Boa Esporte x Sport: Leão está a um passo do paraíso

Rithely está de volta para garantir consistência defensiva ao time do Sport/Foto: JC Imagem

Por Marcelo Cavalcante

Agora, não deve haver mais espaço para irregularidade. Neste sábado, às 16h20 (horário do Recife), o Sport vai encarar o Boa Esporte, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha, interior de Minas Gerais, com um único objetivo: vencer o adversário. A garra e vontade devem prevalecer. Afinal, o triunfo pode representar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro em 2014 de forma antecipada. Para isso, além de superar a equipe mineira, vai ter que torcer por derrota ou do Ceará, que encara o Palmeiras fora de casa, ou do Icasa, que enfrenta a Chapecoense, dentro de casa. Se a combinação acontecer, a última partida, contra o Paysandu, na Ilha do Retiro, será uma grande festa.

A confiança é grande entre os rubro-negros. O embarque do tim para Minas Gerais, na manhã da quinta-feira, o torcedor deu um incentivo importante. O saguão do Aeroporto Internacional dos Guarapes foi invadido pelas cores rubro-negras. Os jogadores prometeram o mesmo empenho apresentado na partida contra o Paraná, na rodada passada, quando venceram por 2×0. A superação e a emoção devem prevalecer nessa partida em Minas Gerais.

As palavras do técnico Geninho já sinalizam essa motivação do elenco. “Quem tiver mais coração, leva o jogo. E o grupo está consciente disso. Espero que coloquem em prática tudo que foi repassado e treinado durante a semana”, afirmou. Geninho cobrou bastante dos atletas. Chegou a parar por diversas vezes a movimentação, pediu atenção. Exigiu bastante. Mas sobre a escalação, só mistério.  O comandante rubro-negro não confirmou a equipe, o que só deve acontecer momentos antes da partida. No entanto, não haverá muitas surpresas.

No gol, quem joga é Saulo. O goleiro Magrão foi expulso na partida contra o Paraná e vai cumprir suspensão. A diretoria rubro-negra ainda tentou escalar o ídolo do clube. O Sport se baseava que poderia contar com Magrão em campo porque ficou provado que o árbitro Paulo César de Oliveira havia cometido um erro. Mas não conseguiu enviar a documentação solicitando a escalação do atleta. Por outro lado, Rithelly e Lucas Lima estão de volta ao time. A dupla de ataque será formada por Neto Baiano e Marcos Aurélio. Felipe Azevedo fica como opção no banco. A confiança é grande entre os rubro-negros.

BOA ESPORTE
A equipe mineira foi praticamente desmembrada durante a semana. O meia Marcelinho Paraíba e o técnico Nedo Xavier já deixaram o clube. Além deles, Rodrigo Souza, o meia Petros e o atacante Fernando Karanga tomaram conhecimento que não vão vestir a camisa do Boa. A situação não ilude o técnico Geninho. Para ele, não vai haver moleza. ““Também têm os jovens que vão fazer de tudo para aparecer. E nada melhor do que um jogo como este. Eles entram sem responsabilidade. É preocupante. Os jogadores estão cientes dos perigos”, diz.

Ficha técnica

Boa Esporte
Douglas; Rafinha, Ciro Sena, Thiago Carvalho e Crystian; Vinicius Hess, Jefferson, Moisés Ribeiro e Filipe; Malaquias e Luiz Paulo. Técnico: Cesinha.

Sport
Saulo; Patric, Aílson, Oswaldo e Marcelo Cordeiro; Toby, Rithely, Aílton e Lucas Lima; Marcos Aurélio e Neto Baiano. Técnico: Geninho.

Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG).Horário: 16h20 (do Recife). Árbitro: Raphael Claus (SP). Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Danilo Manis (SP).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.