Rafael Silva perde para fenômeno do judô e fica com a prata no Mundial

Por Felipe Mendes – LanceNet

Medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, o judoca Rafael Silva, da categoria pesado (acima de 100kg), ficou com a medalha de prata no Mundial de Judô, no Rio de Janeiro. Neste sábado, no Maracanãzinho, Baby foi derrotado na final pelo francês Teddy Riner de ippon por imobilização. Com o resultado o rival de Baby conquistou seu sexto ouro em Mundiais no pesado. Ele tem ainda uma prata no absoluto, além de um ouro e um bronze em Jogos Olímpicos.

Rafael Silva II

Líder do ranking aos 26 anos, Rafael conquistou sua primeira medalha em Mundiais. Antes, ele já havia perdido para Riner na semifinal da Copa do Mundo de Lisboa e nas quartas de final do Mundial de Tóquio, ambas em 2010, nas quartas de final do FIJ Masters de Baku e na final do Mundial Por Equipes, ambas em 2011, e na final do Grand Slam de Paris, em 2012. Aos 24 anos, o francês vice-líder do ranking tem apenas duas derrotas na carreira.

Antes da prata neste Mundial, Rafael tinha ficado em quinto em Tóquio-2010. Neste sábado, o brasileiro ficou de bye na primeira rodada. Com apenas 31 atletas na chave, ele estreou nas oitavas de final contra Iurii Krakovetskii, do Quirguistão. E a vitória veio a 2m05s do fim do combate com um belo ippon.

Nas quartas de final, o brasileiro teve pela frente o japonês Ryu Shichinohe. Até este sábado, os dois tinham se enfrentado três vezes em fases decisivas, com vitória para Rafael no Grand Slam de Tóquio, em 2011, e na semifinal da mesma competição, em 2012. Este ano, o japonês levara vantagem na disputa do bronze no Grand Slam de Paris. Baby, porém, deu o troco e, dessa vez, ganhou com um ippon a 2m03s do fim.

Na semifinal, Rafael encarou o alemão Andreas Toelzer, quarto no ranking mundial, bronze em Londres-2012 e prata no Mundial de Tóquio-2010 e Paris-2011. Em fases decisivas, o brasileiro venceu nas oitavas de final da Copa do Mundo de São Paulo, em 2010, e na semifinal do FIJ Masters, em 2012.

Neste sábado, a luta começou com punição para os dois judocas. Logo depois, Rafael conseguiu uma punição para o alemão. Com a vantagem, o brasileiro administrou o combate e garantiu a vitória.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.