Diante do Crac, Náutico quer a vitória para aliviar pressão

Douglas Santos retorna ao time do Timbu. Foto: JC Imagem

Os maus resultados no Pernambucano Coca-Cola causaram a demissão do técnico Vágner Mancini e instalaram uma crise no Náutico. Nesta quarta-feira, às 22 horas, os jogadores alvirrubro entram em campo com a obrigação de vencer o Crac-GO, em Catalão, pela Copa do Brasil, com a obrigação de vencer e reestabelecer a confiança do elenco, algo importante na reta final do Estadual.

Para a partida contra o time goiano, quem vai comandar a equipe na orla do gramado é o assistente técnico Levi Gomes. Atuando fora de casa, o treinador optou por reforçar o sistema de marcação. Levi sacou o jovem meia Marcos Vinícius, escalando o volante Josa.

Assim, o volante  Martinez terá mais liberdade para atuar ao lado de Giovanni Augusto nas criações de jogadas. “A gente precisa ter cuidados defensivos, mas também buscar o ataque em velocidade. Vamos tentar fazer o nosso melhor”, disse Levi. O volante Elicarlos foi vetado pelo departamento médico.

A outra alteração confirmada é o retorno do lateral-esquerdo Douglas Santos, que não atuou contra o Ypiranga por ter sido convocado para a seleção brasileira.


Provável time do Náutico

Rogério disse que não terá problema de jogar mais recuado. “Vou ficar como meia-atacante, chegando de trás, como fiz no Brasileiro”, afirmou o atacante, que estava mais livre para atuar sob o comando de Vágner Mancini. No Pernambucano, ele tem 12 gols.

A diretoria vem tomando o cuidado para que a necessidade de uma vitória atrapalhe o rendimento da equipe dentro de campo. O superintendente do Timbu, Daniel Freitas, conversou bastante com o elenco, antes do treino, alertando sobre a importância da vitória sobre o Crac. Mas, para isso, é preciso mudança de comportamento. “Mostrei o momento em que nos encontramos e a pressão que jogamos nos nossos ombros. A reação começa a partir de uma mudança de atitude dentro de campo”, declarou.

Treinador

Os alvirrubros transmitem tranquilidade quando o assunto é a contratação de um novo treinador para comandar a equipe na reta final do Pernambucano Coca-Cola e iniciar a preparação para o Brasileirão. Muitos nomes já foram comentados. A preferência da diretoria estaria entre Cristovão Borges, que está sem clube desde a sua saída do Vasco da Gama, e Jorginho, recentemente demitido do Bahia. O entrave para o acerto é apenas: financeiro. Os salários dois técnicos são altos para as condições do Timbu. Mas as negociações continuam.  Outros nomes também passaram a ser cogitados, com Renato Gaúcho e Silas.

Ficha técnica

Crac-GO: Aleks; Carlos Sales, Bruno, João Paulo e Rodrigo; Coquinho, Washington, Marcelo Kilder e William Amendoin; Pantico e Danilo. Técnico: Hemerson Teixeira.

Náutico: Felipe; Auremir, Alison, Alcides e Douglas Santos; Josa, Rodrigo Souto, Martinez e Giovanni Augusto; Elton e Rogério. Técnico: Levi Gomes (Interino).

Local: Estádio Genervino Fonseca, em Catalão-GO. Horário: 22h. Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT). Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Araújo Sabino (DF).

POSTADO POR Marcelo ÀS 20:58 EM 09 DE Abril DE 2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.