Náutico vai em busca da segunda vitória longe de casa

Ricardo Berna retorna ao time. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Vencer ou vencer! Esse é o lema do Náutico para tentar o milagre de sair da lanterna da Série A do Campeonato Brasileiro e também escapar da zona da degola. A situação do time é muito complicada, são 11 jogos seguidos sem vencer na Série A, lanterna da competição e de quebra fazendo a pior campanha da história da era dos pontos corridos.

Após mais uma derrota na última rodada, perdeu para o Grêmio por 2×0, em casa, o time chega a Salvador para o confronto contra o Vitória, às 18h30, no Barradão, pela 21° rodada do Campeonato Brasileiro da Série A pensando apenas na vitória. O problema é que o Timbu, como visitante, venceu apenas uma vez na competição: 1×0 sobre o Flamengo, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

De lá para cá, foram seis derrotas longe de casa e 13 gols sofridos. Para o jogo diante dos baianos o técnico Levi fez cinco alterações em relação a equipe que enfrentou o Grêmio na última quarta-feira, na Arena Pernambuco. Uma delas já estava prevista pelo treinador. A volta de Ricardo Berna ao gol alvirrubro. O setor mais modificado foi a defesa. Willian Alves ganhou a vaga de Leandro Amaro, Bruno Collaço entra no lugar de Dadá, e a principal foi Derley, deslocado para a lateral-direita no lugar de Auremir.

“Quando ajustarmos o nosso setor defensivo, vamos passar para o meio. Mas acho que estamos bem no meio com Helder e o Tiago Real. Só que a bola tem que chegar mais para eles”, explicou o técnico Levi Gomes, durante entrevista coletiva que concedeu à imprensa.

No ataque o time sofreu apenas uma mudança, sai Jonatas Belusso e entra Jones Carioca. Levi afirmou que está procurando resolver os problemas do sistema ofensivo do time.” Estamos variando e usando todas as nossas opções. O nosso ataque é o pior do campeonato. Temos que encontrar o ataque ideal para que os gols saiam naturalmente”, disse.

No Vitória, depois da boa atuação diante do Internacional no meio de semana, em Novo Hamburgo, o time chega com moral para o confronto contra o Timbu no domingo. Sem nenhuma baixa para o jogo, e com o possível retorno do artilheiro Maxi Biancucchi, o técnico Ney Franco deve repetir o mesmo time que empatou com o Inter.

O Leão é o 13° colocado na tabela com 24 pontos, e está perto da zona de rebaixamento. Nos últimos dois jogos em casa o time tropeçou diante do Atlético Mineiro e Criciúma respectivamente. Por isso o técnico Ney Franco espera que a equipe tenha a mesma atitude que vem tendo nos últimos jogos. “Quero esta mesma dedicação e vamos ter que jogar em alto nível como foi contra o Atlético MG e Internacional, para conseguir vencer o Náutico”, disse.

Ficha de Jogo

Náutico: Ricardo Berna; Derley, Jean Rolt, Willian Alves e Bruno Collaço; Elicarlos, Helder, Martinez e Tiago Real: Hugo e Jones Carioca. Técnico Levi Gomes.

Vitória: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu, Juan, Michel, Neto Coruja, Felipe Lima, Luís Cáceres, Renato Cajá, Marquinhos (Maxi Biancucchi), Dinei.Técnico Ney Franco.

Local: Estádio Barradão (Salvador)
Horário: 18h30
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Frederico Soares Vilarinho (MG).

Fonte: Blog do Torcedor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.