Santa Cruz enfrenta o Petrolina com obrigação de vencer no Arruda

Há dois jogos sem vencer, o Santa Cruz perdeu a vice-liderança para o rival Sport e se distanciou do líder Náutico, agora com 18 pontos –  Santa e Leão têm 13 e 14 tentos, respectivamente. Para garantir a reabilitação no Campeonato Pernambucano, o Tricolor encara o Petrolina com obrigação de vencer e sentir novamente o gostinho bom do triunfo. Além da missão, o Santa terá pela frente o último teste antes do Clássico das Emoções contra o Náutico próximo domingo, nos Aflitos.
Para isso, o técnico Marcelo Martelotte surpreendeu ao poupar Renatinho – que treinou a semana inteira com esperanças de que jogaria – e escalou os meias Natan e Raul. O primeiro juntou-se aos titulares apenas na sexta-feira e o segundo é recém-contratado do clube. Além da dupla, o lateral-esquerdo Tiago Costa e o zagueiro William Alves voltam ao time. Costa se recuperou de uma lesão e William substitue Vágner, que se recupera de uma cirúrgia realizada no meio da semana.

Meia Raul acabou de chegar e já pode ser aproveitado como titular Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Na explicação do comandante coral, a melhor estratégia é realmente colocar Natan e Raul juntos, uma vez que Renatinho ainda não ganhou ritmo de jogo suficiente para aguentar boa parte dos 90 minutos – foram mais de 40 dias ausente de treinos e jogos. “Natan passou apenas 15 dias fora e a lesão dele foi bem menos grave comparada a de Renato. Já Raul esteve no ABC recentemente e está mais preparado. Isso não implica que não contemos com Renato na próxima semana”, contou.
Para o confronto, o Santa Cruz também contará com a manutenção de Éverton Sena na antiga vaga de Marquinho e com os atacantes Dênis Marques e Flávio Caça-rato. Dessa forma, o Tricolor está escalado com Tiago Cardoso; Éverton Sena, César, William Alves e Tiago Costa; Anderson Pedra, Sandro Manoel, Natan e Raul; Flávio Caça-rato e Dênis Marques.
Embora o assunto “Clássico das Emoções” já seja o foco do Náutico (que já fez sua partida da rodada e treina visando ao duelo com o Santa), o Tricolor mantém o discurso que o objetivo é único e exclusivo vencer o Petrolina. “A cabeça está no Petrolina. É necessária a vitória em casa para que os últimos resultados sejam deixados para trás. E depois do domingo, vamos pensar 100% no outro adversário, o Náutico”, ponderou Martelotte.
PETROLINA – O Tigre amarga a 10º colocação da tabela do Estadual, no entanto, a equipe não perde há três rodadas (são dois empates, um triunfo e cinco pontos somados). Diante do Santa, o técnico Júnior Caruaru quer aproveitar o embalo para consolidar boa sequência no Estadual e subir posições no campeonato. As dúvidas do comandante estão com as opções no meio campo: Alan, Jamaica, Júlio ou Geovanne. O objetivo do elenco, independente de quem esteja na escalação, é surpreender o Santa Cruz.
FICHA DO JOGO – SANTA CRUZ X PETROLINA
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Éverton Sena, César, William Alves e Tiago Costa; Anderson Pedra, Sandro Manoel, Natan e Raul; Flávio Caça-rato e Dênis Marques.
Técnico: Marcelo Martelotte.
Petrolina: Diego; Rogério Dias, Gilmar, Bilica e Jair; Toninho, Márcio, Alan (Jamaica) e Júlio (Geovanne); Pedro Henrique e Kleitinho.
Técnico: Júnior Caruaru.
Campeonato Pernambucano. Local: Arruda. Horário: 16h. Árbitro: Nielson Santos. Assistentes: Francisco Chaves e Jean Marcel. Ingressos: arquibancada inferior (frontal) R$ 30, inferior (atrás dos gols) e arquibancada superior, sócio e estudante R$ 15.
Fonte:Gabriela Máxima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.