Na Estreia de Vica, Santa Cruz não se encontra em campo e somente empata com o CRB

No primeiro jogo do técnico Vica no comando da equipe, o Santa Cruz ficou no empate com o CRB. No Arruda, diante do Torcedor, a equipe Tricolor não se encontrou em campo e acabou ficando no 0x0 com um concorrente direto a uma vaga na próxima fase da Série C.

O resultado coloca, momentaneamente, o Santa Cruz na quinta colocação do Grupo A. Com o término da rodada, que terá jogos no domingo, o tricolor poderá descer de posição.Na estreia de Vica, Santa volta a jogar mal e fica no empate com CRB

O TIME – Na estreia do técnico Vica, pouca coisa mudou na equipe tricolor em relação aos jogos anteriores. A grande novidade foi a entrada de Júnior Xuxa, na meia, no lugar do lesionado Natan.

A escalação do time foi a seguinte: Tiago Cardoso, Nininho, Renan Fonseca, Éverton Sena e Tiago Costa; Ramirez, Dedé, Raul e Júnior Xuxa; Dênis Marques e Caça-Rato.

O JOGO – Sob nova direção, a equipe tricolor entrou em campo tendo de mostrar à Torcida que segue firme na briga pelo acesso à Série B. Encarando o quarto colocado do Grupo A, a vitória era indispensável às pretensões da equipe na competição.

Sendo assim, o Tricolor buscou fazer as honras da casa ao adversário. Mas o CRB, em uma crescente na tabela, se mostrou u rival destemido. Contendo as investidas Corais, o time regatiano foi ao ataque com perigo logo nos primeiros minutos de jogo, obrigando as intervenções do goleiro Tiago Cardoso.

Diante de um adversário indigesto, o Santa tinha de se desdobrar para impedir o CRB de marcar algum gol e abrir o placar. Fazendo a sua parte no setor defensivo, no entanto, as coisas não funcionavam no meio, com Júnior Xuxa e Raul encontrando dificuldades para trabalhar as jogadas no meio. O Tricolor dependia de jogada rápidas de contra-ataque para levar perigo ao adversário.

Apesar do apagão na meia, a equipe Coral, com domínio na pose de bola, levou algum perigo, sobretudo em jogadas rápidas tramadas por Dênis Marques e Caça-Rato. Em uma delas, que contou com a participação de Tiago Costa, que deu uma bela arrancada pelo lado esquerdo, Dênis Marques escorou de cabeça para o parceiro de ataque, que por muito pouco não abriu o placar. O goleiro Júlio Cesar efetuou boa defesa.

Com as equipes se equilibrando no setor defensivo, ficou difícil do zero sair do placar. No confronto de um integrante do G4 contra um aspirante ao posto, o equilíbrio foi a tônica dos primeiros 45 minutos. O jogo chegou para o intervalo com o resultado final absolutamente incerto.

SEGUNDO TEMPO – Na segunda etapa, os comandados de Vica precisavam de um algo a mais para superar os alagoanos. Sendo assim, o treinador tricolor não hesitou em tirar Júnior Xuxa, colocando Renatinho em seu lugar. O time precisava ganhar o jogo no meio de campo e o técnico Coral se deu conta disso.

Com o desenrolar da do segundo tempo, a equipes se mantiveram em igualdade de condições. Hora o Santa Cruz atacava, hora o CRB respondia de maneira parecida. O tricolor seguia sem construir jogadas no meio de campo e não se achava no ataque.

Com o tricolor desajustado na armação de jogadas, o CRB procurou mostrar porque vive uma sequência positiva no campeonato, a qual o fez estar entre os classificados à próxima fase. Na base do contra-ataque, o time das Alagoas deu trabalho aos defensores e ao goleiro Tiago Cardoso, que fazia o que podia para que as coisas não se complicassem para o Santa.

Sem ter sucesso no encaixe, o Santa Cruz passou por maus bocados nas mãos do CRB. O maior perigo foi aos 25 minutos, quando Afonso fez boa jogada pelo lado direito de ataque, cruzou, e a bola encontrou Reinaldo Alagoano, livre, na pequena área. O atacante tentou finalizar com u voleio e a bola passou por cima do gol de Tiago Cardoso.

Se não vinha na técnica, a reação teria de vir na vontade. Pensando nisso, o técnico Vica sacou o volante Dedé e colocou o atacante André Dias. A mudança aumentou significativamente o poderio ofensivo do Santa. A postura ofensiva Coral, obrigou o CRB a se retrair.

O Santa bem que tentou. Controlou as ações da partida, não saiu da faixa de campo a qual o CRB defendia, mas o tempo foi passando e a equipe tricolor não conseguiu tirar o zero no placar. Pior para o Santa Cruz, que deixou de ganhar três pontos em cima de um concorrente direto por uma vaga na próxima fase, e ainda pode se complicar na tabela.

Fonte: Agência CoralNET de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.