Na estreia de Martelotte, Sport vence ABC por 1 a 0 e quebra jejum de tropeços

Brenno Costa – Diario de Pernambuco

 A estreia de Marcelo Martelotte representou o fim de um incômodo retrospecto para o Sport. Depois de cinco derrotas seguidas, a equipe encontrou o caminho das vitórias. O desempenho do time, ao bem da verdade, ainda está muito abaixo do que é preciso para o acesso. O placar magro de 1 a 0, conquistado com um gol de Gabriel, foi acompanhado de uma nova demonstração de falta de força ofensiva para liquidar a partida. Com isso, os sustos no final do jogo deram contorno dramático ao triunfo.


As mudanças promovidas pelo novo comandante já puderam ser observadas nos primeiros minutos de jogo. Martelotte redestribuiu o setor ofensivo rubro-negro. Lucas Lima caiu para o lado direito. Felipe Azevedo veio para a esquerda. Já Marcos Aurélio ficou mais centralizado no meio, mas tinha liberdade para flutuar e encostar no centroavante Nunes. Com essa disposição, o Sport foi superior ao ABC nos 30 minutos iniciais.

Paulo Paiva/DP/D. A. Press
Rithely teve boa atuação

A equipe rubro-negra conseguiu criar três boas chances. Felipe Azevedo chutou em cima da zaga. Marcos Aurélio cobrou falta perigosa. Lucas Lima arriscou um arremate perigoso de fora da área. Ainda houve tempo para reclamar de uma mão na bola de Flávio. Os leoninos dominavam a partida, mas ainda se mostravam passivos. Pareciam acomodados em campo. Não tinham força para liquidar um adversário frágil. O roteiro repetia o dos outros dois jogos do ano com o próprio Elefante.

O temor aumentou ainda mais quando o ABC perdeu as duas melhores chances da partida, até então. Uma cabeçada de Alvinho seguida de um chute de Jean Carioca só não viraram gols porque Magrão estava lá como sempre. As rotineiras vaias acompanharam o time saída para o intervalo. O clima de apreensão, porém, foi rompido logo aos dois minutos da etapa final. Gabriel aproveitou o rebote e mandou para o gol. Alívio na Ilha do Retiro.

Em seguida, porém, o Sport voltou a se acomodar. Uma estranha característica do time nesta temporada. Vieram as firulas. Começou a faltar velocidade no ataque. Nesse cenário, Nunes começou a errar. Perdeu duas chances claras. Em uma, chutou fraco. Na outra, faltou confiança para arrematar e a penalização veio com um passe sem direção. Com isso, foi substituído sob vaias por Erico Junior. O prata da casa deu mais velocidade ao Sport, que perdeu outras duas chances. No fim, ainda levou um grande susto ao ver Rafael Santiago acertar o travessão de Magrão.

Ficha Técnica

Sport 1

Magrão; Welton (Fábio Bahia), Gabriel, Tobi e Reinaldo; Renan , Rithely, Lucas Lima, Marcos Aurélio (Oswaldo) e Felipe Azevedo; Nunes (Erico Junior). Técnico: Marcelo Martelotte

ABC 0
Lopes; Bileu, Flávio, Vinicius e Lino; Leandro Santos (Rodrigo Santos), Mateus, Jean Carioca e Geovani (Rafael Santiago); Alvinho (Marcílio) e Rodrigo Silva. Técnico: Paulo Porto

Loca: Ilha do Retiro
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho
Assistentes: Thiago Gomes Brigido e Marcos da Silva Brigido (ambos do CE)
Gols: Gabriel (aos 2min do 2ºT)
Cartões Amarelos: Lucas Lima (S)
Público: 8.539
Renda: R$ 102.129,00

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.