Diante do Bahia, Santa Cruz quer a vitória para celebrar bem o centenário

POSTADO POR MARCELO ÀS 14:03 EM 01 DE FEVEREIRO DE 2014

Meia Raul é o artilheiro do time com dois e espera balançar as redes mais uma vez diante do Bahia/Foto: JC Imagem

Os tropeços diante do CSA deixaram o Santa Cruz numa situação embolada no grupo B da Copa do Nordeste. Com cinco pontos e apenas uma vitoria, o Tricolor precisa vencer a todo custo o Bahia, neste domingo, às 16h, no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, se quiser continuar com chances de classificação. Já o time baiano é o segundo colocado, com sete, certamente, vai jogar para garantir pelo menos um ponto, o que seria suficiente para garantir sua posição. O líder é o CSA, com 8, que encara o Vitória da Conquista, o lanterna, com apenas 1 ponto. Havia a intenção da diretoria do Santa Cruz em transferir a partida para o Arruda, afinal, na segunda-feira, o clube comemora o seu centenário. Como não foi possível, o jeito será lutar pela vitória para que a festa seja na Capital do Forró.

No início da competição, ninguém imaginaria que o Santa Cruz estaria nessa situação. A boa campanha do CSA surpreendeu a todos e deixou o grupo bastante equilibrado. Para seguir firme na luta pela classificação, o tricolor pernambucano só tem uma alternativa: a vitória. Mas o técnico Vica trabalhou o lado emocional do grupo para que o desespero não atrapalhe o rendimento da equipe dentro de campo. Ele sabe da força do adversário e, por isso, orientou seus jogadores a ir em busca da vitória com inteliência. “Vamos ter que sair para o jogo. Só não podemos nos abrir totalmente. O nosso time tem um bom toque de bola, chega bem no ataque. Mas é preciso não desperdiçar as chances. O Bahia é um time muito perigoso. Além disso, é um clássico nordestino.”

Para essa partida importante, Vica não pretende fazer alterações radicais no time coral. O ataque da equipe continua com a presença de Cassiano, já que Léo Gamalho continua de fora se recuperando das dores na panturrilha esquerda. A dúvida é quanto ao companhaneiro do atacante. O treinador não sabe se mantém Renatinho e, nesse caso, a equipe permaneceria no esquema 4-5-1, ou se escalaria Flávio Caça-Rato ou até mesmo Pingo. Nesse caso, Vica apostaria na velocidade para surpreender a defensiva baiana.

Os atacantes do Santa Cruz, aliás, vivem em crise com o gol. Até agora, nenhum conseguiu balançar as redes. O artilheiro do time é o meia Raul, que vem participando bastante das jogadas ofensivas da equipe, marcando, até agora, dois gols. “Eu sempre marquei gols. Mas preferia que o time tivesse melhor colocado na Copa do Nordeste, pois não importa quem marque os gols. O fundamental é vencer e somar os três pontos”, declarou o meia que é o principal articulador das jogadas ofensivas da equipe.

Bahia

O técnico Marquinhos Santos faz mistério para definir o time titular do Bahia para o duelo contra o Santa Cruz. O comandante ainda não definiu quem será o substituto do argentino Maxi Biancucchi, lesionado. Há uma tendência que Branquinho seja o escolhido. Na frente, a dupla de ataque deve ser formada por Rafinha e Rhayner, que volta ao time depois de ter sido poupado diante do Vitória da Conquista. O treinador ainda está sem o atacante Zé Roberto, também com problemas musculares. Na lateral esquerda, Guilherme Santos pode estrear na vaga de Raul, suspenso, enquanto na lateral direita Mádson entra no lugar de Rafael Galhardo.

Ficha técnica

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Natan e Raul; Renatinho e Cassiano. Técnico: Vica

Bahia
Marcelo Lomba; Mádson, Titi, Lucas Fonseca e Guilherme Santos; Fahel, Hélder, Pittoni e Branquinho, Rhayner e Rafinha. Técnico: Marquinhos Santos.

Local: Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. Horário: 16h. Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE). Assistentes: Ivaney Alves de Lima e Eric Nunes Costa (SE). Ingressos: arquibancada R$ 20, sócio, estudante e idoso R$ 10.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.