Renovada, seleção dá show e goleia

Por GLOBOESPORTES | São Luís

 Renovada, a seleção brasileira de futsal mostrou que está no caminho certo. Diante da Bélgica, os meninos do Brasil não encontraram dificuldades e com grande atuação do capitão Rodrigo, venceram por 6 a 1, em amistoso disputado no Ginásio Castelinho, em São Luís, no Maranhão. Os gols foram marcados por Rodrigo (dois), Serginho, Zico, Thiaguinho e Felipe, com Dahbi descontando. O Brasil volta a enfrentar a Bélgica no domingo, às 11h, no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza, no Ceará, com transmissão ao vivo do Sportv. Em maio, o Brasil fez dois amistosos diante da Costa Rica. E venceu: 4 a 1 e 3 a 0.

– Fico feliz pelo gol e pela atuação que tivemos. É sempre bom jogar pela seleção brasileir e hoje as coisas funcionaram. Agradeço a chance e a toda a equipe, que teve uma grande atuação – disse o ala Serginho, autor de um dos gols mais bonitos do duelo.

Domínio brasileiro no primeiro tempo

O Brasil dominou completamente o primeiro tempo. A ponto do goleiro Guitta, da seleção, só ser importunado ao espalmar uma bola batida por Sabadti, de fora da área, faltando três minutos para o fim da primeira etapa. Senhor do jogo, o Brasil abriu o marcador aos quatro minutos. Rodrigo, em falta de média distância, soltou a pedrada e fez 1 a 0.

brasil x bélgica futsal amistoso (Foto: ZEROSA FILHO/CBFS)
Brasil domina a Bélgica no primeiro tempo (Foto: ZEROSA FILHO/CBFS)

O segundo gol da seleção veio dois minutos depois, e novamente pelos pés de Rodrigo. No primeiro chute do camisa 14, a bola bateu na defesa, mas no rebote o capitão de Ney Pereira chutou forte, no canto, fazendo 2 a 0. Faltando pouco menos de 15 segundos para o fim da primeira etapa, o Brasil, que colocou todo o banco em quadra, ainda chegou ao terceiro gol. Zico bateu bonito por cima do goleiro Morant e fez o país ir aos vestiários com 3 a 0 no placar.

Goleada e goleiro-linha sem camisa

brasil x bélgica futsal amistoso (Foto: ZEROSA FILHO/CBFS)
Brasileiros comemoram mais um gol contra a Bélgica (Foto: ZEROSA FILHO/CBFS)

Na segunda etapa, os belgas começaram encaixando a marcação, e apesar de pouco assustarem o goleiro Guitta, ao menos não levavam tanta pressão da seleção. As jogadas de pivô que apareciam na primeira etapa, só pintaram aos seis minutos, quando Daniel girou e fez Morant fazer grande defesa. Segundos depois, Thiaguinho fez 4 a 0 para o Brasil. Em jogada individual, ele cortou da direita para o meio e bateu de canhota. Um belo gol.

Os belgas, porém, logo descontaram. Com o gol vazio, após bela jogada de Liliu, Dahbi bateu sem a presença do goleiro Guitta e diminuiu para 4 a 1 aos sete minutos de jogo. Serginho, porém, marcou o seu primeiro no jogo, aos nove. O camisa dez roubou a bola na entrada da área, fez a finta em cima de dois belgas e bateu. Aos 11, Felipe fez mais um após lançamento de Serginho: 6 a 1.

Na reta final do jogo, os belgas ainda tentaram o uso do goleiro-linha, mas a arbitragem vetou o uniforme que seria usado. Os jogadores e comissão técnica ainda tentaram improvisar uma camisa para que a opção tática fosse usada, mas não deu certo. No fim, vitória brasileira por 6 a 1 no Castelinho e mico belga.

 

Escalações

Brasil: Guitta; Daniel, Rodrigo, Thiaguinho e Sinoê. Entraram: Serginho, Dyego, Zico, Grillo, Diece, Felipe Paradynski, Dian e Elisandro. Técnico: Ney Pereira.

Bélgica: Morant; Sabadti, Jaca, Chaibai e Liliu. Entraram: Rahou, Salhi, Neukermans, Betinho, Dahbi, El Ghaadaoui, Dendane e El Ghoulbzouri. Técnico: Alain Dopchie.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.