho, mas deixaram a marca: Balotelli se viu à vontade no Brasil, enquanto a Celeste viveu às turras com a organização. A Nigéria, por sua vez, apareceu mais pelo atraso na chegada ao país do que pelo futebol. O México, nem isso: participação totalmente apagada, salva apenas por uma bela jornalista.

PACOTÃO GERAL da copa das confederações (Foto: arte esporte)
globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *