Após adiamento, volante Rodriguinho é apresentado na Ilha do Retiro

Pronto para as cobranças e mais experiente do que em 2006, Rodriguinho quer mudar a imagem que deixou quando saiu do clube. Dando o crédito a mudança de posição no início da carreira ao técnico Vadão, o atleta quer se readaptar o mais rápido possível ao futebol brasileiro. E para agilizar o processo o jpgador já seguiu para Maceió onde se junta ao grupo leonino.

Acostumado com a paixão da torcida leonina, Rodriguinho já esperava que a cobrança por algumas atitudes na primeira passagem pelo Sport fossem relembradas. “Essa cobrança é normal. eu era jovem e me deslumbrei com algumas coisas na época. Mas hoje sou um outro homem. Sou casado, tenho família e tenho mais responsabilidade”, afirmou o volante.

Após dois anos no futebol do Azerbaijão, onde atuou pelo Neftchi, o cabeça-de-área, que atua como segundo volante, contou um pouco sobre a experiência na Europa.”Cheguei em janeiro de 2011. Tive uma temporada inteira e me lesionei no final de agosto. Fiquei seis meses sem atuar e depois retornei.Como meu contrato iria acabar agora em janeiro apenas adiantamos a saída.” Ele ainda contou que o futebol de lá era de muita marcação e força e ainda voltou falando um pouco de russo. “ Dentro do clune tinhamos intérprete, mas na rua tinha que me virar, né? Como tinha que sair aprendi um pouco do russo, que é mais dominante do que o azeri, que é a língua oficial.”

Rodriguinho disse que sua forma física não será problema, pois mesmo sem atuar neste mês de dezembro, ele continuava se cuidando. Já tendo atuado nas quatro posições do meio de campo, ele atribuiu a chegada de Vadão a sua mudança de meia armador para segundo volante. “Todas minhas parcerias com Vadão deram certo. Não tenho muito o que falar dele, pois ele foi primordial para minha carreira. Acredito que minha experiência e minha dinâmica poderão ajudar muito o time”, finalizou.

Fonte: Rafael Brasileiro – Diario de Pernambuco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.