Balotelli decide, Itália vence México e ganha torcida brasileira no Maracanã

Com o Maracanã lotado por 71.527 pagantes, o que pode se tornar recorde de público na Copa das Confederações de 2013, a Itália venceu o México por 2 a 1, na tarde deste domingo, no Maracanã. Pirlo e Balotelli, destaques da Azzurra, marcaram para os italianos. Chicharito Hernandez, de pênalti, descontou.

As duas seleções, que estão no Grupo A, do Brasil, fizeram um ótimo jogo e o estádio teve maioria para a torcida mexicana. Em alguns momentos apenas, os brasileiros festejaram a Azzurra. Como antes da partida, quando as escalações das equipes foram anunciadas e o polêmico atacante Balotelli foi o mais ovacionado.

Ou, principalmente, aos 26 minutos do primeiro tempo, quando o mesmo Balotelli sofreu falta na intermediária do campo de ataque e os gritos de “Pirlôôô!” tomaram o estádio.

Pareciam adivinhar… Com uma cobrança magistral de Pirlo no ângulo direito da trave de Corona, a Itália abriu o placar no Maracanã.

Àquela altura, a Itália dominava o jogo. Balotelli, à frente da linha de três jogadores formada por Giaccherini, Montolivo e Marchisio, era acionado a todo instante e arriscavada chutes de longe. Em um desses lances, Corona soltou e quase Montolivo marcou.

Pirlo ainda sofreu pênalti claro não marcado pelo árbitro chileno Enrique Osses.

O gol acordou a seleção mexicana, que espelhava o esquema 4-2-3-1, usado pela Itália. Giovani e Chicharito Hernandez passaram a trocar de posição e o baixinho Aquino, pelo meio, contra-atacava com Guardado, avançando pela esquerda.

O gol de empate só saiu, no entanto, por causa de uma falha grotesca do zagueiro Barzagli, que foi desarmado por Giovani e cometeu pênalti, quando o meia-atacante mexicano entrou na área.

Aos 33, Chicharito bateu e empatou.

‘Guerra’ das torcidas do Rio e agradecimentos a Balotelli

No intervalo da partida, como já havia acontecido antes do início, torcedores dos times do Rio travaram duelo cômico nas numeradas. A torcida do Flamengo entoando gritos de “Mengo” e rivais reagiando com vaias.

O segundo tempo começou com a Itália, de novo, dominando o meio de campo. De la Torre, técnico do México, reforçou a marcação com Mier no lugar de Aquino. Prandelli respondeu com o atacante Cerci no lugar do volante e meia Marchisio.

Balotelli, sempre acionado, recebeu lançamento de Pirlo, enrolou-se com Rodriguez e pediu pênalti. Não funcionou. “Balotelli, viado!!!”, responderam os torcedores.

Aos 32 minutos, ele teve nova chance. Giaccherini recebeu de De Rossi e tocou na área. O atacante do Milan (ITA) ganhou de Rodriguez e chutou na saída de Corona. A torcida gostou.

– Aaaaahhhhh, é Balotelli!!!

A cinco minutos do fim, Prandelli resolveu poupá-lo e o substituiu por Gilardino. E Balotelli deixou o campo ovacionado. Foi o primeiro jogo do atacante, de 22 anos, no Brasil.

O México não conseguiu mais furar o forte sistema defensivo da Itália.

Com três pontos, a seleção italiana está em segundo no Grupo A, já que perde no saldo de gols para o Brasil (um a três).

FICHA TÉCNICA

COPA DAS CONFEDERAÇÕES

MÉXICO 1×2 ITÁLIA

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 16/06/2013 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Cartões Amarelos: Barzagli, Balotelli. De Rossi (ITA), Moreno (MEX)
Gols: Pirlo (26′ do 1º tempo), Hernández (33′ da 1ª etapa) e Balotelli (32′ do 2º tempo)

MÉXICO: Corona, Flores, F. Rodríguez, Moreno e Salcido; Torrado, Aquino (Mier – 7′ do 2º tempo), Zavala (Jiménez – 41′ do 2º tempo), Giovanni dos Santos e Guardado; Chicharito Técnico: José Manuel de la Torre
ITÁLIA: Buffon, Abate, Barzagli, Chiellini e De Sciglio; De Rossi, Pirlo, Montolivo, Marchisio (Cerci – 23′ da 2ª etapa) e Giaccherini (Aquilani – 42′ da 2ª etapa); Balotelli (Gilardino – 38′ do 2º tempo) Técnico: Cesare Prandelli

 LANCENET!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.