Morre Fernando Bivar, guardião da memória do Sport

Numa época onde as especulações se proliferam numa velocidade incrível, a confirmação de uma notícia deixou a nação rubro-negra de luto. Na manhã desta segunda-feira, em plena véspera de Natal, o ex-vice cultural do Sport, Fernando Bivar, faleceu vítima de um câncer na cabeça que o atormentava há alguns meses. Irmão mais velho de Luciano e Milton, ele deixa viúva, dois filhos e quatro netos.

Apesar de oficialmente ter ocupado poucos cargos no Sport, Fernando era um rubro-negro dos mais atuantes. Conselheiro presente na rotina do clube, foi o principal curador do museu da história leonina, sendo responsável também pela organização da sala de troféus. No final do ano passado, ele deixou os cargos para cuidar da saúde.

Fernando faleceu aos 78 anos em sua casa, onde era acompanhado por uma equipe médica. O velório será realizado no cemitério Parque das Flores, em horário que ainda não foi definido pela família. O Sport decretou luto oficial de três dias. Durante o período, a bandeira será hasteada a meio mastro.

Por telefone, os irmãos lamentaram o falecimento de Fernando. “Ele era um rubro-negro incansável. Viveu este clube como poucos. Sua morte é uma lástima para todos”, pontuou o presidente eleito Luciano Bivar. “Meu irmão querido se foi. É muito difícil expressar o que ele representava para mim e toda a minha família. Espero que ele possa descansar em paz”, lamentou um Milton Bivar bastante abatido.

SuperEsportes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.