Santa joga pela liderança e fim do jejum

Do NE10

Líder do grupo D da Copa do Nordeste, o Santa Cruz entra em campo nesta quarta-feira (23) para enfrentar o Campinense, no Amigão, a partir das 21h15, com uma dupla missão. A primeira, e óbvia, é manter o primeiro lugar. A segunda, acabar com um incômodo jejum. O último jogo vencido pelos corais fora do José do Rego Maciel foi no longínquo 12 de março de 2013, quando o time bateu o Penarol pela primeira fase da Copa do Brasil.

Anderson Pedra é um dos remanescentes daquele feito – além de Renatinho, Natan e Flávio Recife. Ele lembra que o time tem que incorporar o espírito do Campeonato Pernambucano de 2012. Depois de um início vacilante, o tricolor engrenou uma série de vitórias até culminar com o bicampeonato.

 

A receita é impor uma forma de jogar e não deixar o adversário respirar. “Não podemos deixar os caras gostarem do jogo. A torcida volta contra eles e nosso time ganha moral. Temos que manter a marcação forte. Temos que chegar lá e mostrar que chegamos para vencer”, ressaltou. Já o técnico Marcelo Martelotte acredita que o mesmo espírito da estreia pode ser fundamental. “Se o time jogar com a vontade e determinação da primeira partida, as chances de conquistar essa vitória depois de tanto tempo vão aumentar”.

Apesar do intervalo muito curto entre a vitória sobre o CRB e a segunda rodada, o volante acredita que o time pode mostrar evolução neste segundo compromisso. “Sempre dá para mostrar algo mais. A parte técnica está melhorando e a física também. Pecamos muito nas finalizações mas vamos tentar melhorar isso aí também”.

Como o próprio técnico admitiu, o time não será mexido para não atrapalhar. Isso também se reflete na forma de jogar. Ele quer o Santa com o mesmo estilo tanto dentro quanto fora de casa e haveria um comprometimento se mexidas desnecessárias fossem operadas em tão pouco tempo.

“Poder repetir os 11 do último jogo acaba amenizando a dificuldade que poderíamos ter em preparar um novo time e mudar muito a maneira de jogar. Fizemos apenas um treino rápido e demos um descanso maior para quem sentiu mais o primeiro jogo”. Sobre o adversário, ele lembrou que conquistou um empate fora de casa na primeira rodada e, para se sair bem, o Santa terá que jogar mais do que no último domingo.

Ficha do jogo:

Campinense: Pantera; Tiago Granja, Roberto Dias, Edvânio e Panda; Dedé, Wellington, Danilo Portugal (Bruno Jesus) e Bismarck; Zé Paulo e Jeferson Maranhense. Técnico: Oliveira Canindé.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Everton Sena, César, Vágner e Tiago Costa; Anderson Pedra, Sandro Manoel, Natan e Renatinho; Philco e Flávio Caça-Rato. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio Amigão, em Campina Grande. Horário: 21h15. Árbitro: Mayron dos Reis. (MA). Assistentes: Geison Mendes e Carlos André Pereira (MA). Ingressos: arquibancada (torcida do Santa) R$ 26, arquibancada (torcida local) R$ 20, criança até 12 anos R$ 10, cadeira R$ 50.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.