Sebastian Vettel é tetracampeão mundial de Fórmula 1

Por F1Team

Incontestável, impressionante, perfeito. São alguns dos adjetivos que podem ser dados para a corrida e o título de Sebastian Vettel conquistado neste domingo, 27 de outubro. Uma data que vai ficar para história da Fórmula 1, quando o piloto mais jovem conseguiu conquistar quatro títulos em sequência.

Vettel comemoração título GP da India pódio (Foto: Reuters)

No pódio, Vettel beija a taça da vitória e celebra tetracampeonato (Foto: Reuters)

Vettel é tetracapeão

Ele só tem 26 anos, mas o talento e o desempenho na pista é de um veterano da F1. Hoje, mais uma vez, o alemão se mostrou totalmente superior a todos os rivais, inclusive ao seu companheiro de equipe, Mark Webber, que tem o mesmo carro, mas não conseguiu levantar a taça de campeão em nenhuma oportunidade.

Na corrida na Índia, Seb largou na pole position, caiu para a última colocação logo na terceira volta, após ter que parar para trocar pneus, mas, em uma recuperação impressionante, ele voltou a ponta e venceu a corrida. Um desempenho incontestável, que coroou mais um título do atual “melhor piloto do mundo”.

A segunda colocação ficou com o seu compatriota Nico Rosberg, da Mercedes, que também foi muito bem na prova e assumiu a segunda colocação na reta final da prova. Em terceiro apareceu Romain Grosjean, outro que teve uma prova incrível – largando em décimo sétimo e chegando no pódio.

Felipe Massa também teve um bom desempenho. Ele chegou a liderar a prova nas primeiras voltas, mas depois caiu para a oitava colocação. No fim, depois de ganhar algumas posições e conseguir ultrapassar Kimi Raikkonen, ele alcançou a quarta colocação.

O único piloto que poderia adiar o título de Sebastian Vettel era Fernando Alonso, da Ferrari. Mas o espanhol estava longe dos seus melhores dias. Depois de largar em oitavo e perder parte da asa em um choque com Webber, ele caiu para as últimas colocações e praticamente garantiu o campeonato do piloto da RBR. Fernando ainda terminou em décimo primeiro.

Com o campeonato conquistado neste domingo, Vettel se torna o terceiro piloto com mais títulos na principal categoria do automobilismo mundial, ao lado de Alain Prost. À frente dos dois só estão o argentino Juan Manuel Fangio – com cinco títulos – e o heptacampeão Michael Schumacher.

Vettel dominou o fim de semana na Índia

Vettel dominou o fim de semana na Índia

A corrida

Como de costume, os pilotos proporcionaram mais uma largada emocionante no GP da Índia. O pole position Sebastian Vettel partiu bem e se manteve na liderança, mas atrás dele a briga foi grande.

Felipe Massa, que era o quinto colocado, largou muito bem e pulou para a segunda colocação depois de uma ultrapassagem dupla sobre Nico Rosberg e Lewis Hamilton. Antes, logo após as luzes vermelhas apagarem, ele já havia passado por Mark Webber, que largou mal mais uma vez.

Quem também tentou ganhar posições, mas acabou se dando mal foi o espanhol Fernando Alonso. Logo na primeira curva, o piloto partiu para cima dos rivais, mas acabou batendo na roda traseira direita de Webber e perdeu parte da sua asa dianteira. Com isso, o espanhol perdeu algumas posições, praticamente entregando o título para Vettel.

Por sinal, uma volta depois, o alemão já foi para os boxes para trocar os pneus e caiu para as últimas colocações. Com isso, Felipe Massa assumiu a primeira colocação. O brasileiro se manteve na ponta até a oitava volta, quando foi para os boxes trocar os pneus.

Incrivelmente, na volta 11, menos de 10 voltas depois de ter ido parar em último, Vettel já aparecia na  quarta colocação. Um desempenho arrasador e poucos esperavam uma recuperação tão rápida dentro da prova. E quanto mais o tempo passava, mais Seb se aproximava dos rivais e ganhava posições.

A liderança da prova veio novamente na volta de número 30, quando o seu companheiro de equipe, até então líder da corrida, teve que parar nos boxes para trocar os pneus. A partir daí, Vettel não largou mais a primeira colocação da corrida.

Enquanto isso, duas voltas depois de colocar os pneus macios, Mark voltou aos boxes e recolocou os compostos mais duros para ir até o fim da corrida. Mas a prova do australiano terminaria muito antes do que ele imaginava. Na volta de número 40, ele recebeu a ordem para parar o seu carro.

Sem entender, ele questionava se o seu engenheiro tinha certeza de que tinha um problema, mas não havia outra saída. Webber tinha um problema no alternador e não poderia continuar na corrida. Apesar de bastante chateado com a situação, Webber preferiu não discutir e nem criticar a equipe. Apenas parou o carro, jogou suas luvas para a torcida e voltou aos boxes.

Com o problema apresentado por um de seus carros, a Red Bull começou a conversar mais com Vettel para que ele não forçasse muito o RB9, para não ter problemas semelhantes. Tanto que Seb foi “proibido” até de não tomar mais o energético, para não forçar o sistema elétrico do carro.

Na volta 56, Nico Hulkenberg, que é um dos nomes mais badalados na F1 atualmente, teve problemas no carro e abandonou a prova. Uma decepção para ele, que vinha tendo grandes resultados nas últimas provas.

A partir daí foi só esperar Sebastian Vettel cruzar a linha de chegada e acompanhar a comemoração da equipe Red Bull com o título. E tudo aconteceu como esperado. Vettel cruzou em primeiro, Nico Rosberg foi o segundo, seguido por Romain Grosjean.

Felipe Massa foi o quarto colocado, uma posição a frente de Sergio Pérez, da McLaren, que foi o quinto. Lewis Hamilton, Kimi Raikkonen, Paul Di Resta, Adrian Sutil e Daniel Ricciardo fecharam o top 10 da corrida. Fernando Alonso foi o décimo primeiro.

Vettel comemorou bastante o título

Vettel comemorou bastante o título

Confira o resultado da corrida na Índia:

GP da Índia 2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.