De olho na liderança, Palmeiras encara o Libertad em alçapão

A fase é boa. Os resultados são animadores. Jogadores importantes retornaram, reforços estão estreando, dando conta do recado, e a torcida está apoiando. Na noite desta quinta-feira, a “família Palmeiras”, termo usado pelo técnico Gilson Kleina em várias ocasiões, terá seu primeiro grande teste na Taça Libertadores da América. O Verdão fará o duelo de líderes do Grupo 2 contra o Libertad, no estádio Nicolas Leoz, em Assunção, no Paraguai.

Os números mostram que a tarefa não será fácil. Campeã do torneio Clausura do campeonato paraguaio de 2012, a equipe do Libertad é praticamente invencível no acanhado estádio, que possui capacidade para apenas 10 mil torcedores. Dentro do seu alçapão, o time perdeu apenas uma vez nas 29 partidas que atuou como mandante desde janeiro do ano passado. O aproveitamento no período é de 79,7%.

Mas o Palmeiras não se intimida. Com humildade no discurso e muito trabalho, o alviverde parece ter encontrado o ponto de equilíbrio que faltou no começo da temporada. Gilson Kleina, satisfeito, repetirá a escalação pela quarta vez. De quebra, ele ainda ganhou um trio poderoso que ficará como opção no banco de reservas: Valdivia (que jogou domingo contra o Barbarense), Maikon Leite e Kleber. Os dois últimos se recuperaram de lesões sofridas na coxa esquerda.

A bola vai rolar a partir das 19h15 (horário de Brasília). O duelo será transmitido para todo o país pelo Sportv. O GLOBOESPORTE.COM acompanhará o confronto em tempo real a partir das 18h45. O venezuelano Juan Soto apita a partida. Ele será auxiliado pelos compatriotas Jorge Urrego e Carlos Lopez. Vale lembrar que, pelo mesmo grupo, Sporting Cristal (PER) e Tigre (ARG), que perderam na primeira rodada, se enfrentarão nesta quinta-feira em Lima.

header as escalações 2

Libertad: depois entrar em campo pelo Campeonato Paraguaio com uma formação mesclada e sair com derrota por 1 a 0 para o Nacional, o treinador Rubén Israel escalará força máxima. O time deve ser: Rodrigo Muñoz, Jorge Moreira, Ismael Benegas, Pedro Benítez e Gustavo Mencia: William Mendieta, Sergio Aquino, Pablo Guiñazú e Miguel Samudio; Pablo Velázquez e José Núñez.

Palmeiras: Gilson Kleina irá repetir o esquema que vem adotando nas últimas partidas.. Ainda sem poder contar com Kleber desde o início da partida, ele optará por atuar com quatro jogadores mais avançados, mas sem nenhum atacante isolado na frente. Valdivia também pinta como opção no banco de reservas, já que acabou de se recuperar de lesão muscular e Souza, titular nas últimas partidas, não sente mais problema muscular que o tirou do trabalho de terça. O time será: Fernando Prass, Marcelo Oliveira, Maurício Ramos, Henrique e Weldinho; Vilson e Márcio Araújo; Patrick Vieira, Wesley e Souza; Vinícius.

quem esta fora (Foto: arte esporte)

Libertad: todos estão à disposição.

Palmeiras: o departamento médico está vazio, mas Kleina não pode contar com os jogadores que não foram inscritos na competição. Casos dos recém-contratados Léo Gago, Leandro (os dois estavam na lista do Grêmio) e Rondinelly (chegou após a data limite para inscrição).

header fique de olho 2

Libertad: Guiñazu. O volante conhece bem o Palmeiras. Ele atuou nas últimas temporadas pelo Internacional e servirá como um espião para o treinador. Ele foi preservado do jogo contra o Nacional, entrou no segundo tempo e está descansado para o confronto pela Libertadores.

Palmeiras: Fernando Prass. O goleiro vem mantendo a regularidade na meta palmeirense e ainda acumula experiência em duelos contra o Libertad. Ano passado, ainda pelo Vasco, saiu de Assunção com um empate (1 a 1). Em São Januário, os cariocas triunfaram por 2 a 0.

header o que eles disseram

Guiñazu, volante do Libertad:Vamos enfrentar um adversário de muita qualidade. Não existe vantagem. Eles têm grandes jogadores, como o Valdivia, que é muito inteligente, faz o que quer com a bola. Tem de respeitar”.

Henrique, zagueiro do Palmeiras:Jogar fora de casa é difícil, mas estamos preparados para isso. Estamos bem. Será preciso muita concentração para podermos fazer um bom jogo”.

header números e curiosidades
* O Libertad costuma levar vantagem nas partidas disputadas em casa pela Libertadores. Ao todo foram 55 jogos como mandante, obtendo 28 vitórias, 15 empates e 12 derrotas, com 88 gols marcados e 53 sofridos;

* Já o Palmeiras disputou 70 partidas como visitante na história da competição. O Verdão tem 27 vitórias, 12 empates e 31 derrotas, com 101 gols marcados e 101 sofridos;

* Na história da Taça Libertadores, o Libertad já enfrentou seis rivais brasileiros. Foram 14 jogos ao todo (três vitórias, quatro empates e sete derrotas;

* Contra os paraguaios, o Verdão tem a seguinte campanha; 14 jogos disputados, cinco vitórias, seis empates e três derrotas

header último confronto v2

Esta é a primeira vez que Libertad e Palmeiras se enfrentam na história da Taça Libertadores. As equipes, no entanto, têm três partidas registradas na história, todas em amistosos e disputadas no Brasil. O último jogo, disputado no Pacaembu em 1945, acabou empatado em 3 a 3. Os dois times ainda empataram uma vez (2 a 2) e o Verdão ainda venceu um, por 4 a 2.

globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.