Pezão brilha e aplica um belo nocaute sobre Alistair Overeem

Na maior rivalidade do UFC 156, o brasileiro Antônio Pezão surpreendeu o mundo ao nocautear o holandês Alistair Overeem aos 25 segundos do terceiro round. Com uma sequência de dois overhands, dois uppers e diversos diretos no rosto do adversário, o paraibano conquistou a sua segunda vitória seguida no UFC e se colocou em posição de, talvez, encarar o ex-campeão Junior Cigano. Já Overeem, após muita provocação e arrogância durante toda a semana, sofreu sua primeira derrota no torneio, e a primeira desde 2007.

– A luta se ganha dentro do ringue. Ele falou muita besteira, mas eu não me preocupo. Agradeço à minha equipe. Na coletiva de imprensa eu disse a ele que eu o faria me respeitar. Trabalhei muito a minha mão direita e todos os dias melhorei minha trocação. Foi uma bela vitória, porque foi conseguida em um grande show – disse Pezão após o combate

UFC 156 Alistair Overeem  Antonio Pezao Silva (Foto: Agência Getty Images)
Antônio Pezão não teve dó e nocauteou Alistair Overeem em Las Vegas (Foto: Agência Getty Images)

O primeiro round começou com os dois gigantes evitando a troca franca de golpes. Overeem dominava o centro do octógono e encurtava a distância para prender o brasileiro nas grades. Já Pezão se mantinha na média distância, mas não tentava golpes de maior impacto. Disputada em baixa velocidade, a luta era amarrada no começo. A estratégia havia sido antecipada pelo brasileiro, que pretendia atacar Overeem a partir do segundo round.

No round seguinte, os dois aplicaram mais golpes no início, mas Overeem conseguiu derrubar o brasileiro, ficando por cima no solo. Mesmo por baixo, Pezão acertou boas cotoveladas na cabeça do holandês, que teve de se afastar e entrar na guarda para se proteger. Overeem se mantinha em posição de domínio, por cima, e conseguia alguns bons golpes no rosto de Pezão, que não conseguia trabalhar o seu jogo de chão. A 20 segundos do fim do round, o árbitro Herb Dean mandou que a luta voltasse a ser disputada de pé, e o brasileiro acertou uma boa joelhada no holandês antes que o round acabasse.

UFC 156 Alistair Overeem  Antonio Pezao Silva (Foto: Agência Getty Images)
Alistair Overeem não conseguiu aguentar os socos do brasileiro Pezão (Foto: Agência Getty Images)

O round decisivo trouxe Pezão mais agressivo, e Overeem com menos gás que nos rounds anteriores. Ouvindo as instruções do seu córner, o brasileiro partiu para cima do holandês e não parou nem quando o juiz deu o combate por encerrado. Após a luta ser interrompida pelo árbitro, Pezão precisou ser contido ao tentar dirigir-se aos gritos a Overeem, desabafando após tantas provocações feitas pelo rival.

– Após a luta eu fiquei gritando para ele se levantar, que eu queria lutar. Ele me desrespeitou muito antes da luta, falou muitas bobagens. Agora vou descansar duas semanas com a minha família e voltar a treinar. Estou pronto para lutar contra quem o UFC quiser – disse Pezão na zona mista.

globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.