Ação judicial impede vendas de produtos oficiais do Santa Cruz

Por Recife

Quem for à loja do Santa Cruz querendo comprar algum produto, corre o risco de sair com as mãos abanando. Tudo isso porque a Secretaria da Fazenda impediu a Penalty, fornecedora de materiais do Tricolor, de fornecer camisas para o clube. A Fazenda Nacional ajuizou várias ações de execução fiscal por causa de débitos previdenciários que a Cobra Coral acumula. A medida foi bloquear toda a receita que o clube acumula em patrocínios e também com seu fornecedor de material esportivo.

– Isso aconteceu na mesma época em que aquela liminar para nos tirar da Série C apareceu. Foi a Justiça do Trabalho, através da 11ª Vara da Justiça Federal. Inclusive foi o mesmo juiz que tinha feito aquela liminar. Ficaríamos sem nossas receitas adquiridas com os patrocinadores e também com a Penalty – disse o advogado do clube, Eduardo Lopes.

Porém, segundo Eduardo Lopes, a dívida em andamento com a Justiça do Trabalho está sendo renegociada. As rendas provenientes dos patrocínios do clube já foram resgatadas. Mas a Penalty ainda aguarda uma notificação judicial para liberar as camisas para a venda.

– Algumas empresas já foram notificadas que a receitas estavam desbloqueadas. O clube já tem uma ação impetrada na Justiça que desbloqueia isso. A loja não tem nenhuma camisa adulta da coleção nova da fornecedora, a Penalty Raízes. Mas estamos aguardando eles receberem a notificação que permite a liberação e até acho que elas estão sendo vendidas novamente – disse Lopes, apesar da loja do clube não ter as novas camisas há pelo menos duas semanas.

A reportagem do GLOBOESPORTE.COM tentou entrar em contato com a fornecedora de material esportivo do Santa Cruz, mas não obteve retorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.