Santa Cruz vence o Cuiabá e volta ao G4

Do NE10

Com um gol de Flávio Caça Rato no primeiro tempo, o Santa Cruz retomou sua caminhada na Série C com vitória sobre o Cuiabá, neste domingo (7), no Arruda. Os três pontos foram valiosos, já que alçaram o tricampeão pernambucano novamente para o G4 do grupo A da Série C, agora com seis. No próximo sábado, os corais recebem o líder Fortaleza (10 pontos), às 16h, no Arruda.
O Santa Cruz confundiu velocidade com pressa nos primeiros dez minutos de jogo. Já o Cuiabá preferiu fazer o que os corais deveriam ter feito: marcar o adversário logo na saída de bola. Foi dessa forma que o time visitante jogou de igual para igual e criou mais situações para finalização.
Essa marcação e a ansiedade para fazer logo o primeiro gol fizeram os pernambucanos apelarem para a bola longa ao invés de explorarem a velocidade de Júnior Xuxa na condução da bola ou os bons passes de Raul. Aos seis minutos, numa cobrança de escanteio resultado da pressão de Silas em Leandro Souza, Mirita apareceu livre para cabecear para fora. Três minutos depois, Léo Paraíba chutou por cima.
O Santa veio dar um susto em jogada ensaiada e bem executada, aos 13. Dênis Marques saiu da área para receber a falta cobrada e cruzou. Renan Fonseca apareceu bem e cabeceou com perigo, à direita de João Paulo. O desacerto, no entanto, não durou muito tempo. Quando pôs a bola no chão, o tricolor conseguiu mais posse e pendeu a balança para seu lado. Faltou apenas caprichar na finalização, inclusive chutar com mais força.
O gol saiu aos 28 num cruzamento de Dênis Marques, o segundo na partida. Se na primeira vez ele acertou a cabeça de Renan Fonseca, nesta o destino foi seu companheiro de ataque, Flávio Caça Rato. E deu certo. Mesmo caindo, o camisa 7 tocou o suficiente para tirar a bola do alcance de João Paulo e entrar no canto direito.
Em vantagem, o Santa voltou a recuar. Desta vez, entretanto, com mais inteligência, bloqueando a entrada da área. Os matogrossenses tinham que arriscar nos cruzamentos, sem grande perigo. O pecado foram os erros de passe na hora do contra-ataque.
O Cuiabá voltou para o segundo tempo tentando repetir a mesma estratégia do início da partida. Realmente, a vontade com que os jogadores do time verde e amarelo disputavam a bola era maior que os rivais tricolores mas o problema era envolver a defesa coral na base do toque de bola. Com mais erros que acertos, o jogo ficou preso naquele perde-ganha sem que ninguém conseguisse efetivamente finalizar para o gol.
O que de melhor aconteceu foi a inversão de papéis, ao menos os que estavam sendo desempenhados especificamente nesta partida. Em impedimento não anotado pelo assistente, Flávio Caça Rato foi acionado pelo lado direito e avançou para a área. Dênis Marques esperava na marca do pênalti. A bola foi, mas no meio do caminho Mirita impediu que ela chegasse ao seu destino.
Se não recebeu bem, DM9 tentou de seu jeito. Aos 26 ele recebeu pelo lado direito da área e arriscou por cobertura. Gustavo Bastos apareceu na hora, evitando o segundo gol do Santa quase numa bicicleta de fazer inveja a David Luiz. A essa altura, Natan já estava em campo no lugar de Raul. Depois, a última tentativa de dar mais velocidade na transição ofensiva com Renatinho no posto de Júnior Xuxa.
As mudanças não surtiram o efeito necessário. O jogo manteve-se rigorosamente equilibrado e perigoso para o Santa, já que qualquer descuido seria fatal. Felizmente para o Santa, ninguém conseguiu acertar o passe final e o placar do primeiro tempo manteve-se inalterado. Nos minutos finais, o Cuiabá ainda tentou o empate na base do abafa, mas sem sucesso.

Ficha do jogo:

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Nininho, Renan Fonseca, Leandro Souza e Tiago Costa; Tozo, Luciano Sorriso (Ramirez), Júnior Xuxa (Renatinho) e Raul (Natan); Caça-Rato e Dênis Marques. Técnico: Sandro Barbosa

Cuiabá:  João Paulo; Jackson, Mirita, Gustavo Bastos e Natanael; Bogé, Jean (Igor), Vandinho e Fernando; Léo Paraíba (Tiago Santos) e Silas (Ermínio). Técnico: Ary Marques.

Local: Arruda. Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL); Assistentes: Adeilton Guimaraes da Hora e Otavio Correia de Araujo Neto (Ambos de AL). Gols: Flávio Caça Rato, aos 28 do primeiro tempo. Cartões amarelos: Flávio Caça Rato, Júnior Xuxa, Nininho, Igor, Natanael e Mirita. Público: 18.550.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.