Náutico surpreende e vence o líder Inter-RS por 3×0

Por Blog do Torcedor

O técnico Zé Teodoro  havia declarado, antes de a bola rolar, que o duelo contra o Inter-RS marcaria a verdadeira estreia do Náutico no Brasileirão. Poderia ser pura conversa mole se os jogadores alvirrubros não colocassem em prática um futebol de muita aplicação. Assim, diante do líder do Brasileirão, o Timbu venceu o duelo por 3×0 e fez sua torcida feliz pela primeira vez na Arena Pernambuco.
O grande destaque do jogo foi o estreante Maikon Leite, que participou das principais jogadas ofensivas do Náutico e ainda conseguiu balançar as redes. O volante Derley abriu o placar e Rogério, que havia entrado no decorrer da partida, fez o seu. Com a vitória, o Náutico passa a somar sete pontos, deixando a Portuguesa na lanterna, com a mesma pontuação. O Timbu está à frente pelo critério de desempate. O Náutico tem duas vitórias, enquanto a Lusa tem apenas uma. Embora não tenha saído da zona de rebaixamento, o time alvirrubro ganha moral para a sequência do campeonato.Torcida Náutico
Cheio de novidades no setor ofensivo, o Náutico criou muito poucas chances de gol no primeiro tempo da partida contra o Inter-RS, na Arena Pernambuco. Como o time gaúcho também não estava inspirado, os primeiros 45 minutos de partida foram chatos e, por isso, o 0x0 foi justo.
O Náutico contou com a presença de Thiago Real e Angelo Peña na criação de jogadas ofensivas. O setor apresentou até uma boa movimentação, mas não conseguiu produzir o quanto se esperava. Na frente, Maikon Leite e Oliveira também buscaram o jogo. No entanto, a falta de entrosamento foi um grande problema.  Maikon apareceu mais. Aos 43 minutos, o atacante teve uma grande chance de abrir o placar. Após lançamento, Leite entrou na área e, na hora do arremate final, Ronaldo Alves corta, mandando a bola para fora.
O Inter-RS teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas não foi uma equipe aguda. O Colorado optou pelo toque de bola, esperando que o Náutico saisse para o jogo. Mas nas poucas vezes que foi à frente, a equipe gaúcha foi perigosa. A chance mais clara aconteceu aos 32 minutos. A zaga do Náutico falhou, Forlan passou pelo goleiro Ricardo Berna, perdeu o ângulo, mas conseguiu chutar. Willian Alves conseguiu se recuperar e evitar o gol do time gaúcho.
No segundo tempo, o jogo foi melhor. O Inter-RS saiu mais para o jogo, mas sem velocidade, não conseguiu agredir o Náutico. Por sua vez, o Timbu foi um time mais objetivo, querendo mais. Com mais espaço, o time alvirrubro foi à frente. Aos 13 minutos, Thiago Real lançou Maikon Leite, que invadiu a área e chutou. A bola espirrou em Muriel e Olivera perdeu a chance.Maikon Leite
O Inter-RS ainda chegou a perder uma grande chance de abrir o placar. Luís Eduardo cortou mal e a bola sobrou para Rafael Moura, que de cara para o gol, demorou para o arremate. Jean Rolt se recuperou e evitou o gol. Mas o Náutico estava vivo. E aos 27 minutos, veio o primeiro gol. Auremir pegou a bola na direita e passou para Derley, que emendou um chute de primeira. Um golaço. A partir desse momento, o Inter-RS foi à frente, mas de forma muito desorganizada. O Náutico, então, aproveitou para adotar a tática do contra-ataque.
O técnico Zé Teodoro fez mudanças na equipe. O meia Peña foi substituído por Rodrigo Souto, enquanto Rogério entrou na vaga de Olivera. O time ficou mais compacto e veloz. Assim, aos 43 minutos, Rogério foi à frente e passou para Maikon Leite, que tocou na saída do goleiro Muriel. Três minutos depois, o Náutico fez mais um. A defesa vacilou, Rogério se antecipou, passou pelo goleiro e empurrou para as redes, decretando o placar final do jogo e deixando a torcida alvirrubra feliz demais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.