Atlético-PR e Flamengo empatam em 1 a 1 no primeiro jogo da decisão, em Curitiba

Gazeta Press

 Em meio a um mar rubro-negro de caveiras na Vila Capanema, o Atlético Paranaense ficou no empate em 1 a 1 diante do Flamengo, na noite desta quarta-feira, pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil 2013. A equipe da casa saiu na frente na busca pela vantagem para a volta, mas cedeu a igualdade ainda no primeiro tempo.


A festa do torcedor foi recompensada logo aos 17 minutos da primeira etapa, com um belo gol de Marcelo, que acertou uma bomba para abrir o placar. O empate veio na mesma moeda, nos pés de Amaral, aos 29 minutos. Depois do intervalo, confronto equilibrado as nada de bola na rede.

A próxima partida está marcada para a próxima quarta-feira, dia 27, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Um empate sem gols dá o título aos cariocas. Com igualdade de dois gols ou mais o Furacão leva a conquista inédita em sua história.

O jogo

As duas equipes entraram com novidades em campo. Pelo time da casa, Juninho foi o escolhido para ocupar a vaga deixada pelo suspenso Léo, enquanto Pedro Botelho retornou para a lateral esquerda. Pelos cariocas, Felipe, recuperado de lesão, retomou a camisa 1. Com a bola rolando, a primeira chegada foi do Flamengo, com Luiz Antônio, aos dois minutos, cruzando rasteiro nas mãos de Weverton. O jogo era truncado, com as equipes cautelosas.

Aos oito minutos, após cobrança de escanteio, Chicão se livrou da marcação e furou no momento da conclusão. Na pressão, o Atlético tentou dois cruzamentos seguidos com Paulo Baier, mas parou nas mãos de Felipe. Mas, aos 17 minutos, Paulo Baier deu um passe genial para Marcelo, que abriu espaço e fuzilou de fora da área para abrir o placar e levar o torcedor à loucura em Curitiba.

Mesmo após o gol, o panorama da partida não mudou muito, com muita marcação em campo. Aos 27 minutos, André Santos, lesionado, obrigou o técnico Jayme de Almeida a colocar João Paulo em campo. Até que a resposta flamenguista veio na mesma moeda atleticana. Aos 29 minutos, Amaral acertou um lindo chute de fora da área para empatar. Aos 34 minutos, Marcelo ajeitou para ele mesmo e bateu forte, por cima da meta. Aos 38 minutos, foi a vez de Chicão sentir lesão e sair para a entrada de Samir.

Para o segundo tempo, nenhuma nova modificação nas equipes. Aos três minutos, Luiz Alberto testou firme e Felipe fez grande defesa. No troco, Hernane bateu e Weverton pegou em dois tempos. Aos oito minutos, novo levantamento na área carioca e Éderson chegou para cabecear pela linha de fundo. O jogo era equilibrado, com as duas equipes se alternando. Aos nove minutos, Hernane desviou na área, com perigo, para fora.

Em boa arrancada de Marcelo, aos 13 minutos, o atacante ganhou da zaga e chutou para Felipe defender e Samir afastar o perigo. Mancini surpreendeu com a entrada do atacante Dellatorre no lugar do lateral Pedro Botelho, visivelmente sem ritmo. Aos 21 minutos, Marcelo invadiu a área em velocidade, se jogou e ficou pedindo pênalti, sem ser atendido pela arbitragem. Aos 24 minutos, Léo Moura recebeu passe açucarado de Paulinho e isolou a bola.

O meia Éverton recebeu o terceiro cartão amarelo, em lance aos 28 minutos, e está fora da segundo jogo. Na cobrança falta, na entrada da área, Luiz Antônio mandou para fora. De longe, Éverton experimentou o chute, aos 30 minutos, e exigiu boa intervenção de Felipe, que cedeu escanteio. O Flamengo buscava explorar os contra-ataques. Aos 38 minutos, João Paulo tentou surpreender Wéverton e a bola subiu. Aos 45 minutos, Zezinho cobrou falta e Felipe garantiu o empate.0

ATLÉTICO-PR 1 X 1 FLAMENGO

ATLÉTICO-PR
Weverton, Juninho, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Dellatorre); Deivid, Zezinho, Everton e Paulo Baier (Maranhão); Marcelo e Ederson (Ciro)
Técnico: Vagner Mancini

FLAMENGO
Felipe, Leonardo Moura, Wallace, Chicão (Samir) e André Santos (João Paulo); Amaral, Luiz Antônio, Elias e Carlos Eduardo (Diego Silva); Paulinho e Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 20 de novembro de 2013, quarta-feira
Gols: Marcelo, aos 17, e Amaral, aos 29 do 1ºT
Árbitro: Paulo César de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Alessandro Rocha (Fifa-BA)
Cartões amarelos: Pedro Botelho (Atlético-PR); Leonardo Moura, Elias (Flamengo)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.