Náutico e Santa Cruz duelam pela liderança do Pernambucano

Por Gabriela Máxima e Thiago Wagner

Quando Náutico e Santa Cruz entrarem em campo, neste domingo, às 16h, nos Aflitos, muito mais do que os três pontos estarão em jogo. O confronto, que é válido pela nona rodada do Pernambucano Coca-Cola, vale a disputa pela liderança da competição. Quem vencer sai líder. O empate favorece ao Alvirrubro, que é o atual primeiro colocado com 18 pontos (o Tricolor é o terceiro com 16 e tem um jogo a menos que o Sport com 18). Como se isso não bastasse, há o desejo de afirmação do Timbu, que perdeu o primeiro clássico do ano para o Sport, e um tabu – o Santa não vence o Náutico nos Aflitos há oito anos. Pronto, estão postos os ingredientes para o Clássico das Emoções.

No lado do Náutico há o melhor ataque do campeonato com 30 gols marcados. O Timbu ainda tem o artilheiro da competição – Élton com 14 gols. Logo, o ambiente nos Aflitos é o melhor possível. Certo? Correto, mas falta algo. De fato, os alvirrubros vivem o clima de céu de brigadeiro com a boa campanha no Estadual. No entanto, há o detalhe de não ter vencido o clássico contra o Sport. O fato não chega a tirar o sono do elenco vermelho e branco, porém deixa um incômodo que quer ser logo tirado. “No jogo contra o Sport nós pecamos nos detalhes. Agora precisamos de uma vitória para voltar a ter moral”, afirmou o meia Marcos Vinícius, um dos jogadores que vai para a partida.


Meia Marcos Vinícius (à dir.) comandará o meio de campo alvirrubro mais uma vez. Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem

Além de Marcos Vinícius, o técnico Vágner Mancini praticamente confirmou todo o time. A única dúvida está entre os volantes Rodrigo Souto e Marcos Paulo, que não treinou durante a semana devido a uma pancada na panturrilha esquerda. Em coletiva na sexta-feira, Mancini deu a entender que prefere Marcos. A definição, no entanto, só será conhecida momentos antes da partida.

O restante da equipe é sem mistério. O comandante alvirrubro fez treino secreto na sexta-feira, mas não teve o que inventar. Eis a provável escalação: Felipe; Auremir, Alemão, Alison e Douglas Santos; Elicarlos, Marcos Paulo (Rodrigo Souto), Martinez e Marcos Vinícius; Rogério e Élton.


Provável time do Náutico

LEIA MAIS
> Elicarlos quer deixar o erro no passado e vencer o clássico pelo Náutico

> Xodó do Santa Cruz, Renatinho terá missão de quebrar tabu nos Aflitos

Já o Santa Cruz não vence o Náutico nos Aflitos há oito anos como já dito. Para quebrar o tabu e assumir a liderança do Estadual, o técnico Marcelo Martelotte teve coragem para ousar e promover mudanças táticas. Ele deixou de utilizar o 4-4-2 para implantar o 4-5-1, com três meias ofensivos (Raul, Renatinho e Natan) e o atacante Dênis Marques como homem de referência. O comandante coral não fez mistério para anunciar a mudança, divulgada ainda na quarta-feira. Eis o time: Tiago Cardoso; Éverton Sena, César, William Alves e Tiago Costa; Tozo, Luciano Sorriso, Natan, Renatinho e Raul; Dênis Marques. “Não sou de fazer treino secreto e não iria aderir à prática agora”, pontuou o treinador tricolor.


Provável time do Santa Cruz

Martelotte ainda explicou que a alteração aconteceu em detrimento da necessidade de colocar os três meias para atuarem juntos e fechar o meio campo com os volantes Tozo e Luciano Sorriso. Aliás, a estreia de Tozo e o retorno de Sorriso ao time são outras grandes novidades. O primeiro só vai figurar no elenco principal porque Anderson Pedra e Sandro Manoel cumprem suspensão. Sorriso, por sua vez, volta ao posto após 10 dias ausente por causa de uma lesão na coxa.


Dênis Marques será o único atacante do Tricolor. Foto: Guga Matos/JC Imagem

A falta de ritmo de jogo é uma preocupação de Martelotte, que diante do Náutico vai encarar o melhor ataque da competição – com 30 gols feitos. A velocidade também é característica do Alvirrubro, que conta com a agilidade de Rogério pelas laterais e pelo meio. Os tricolores garantem que o ritmo não é um problema grave. “Durante a partida, a gente se acostuma e o entrosamento já foi resolvido nos treinos”, prometeu Tozo.

LEIA MAIS:
>  Xodó do Santa Cruz, Renatinho terá missão de quebrar tabu nos Aflitos

O atacante Flávio Caça-rato foi sacado para a entrada de Raul. O treinador comentou a estratégia: “quero Raul candenciando as jogadas pelo meio, enquanto Renatinho e Natan avançam pelos lados. A preocupação é para que os dois não caiam sempre para a esquerda ou direita. Quero ver equilíbrio no ataque. Dênis é o homem-referência do quarteto ofensivo”, contou. “No meio, Tozo será o primeiro volante e Sorriso, o segundo, função que está acostumado a exercer”, completou.

FICHA DA PARTIDA – NÁUTICO X SANTA CRUZ

Náutico: Felipe; Auremir, Alemão, Alison e Douglas Santos; Elicarlos, Marcos Paulo (Rodrigo Souto), Martinez e Marcos Vinícius; Rogério e Élton. Técnico: Vágner Mancini.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Éverton Sena, César, William Alves e Tiago Costa; Tozo, Luciano Sorriso, Natan, Renatinho e Raul; Dênis Marques. Técnico: Marcelo Martelotte.

Campeonato Pernambucano. Local: Aflitos, Recife (PE). Horário: 16h. Árbitro: Gleydson Leite. Assistentes: Clóvis Amaral e Wlademir Lins.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.