Conmebol age, e Corinthians terá que jogar o resto da Libertadores sem torcida

Depois da tragédia em Oruro, na Bolívia, na última noite, onde torcedores do Corinthians foram presos suspeitos de estarem envolvidos na morte do jovem Kevin Espada, de apenas 14 anos, a Conmebol resolveu agir. A entidade que rege o futebol sul-americano decretou que a equipe do Parque São Jorge jogará o resto da Copa Libertadores de portões fechados nas partidas em que for mandante até que o caso seja julgado pelo tribunal.

Fonte: Espn

A Conmebol resolveu agir depois da morte do jovem Kevin Espada na partida entre San José e Corinthians. A entidade adotou uma medida cautelar, afirmando que o Corinthians não poderá mais receber torcida em seus jogos na Copa Libertadores até que uma decisão final sobre o caso seja tomada, ou por um prazo de 60 dias.

 

Nos jogos longe do Pacaembu, o Timão também não terá carga disponível para ingressos. “As partidas do Corinthians como mandante serão disputadas de portões fechados. Nos jogos que o clube disputará como visitante, seus torcedores não terão acesso a ingressos”, declarou nesta quinta-feira o porta-voz da Conmebol, Nestor Benítez.

 

Pelo novo regulamento da Libertadores, o Corinthians poderia até ser expulso da competição. Doze torcedores brasileiros seguem na Bolívia e foram indiciados nesta quinta-feira por homicídio. Dois deles foram flagrados com artefatos semelhantes ao da tragédia no estádio Jesús Bermudez.

 

Fonte: Band Sports

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.