O custo do conforto

Cadeiras confortáveis, estádio moderno, comodidade, estrutura diferenciada, acessibilidade com os rigorosos padrões Fifa e até coisas primárias, como banheiros invariavelmente limpos, passarão a ser realidade para os torcedores do Náutico. Eis o lado bom que a mudança para a Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, causará aos alvirrubros. Porém, tudo isso terá uma contrapartida para os torcedores. Um custo. A partir de 2013, o sócio alvirrubro terá um reajuste na mensalidade. Os alvirrubros que quiser manter a sociedade “casada” com os ingressos para continuar tendo acesso “livre” aos jogos do Timbu terão que pagar um pouco mais.

Para continuar tendo acesso livre aos jogos do clube, o torcedor da modalidade “associado top” deverá ter um reajuste pouco superior a 10%: de R$ 80 para R$ 90. De acordo com o presidente do Náutico, Paulo Wanderley, as alterações já irão começar a ser válidas em janeiro para ir acostumando o torcedor até a mudança definitiva do Timbu para a Arena. O mandatário, porém, afirmou que algumas vantagens estão sendo preparadas exclusivamente para os torcedores alvirrubros. “Temos um acerto com o consórcio da Arena para que o nosso sócio tenha um diferencial na compra dos ingressos nos jogos de lá”, disse, acrescentando que alguns ajustes ainda deverão ser feitos e posteriormente divulgados aos torcedores.

De acordo com o vice-presidente de Marketing do Náutico, Roberto Varela, o plano de sócio para 2013 ainda está sendo organizado. Por isso, alguns valores para outras modalidades de sócio ainda não foram definidos. “Passaremos a ter uma Arena de alto nível, onde o torcedor terá a oportunidade de vivenciar outro nível de lazer, com uma nova experiência para o futebol”, afirmou. A Arena Pernambuco custará R$ 532 milhões (com base de cálculos de 2009) e comporta um público de 46.214 torcedores.

Atualmente o Timbu tem 5.800 sócios titulares em dia, que resultam em um faturamento de R$ 174 mil/mês (renda anual – estipulada em R$ 2 milhões). Em 2011, esse número era de 4 mil sócios em dia (R$ 120 mil/mês). “A expectativa para o fim da minha gestão (dezembro de 2013) é deixar o clube com 10 mil sócios”, pontuou Paulo Wanderley.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.