Com facilidade, Náutico bate o Porto por 3×0 na volta dos profissionais

Sem encontrar dificuldades, o Náutico venceu o Porto por 3×0, no Lacerdão, na noite deste sábado, no Lacerdão, pela quinta rodada do Pernambucano Coca-Cola. Kieza duas vezes e Rogério anotaram para o Alvirrubro, que em poucos momentos foi agredido. O Timbu foi superior não só tecnicamente como fisicamente. Ao que parece, os quase 30 dias de trabalhos físicos fizeram muito bem.

Com o resultado, o Náutico assume a liderança provisória do Estadual com 10 pontos. No entanto, o Serra Talhada, que joga neste domingo contra o Ypiranga no Nildo Pereira, ainda pode ultrapassar. O Porto fica na sétima posição com quatro pontos, mas também pode ser ultrapassado. Na próxima rodada, o Náutico encara o Serra Talhada nos Aflitos. O Porto visita o Chã Grande.

O JOGO – Depois de quase um mês de preparo físico, os jogadores do Náutico não esperaram muito tempo para tentar mostrar serviço dentro de campo. Com menos de um minuto, o atacante Kieza disparou pela esquerda com a bola dominada. O jogador, porém, perdeu o lance por adiantar demais o lance.

O gol, no entanto, não demoraria a sair. E para não perder o costume, veio de Kieza. O atacante aproveitou bola cruzada na área através de falta e mandou para o fundo das redes aos seis.

Apesar da vantagem obtida logo no início, o Náutico seguiu explorando a velocidade para chegar ao segundo gol. Único remanescente do time sub-20, o meia Marcos Vinícius era o maestro do time alvirrubro distribuindo bem a bola para os atacantes. Aos 20, o jovem passou para Rogério em velocidade. O avançado saiu de cara para o goleiro Emanuel e chutou colocado. A bola, contudo, foi para fora.

Pressionado, o Porto também passou a atacar na partida. As chances, porém, eram poucas devido à limitação técnica quando comparada com o Náutico. Aos 25, Tarciano desceu bem pela direita e chutou. A bola foi para fora raspando a trave.

O domínio do Náutico continuava. Parecia mais que o Timbu jogava leve e que só precisava forçar um pouco mais para chegar ao segundo gol. Aos 27, Kieza quase ampliou o placar após chute dentro da grande área. O goleiro Emanuel ainda tocou na bola.

Como esperado, o segundo gol do Timbu saiu. Aos 29, Rogério aproveitou falha da defesa do Porto, dominou a bola dentro da grande área e fuzilou para o fundo das redes ampliando o marcador. Foi o primeiro gol do atacante depois da séria lesão que ocorreu no ano passado justamente no Pernambucano.

O Náutico seguiu no mesmo ritmo até o fim do primeiro tempo. A partida era fácil para o profissional alvirrubro. O placar de 2×0 acabou sendo pouco para o Timbu que já poderia ter matado o jogo na primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO – A etapa complementar poderia se desenhar melhor para o Porto com a expulsão do zagueiro Alemão com menos de cinco minutos devido ao recebimento do terceiro cartão amarelo. No entanto, a limitação técnica do Gavião impediu que os donos da casa colocassem fogo no jogo. Pelo lado do Náutico coube administrar o placar.

Bem melhor técnicamente, o Náutico ainda conseguiu chegar ao terceiro gol. Kieza foi derrubado fora da área, mas o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, o artilheiro alvirrubro desperdiçou, mas aproveitou o rebote para ampliar o placar.

No restante da partida, o Timbu cozinhou o jogo e esperou o apito final de José Woshington. Os titulares alvirrubros não decepcionaram a torcida com uma exibição segura e convincente.

FICHA DA PARTIDA – PORTO 0X3 NÁUTICO

Porto: Emanuel, Henrique, Joécio, Walllce, Fabrício (Jadson); Vagner Rosa, Renan, Josias (Deivison) e Tarciano; Joelson e Lalá (Mateus Araripina). Técnico: Janduir.

Náutico: Felipe, Auremir, Alemão, Alison e Bruno Collaço; Elicarlos, Martinez, Marcos Vinícius (Marcos Paulo); Elton (Luiz Eduardo), Rogério e Kieza (Reis). Técnico: Levi Gomes.

Pernambucano Coca-Cola. Local: Lacerdão, Caruaru. Árbitro: José Woshington. Auxiliares: Elan Vieira e Karla Santana. Gols: Kieza aos seis e Rogério aos 29 minutos do primeiro tempo. Kieza aos 21 do segundo. Amarelos: Alemão (N), Fabrício (P), Alison (N), Wallace (P). Vermelho: Alemão (N). Público: 7.572. Renda: R$ 60.410.

Fonte: Thiago Wagner da Silva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.