Sem dificuldades, Hamilton vence novamente na Itália

Lewis Hamilton, Felipe Massa e Sebastian Vettel fazem a festa no pódio – Luca Bruno / AP
Por F1 Team

O que já era bom ficou ainda melhor e Lewis Hamilton confirmou todo o favoritismo equipado com o novo motor da Mercedes no W06 e passeou na manhã deste domingo no parque de Monza, reduto da Ferrari. O piloto inglês em nenhum momento foi ameaçado pelos adversários, correu livremente e venceu pelo segundo ano consecutivo o Grande Prêmio da Itália.

Hamilton vence na Itália e soma 40ª vitória na F1

Hamilton vence na Itália e soma 40ª vitória na F1

A expectativa ficou por conta da largada. Na pole, Hamilton se viu cercado pelos dois carros da Ferrari. Kimi e Vettel respectivamente. Seu “fiel escudeiro” alinhava no quarto colchete.  Quando a luz verde foi acionada, o homem de gelo ficou pregado por alguns instantes e viu as chances de brigar pelo pódio despencar para a última posição.

Foi a deixa para o líder do campeonato seguir até o fim dos 53 giros do traçado italiano na ponta e cruzar a linha de chegada na primeira colocação.

Em segundo lugar e fazendo a festa da torcida italiana cruzou Sebastian Vettel. Pelo desempenho na pista, o pódio já estava garantido para o piloto alemão. Certo mesmo o terceiro degrau. Mas como todo campeão carrega consigo um pouco de sorte, nas últimas voltas o carro guiado por Nico Rosberg estourou o motor. Fim de prova para o Piloto da Mercedes.

Quem fechou o pódio foi o brasileiro Felipe Massa. Largando na quinta posição, o piloto da Williams seguiu fazendo um prova equilibrado até seu final. Com a saída de Nico, Massa herdou a terceira posição e se viu ameaçado pelo companheiro de equipe na última volta. Porém, com toda a experiência que adquiriu, Felipe segurou Bottas em dois pontos de asa aberta e cravou o 41º pódio na carreira.

Bottas terminou a prova em quarto lugar. Destaque da etapa italiana, Kimi Raikkonen, que tinha alinhado sua Ferrari no P2, sofreu um problema na embreagem do carro e foi parar na última posição. Então os 53 giros passou a ser de recuperação e o finlandês fez muito bem isso. Cruzou a linha de chegada em quinto.

Em sexto cruzou Sergio Pérez. Hulkenberg e Daniel Ricciardo, que levaram um volta do líder, terminaram a prova em sétimo e oitavo respectivamente. Fechando o top-10, Ericsson e Kvyat. O brasileiro Felipe Nasr deixou Monza na 13ª posição.

Itália

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *