Náutico enfrenta campeão da Libertadores na Arena Pernambuco

A “inspiração” do Timbu é o jogo contra o Internacional. Foto: JC Imagem

Por Blog do Torcedor

O Náutico enfrenta, às 18h30 deste sábado, o Atlético Mineiro. O jogo acontece na Arena Pernambuco e contrapõe adversários que se aproximam na tabela da Série A mas se distanciam em estabilidade. O Timbu, lanterna, ainda tenta se ajustar e convencer o torcedor de que, sim, é possível escapar da degola. O Galo, embora 16º colocado – às portas, portanto, do Z4-, é time pronto. O Campeão da Libertadores que pôde se dar ao luxo de relaxar em algumas rodadas do nacional. O torcedor alvirrubro não imagina que a boa equipe de Cuca cairá – mas espera que ela só se recupere após o duelo contra o clube da Rosa e Silva.

O JOGO – Zé Teodoro tem problemas para armar o time do Náutico. A lateral-esquerda é, novamente, um setor vulnerável. O titular da posição, Eltinho, segue vetado. Como não há um substituto natural, quem seria improvisado – como nas últimas partidas- seria o zagueiro canhoto Luiz Eduardo. Mas este, reclamando de dores na coxa esquerda, também ficará de fora. Sobram duas alternativas. Primeira: escalar o volante Dadá no setor. Segunda: optar pelo lateral-direito recém-chegado Oziel para jogar no lado oposto ao qual está acostumado – depois de quatro meses sem atuar.

Dadá deve ser improvisado na lateral-esquerda. Foto: Guga Matos/ JC Imagem

A outra dúvida é na zaga. O titular Jean Rolt apresentou um problema oftalmológico e será reavaliado poucas horas antes da partida contra o Atlético. Se estiver tudo certo com sua visão, ele vai para o jogo. Se, por outro lado, a luz o incomodar ou ele estiver lacrimejando em excesso, será vetado. Nesta ocasião, são duas as opções. O favorito para herdar a eventual vaga deixada na defesa é João Felipe. Leandro Amaro corre por fora para fazerr a estreia no Timbu.

Do meio para frente, não há mais grandes problemas. O volante Martinez treinou normalmente nesta sexta-feira, mas não vai para o jogo. Assim, a equipe do Náutico deve ir a campo com a seguinte formação: Ricardo Berna; Auremir, William Alves, Jean Rolt (Leandro Amaro ou João Filipe) e Dadá; Elicarlos, Derley, Tiago Real e Peña; Rogério (Olivera) e Maikon Leite.

O Adversário – Passadas as comemorações, é hora de ter atenção no Campeonato Brasileiro. Se não para buscar ao título, pelo menos para afastar o quanto antes a possibilidade de rebaixamento. É com esse espírito que o Atlético vem ao Recife encarar o Náutico. Além da dificuldade natural do jogo, o Galo pode ter outros problemas.

Assim como Zé Teodoro, Cuca tem dúvidas e ausências certas para o jogo. A maior delas é do meia-atacante Bernard. O jogador foi negociado com o Shaktar Donetsk e não veste mais a camisa alvinegra. Seu substituto natural seria Luan. Mas o jogador está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Ronaldinho é dúvida para o jogo. Júnior César deve ser titular. Foto: Divulgação

Não para aí. Não mesmo. O meia Ronaldinho Gaúcho tomou uma pancada forte no jogo contra o Botafogo e sequer foi ao Arruda para o último treino do Atlético para o jogo, já no Recife. Ficou no hotel tratando do problema. O atacante Diego Tardelli até foi para o estádio do Santa Cruz, mas não calçou nem as chuteiras. Alega incômodo na coxa e também é interrogação. O técnico Cuca, por conta dessas indefinições, não divulgou a escalação do time.

Ficha do Jogo

Náutico: Ricardo Berna; Auremir, William Alves, Jean Rolt (Leandro Amaro ou João Filipe) e Dadá; Elicarlos, Derley, Tiago Real e Peña; Rogério (Olivera) e Maikon Leite. Técnico: Zé Teodoro

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Junior César; Pierre, Josué, Rosinei e Ronaldinho; Tardelli (Alecsandro) e Jô. Técnico: Cuca

Local: Arena Pernambuco; Horário: 18h30; Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo (RN); Assistentes: Marco Antônio de Mello (GO) e Andrea M. Marcelino de Sá (RJ)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.