Corinthians inicia busca pelo bi da América na altitude boliviana

Até o ano passado, a relação entre Corinthians e Taça Libertadores da América não era nada amistosa. Os alvinegros acumulavam fracassos subsequentes e entravam mais pressionados a cada edição. Hoje detentor do título, o Timão inicia a caminhada pelo bi na altitude de Oruro, na Bolívia, contra o San José, no estádio Jesús Bermúdez, às 22h (horário de Brasília), nesta quarta-feira. Pela primeira vez com clima mais leve, mas carregando a responsabilidade de manter o nível apresentado em 2012.

Desde a trágica eliminação para o Tolima, na frase preliminar de 2011, o Corinthians não perdeu mais na Libertadores. No ano passado, oito vitórias e seis empates inseriram a equipe no seleto grupo dos campeões invictos do continente. Sem ser derrotado há 14 jogos, os comandados do técnico Tite precisam pontuar em mais três partidas para alcançar o recorde do Sporting Cristal, construído entre as edições de 1962, 1968 e 1969.

As dificuldades costumeiramente encontradas na competição são inúmeras: catimba, gramados ruins, pressão excessiva da torcida adversária… No caso corintiano, o primeiro obstáculo será a altitude. Os 3.700m da cidade de Oruro devem dificultar as coisas para o Timão. A comissão técnica utilizará, inclusive, cilindros de oxigênio para amenizar os efeitos da localização geográfica do palco da estreia alvinegra.

O tratamento recebido desde a chegada à Bolívia evidenciou o status criado pelo Corinthians com a campanha do ano passado. Cientes de que enfrentarão o atual campeão do mundo, os jogadores do San José admitiram que terão dificuldades para conquistar um bom resultado, mesmo com todos os benefícios acumulados como mandante. A postura da equipe de Oruro deverá ser cautelosa: três zagueiros e, acima de tudo, cuidado na defesa.
Corinthians na Bolívia (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)
Jogadores do Corinthians treinam na Bolívia (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Do lado corintiano, a principal preocupação de Tite é neutralizar a pressão criada na busca pelo bicampeonato. A última vez que um time conseguiu conquistar a Libertadores por dois anos consecutivos foi no biênio 2000/2001, com o Boca Juniors. A filosofia do elenco alvinegro é simples: esquecer todo o retrospecto e focar única e exclusivamente no objetivo da primeira fase – vencer todas em casa e arrancar pelo menos um ponto a cada jogo como visitante.

A TV Globo transmite o jogo ao vivo para os estados de São Paulo e Ceará. O GLOBOESPORTE.COM acompanha a estreia do Corinthians em Tempo Real a partir das 21h30.

header as escalações 2

San José: sob o comando de Marcos Ferrufino, os bolivianos devem adotar uma estratégia para aproveitar o ar rarefeito e cansar o adversário ainda no primeiro tempo. A formação utilizada nos últimos jogos do Campeonato Boliviano traz três zagueiros, apostando na agilidade dos alas: Carlos Lampe; Carlos Tordoya, Luis Torrico e Palacios; Didí Torrico, Sebastián Carrizo, Adbón Reyes, Marcelo Gomes e Isaías Dury; Carlos Saucedo e Diego Cabrera.

Corinthians: o técnico Tite não fez mistério. Embora a equipe venha de três empates consecutivos no Campeonato Paulista, dois deles em casa, a formação será a mesma do clássico contra o Palmeiras. O Timão começa a competição continental da seguinte maneira: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Jorge Henrique; Emerson e Paolo Guerrero.

quem esta fora (Foto: arte esporte)

San José: não há desfalques.

Corinthians: o zagueiro Chicão (lesionado) e o meia Douglas (fora de forma).

header fique de olho 2

San José: o maior destaque é o experiente atacante Carlos “Caballo” Saucedo. Constantemente convocado para a seleção nacional, o jogador de 33 anos está há duas temporadas no clube de Oruro e é o maior ídolo da torcida.

Corinthians: artilheiro alvinegro na última Libertadores, com cinco gols, o atacante Emerson Sheik quebrou o jejum de 2013 no domingo, balançando a rede contra o Palmeiras. No ano passado, ele mostrou, diversas vezes, que sabe como “catimbar” e provocar os adversários da Libertadores, sendo decisivo no último duelo contra o Boca Juniors.

header o que eles disseram

Carlos Saucedo, atacante do San José:Sabemos da diferença que existe entre os elencos bolivianos e brasileiros e que o Corinthians é o atual campeão do mundo. Mesmo assim, o San José vai procurar fazer tudo certo. Jogaremos em casa e, se quisermos classificar, precisamos vencer como mandantes”.

Tite, técnico do Corinthians:O bom desempenho vem primeiro, por isso não digo se o empate é bom ou não. Depois, pelas circunstâncias do jogo, pode até ser. Temos de trabalhar e manter a posse de bola, é fundamental para o time não se desgastar”.

header números e curiosidades

* Corinthians e San José se enfrentam pela primeira vez na história da Libertadores. Nas duas outras oportunidades em que jogou contra times bolivianos, o Timão pegou o Jorge Wilstermann e o The Strongest, acumulando três vitórias e um empate em quatro partidas.

* Esta é a primeira vez que o Corinthians disputa a Libertadores da América por quatro anos consecutivos. O clube chega à sua 11ª participação: já havia jogado em 1977, 1991, 1996, 1999, 2000, 2003, 2006, 2010, 2011 e 2012.

* O balanço do Corinthians na Libertadores contra adversários estrangeiros é positivo. O Timão já enfrentou times de fora do Brasil em 64 oportunidades, conseguindo 37 vitórias, 13 empates e 14 derrotas. Nesses jogos, o Corinthians marcou 131 gols e sofreu 70.

* A última derrota corintiana em jogo válido pela Libertadores foi para o Tolima, pela fase preliminar, em 2011. Após empate sem gols no estádio do Pacaembu, o Timão acabou derrotado por 2 a 0 em Ibagué, no interior colombiano, e acabou como o primeiro time brasileiro da história a sequer avançar à fase de grupos.

* Esta é a quinta participação do San José na Taça Libertadores da América. A equipe boliviana já enfrentou três times brasileiros: São Paulo, Criciúma (ambos em 1992) e Santos (em 2008). O único que não conseguiu sair com a vitória na altitude de Oruro foi o time da Baixada, derrotado por 2 a 1.

globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.