Central marca no fim e Náutico estreia com empate no Pernambucano 2014

Yuri de Lira – Diario de Pernambuco

 A cada jogo, a situação do Náutico parece piorar. A acepção do termo “Lisca Doido” já não é tão positiva como antes. A “loucura” do treinador torna-se a sinônimo de irresponsabilidade, bravata e afins. Embora descansados após uma semana livre em meio às polêmicas que envolveram a tabela do Pernambucano, os alvirrubros, enfim, estrearam no estadual. Mas, na noite desta quinta-feira, veio a quinta partida seguida sem vencer em 2014. Empate amargo contra o Central, no Lacerdão: 1 a 1. Resultado que maximiza a instabilidade do treinador no cargo. A pressão sobre ele e sobre os jogadores aumentou. O cenário conturbado vai pairar no clube, pelo menos, até o clássico contra o Santa Cruz, na próxima quarta-feira, no Arruda.


A única apresentação convincente do Náutico no ano havia sido no primeiro jogo diante do Sport, ainda pela Copa do Nordeste. Com tempo para aprimorar a parte física antes do confronto diante da Patativa, o Alvirrubro desta vez conseguiu suportar melhor o cansaço. Teve, aliás, mais posse de bola que os caruaruense na partida em Caruaru.

A atuação do Náutico, contudo, foi longe da idealizada. Apesar de ter sido incomodado pelo Central no primeiro tempo, o Timbu, porém, só conseguiu balançar as redes adversárias aos 37 minutos da etapa inicial. Depois de cruzamento de João Ananias, Hugo foi oportunista e abriu a contagem: 1 a 0.

Segundo tempo A vantagem parcial dos alvirrubros não esmoreceu os centralinos no início do segundo tempo. O Alvinegro chegou a pressionar durante os primeiros dez minutos. Mas o ímpeto dos mandantes em empatar o jogo cessou depois da expulsão do zagueiro Lúcio, que fez uma falta grosseira em João Ananias e acabou recebendo um cartão vermelho direto. No controle das ações, Lisca fortaleceu a marcação com Dê. Mas o Timbu não conseguiu segurar o placar. O Central chegou duas vezes já no fim. Na primeira, pediu um pênalti depois de o zagueiro Flávio tocar com a mão na bola. Na segunda, Danilo Lins empatou nos acréscimos. 

Alambrado do Lacerdão

Estádio: Lacerdão (Caruaru-PE). Árbitro: Gilberto Castro Júnior-PE. Assistentes: Charles Pires e Aldir Pereira, ambos de Pernambuco. Gols: Hugo (Náutico, 37 do 1T) e Danilo Lins (Central, 45 do 2T). Cartões amarelos: Yuri, Diego e Dê (Náutico). Cartão vermelho: Lúcio (Central). Público:8.139. Renda: R$ 63.575.

Central 1
André; Adriano (Vágner Rosa), Lúcio, Héverton e Jean Batista (Edson Di); Diego Teles, Fernando Pires, Danilo e Tallys; Johnathan Goiano (Danilo Lins) e Deysinho. Técnico: Humberto Santos.

Náutico 1
Alessandro; Hélder Maurílio, Flávio (Diego), William Alves e Gerley; Elicarlos, João Ananias e Yuri; Pedro Carmona (Dê), Marinho (Róberson) e Hugo. Técnico: Lisca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.