Ney Franco trabalha para ter Ganso e Cañete em perfeitas condições na pré-temporada

Com os titulares preservados para a Copa Sul-Americana, o São Paulo teve uma equipe reserva em campo na partida do último domingo, contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Ney Franco aproveitou o confronto para escalar Paulo Henrique Ganso desde o início e também para observar o desempenho do argentino Marcelo Cañete, que entrou no segundo tempo.

Ganso disputou seu terceiro jogo pelo Tricolor. Estreou contra o Náutico, quando atuou por 33 minutos no segundo tempo. Novamente como opção de banco, viajou para Santiago, entrou na etapa complementar do duelo contra a Universidad Católica, pela Copa Sul-Americana, e jogou 23 minutos. Neste domingo, começou como titular e esteve em campo por 57 minutos. Já Cañete voltou a disputar uma partida oficial após mais de um ano parado por grave lesão. Teve ritmo para suportar não mais do que 33 minutos.

Ney Franco aprovou o desempenho da dupla, mas deixou claro que eles não terão chance nesta reta final da temporada 2012. Caso a equipe ganhe a nova disputa que terá contra os chilenos nesta quarta-feira, no Morumbi, faltarão três jogos para acabar o ano: as duas decisões do torneio continental e o clássico contra o Corinthians, que fecha a participação do time no nacional, domingo, no Pacaembu.

– Os dois tiveram boa participação contra a Ponte. Mas, se fizermos uma comparação com o time principal, estão muito abaixo fisicamente. O grupo está voando e eles não, o que é natural. O Ganso fez o terceiro jogo, o Cañete disputou seu primeiro, mas já deu para perceber que tem muita qualidade. Eles trabalhando agora para que eles estejam 100% prontos na pré-temporada – afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.