Com o time reserva, Sport não passa do 1 a 1 com o Central na Ilha do Retiro

Os reservas rubro-negros bem que tentaram. Com o time principal focado e concentrado na Copa do Nordeste, o Sport enfrentou o Central, ontem, com um time praticamente todo suplente. De titulares, apenas Rodrigo Mancha e Neto Baiano. E foi dos pés do centroavante que saiu o primeiro gol da partida. Tento que, naquela altura, dava sinais de que os reservas não fariam a torcida sentir falta dos titulares. Na etapa complementar, entretanto, cinco minutos de cochilo custaram dois pontos ao Leão. No segundo tempo, a Patativa se fechou e segurou o empate: Sport 1 a 1 Central.

Sport 1x1 Central
Apesar de jogar com apenas dois habituais titulares, a equipe rubro-negra entrou muito bem no jogo. Pressionando o Central em sua saída de bola, o Sport se instalou com facilidade na intermediária defensiva adversária nos minutos iniciais. Taticamente, a equipe manteve a mesma postura das últimas rodadas, desde que Eduardo Baptista assumiu o comando técnico. Tecnicamente, quem via os reservas leoninos jogarem, não sentia diferença significativa em relação ao time titular, refletindo do elenco sólido que o clube vem construindo nesta temporada.

O domínio rubro-negro logo rendeu frutos aos donos da casa. Aos oito minutos, em jogada pelo lado direito, Bileu fez bom lançamento para Ronaldo, que se desmarcou com muita agilidade, avançou com a bola e cruzou para o centro da área. Vivendo fase de enorme felicidade, Neto Baiano dominou e bateu cruzado, vendo a bola parar apenas no fundo do gol defendido por André Pereira.

Mesmo depois de abrir o placar, o Sport continuou, nos minutos seguintes ao gol de Neto Baiano, a pressionar a Patativa, que se mostrava acuada em campo. Contudo, à medida que o tempo passava, a intensidade da partida baixava. E foi assim, em ritmo desacelerado, que o jogo seguiu até o intervalo, com o Leão à frente: 1 a 0.

Segundo tempo
Na volta do intervalo, enquanto o Sport seguiu no ritmo lento do fim do primeiro tempo, o Central veio disposto a mudar o confronto. Logo aos dois minutos, Tallys levou perigo à zaga rubro-negra. Foi um sinal. Aos cinco, Danilo Pires fez boa jogada pela esquerda, entrou na área do Sport e cruzou. Com um chute forte, Jean Batista quebrou a marca imbatível da defesa leonina. Depois de 500 minutos, o Sport voltava a sofrer um gol. E o Central empatava o jogo.

O segundo tempo foi diametralmente oposto da etapa inicial. Após sofrer o empate, o time rubro-negro encontrou imensa dificuldade para impor seu jogo. O Central equilibrou as ações do jogo, fechando, principalmente as movimentações do meio-campo leonino. Nos minutos finais, o Leão ainda tentou partir para cima da Patativa, na base do abafa. Porém, ineficaz nas finalizações, o Sport não passou do 1 a 1 com o Central.

Ficha técnica

Sport
Saulo; Bileu, Oswaldo, Meza e Danilo; Rodrigo Mancha (Wendel / 11’ 2º T), Ronaldo, Robert Flores (Léo / 35’ 2º T) e Sandrinho (Everton Felipe / 6’ 2º T); Felipe Azevedo e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

Central
André Pereira; João Paulo, Lúcio, Allyson e Jean Batista; Diego Teles (Erick / 31’ 2º T), Diego Góis, Danilo Pires e Tallys (Luiz Fernando / 19’ 2º T); Danilo Lins e Edson Di (Jailton / 32’ 2º T). Técnico: Humberto Santos.

Local: Ilha do Retiro (Recife-PE)
Arbitragem: Luiz Cláudio Sobral (PE)
Auxiliares: Ricardo Bezerra Chianca (PE) e Charles Rosas Pires (PE)
Gols: Neto Baiano (aos 8min do 1º T); Jean Batista (aos 5min do 2º T)
Cartões amarelos: Ronaldo (Sport); Diego Góis, João Paulo, Erick (Central)
Público: 12.277 (total)
Renda: R$ 93.040

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.