Sem a presença da torcida, Sport promete ofensividade diante do CSA

Por Marcelo Cavalcante

Neste domingo, o Sport encara o CSA, na Ilha do Retiro, no primeiro jogo da fase quartas de final da Copa do Nordeste, desfalcado do seu 12º jogador. Por conta de uma punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiva Desrpotiva (STJD), o Leão vai encarar o time alagoado com o estádio de portões fechados, ou seja, sem a presença da sua torcida. Tudo isso por conta da confusão causada por torcedores rubro-negros e do Botafogo-PB, na abertura da competição. Mesmo assim, o grupo leonino está confiante em fazer um bom jogo e conseguir um grande resultado no doelo que começa às 16h.

A partida contra o CSA também marca o início da era Eduardo Baptista. O preparador físico foi convidado para comandar a equipe de forma interina desde a saída do técnico Geninho do clube. Nas três partidas sobre o seu comando, o Leão venceu todos e não tomou um gol sequer. Agora, o desempenho do time foi fator importante para que a diretoria efetivasse Baptista como técnico, que faz sua estreia como comandante efetivo nesta tarde.

Feliz por ter conquistado a confiança dos dirigentes para comandar o time nesta temporada, Baptista lamentou a ausência forçada da torcida. “Vai fazer muita falta. É o nosso 12º jogador. Vamos trabalhar o lado psicológico dos jogadores para que eles não incorram no erro de achar que se trata de um treino. É jogo importante e decisivo. Não vai haver ninguém nas arquibancadas, mas valerá muito para nós”, disse Eduardo Baptista.

A tendência é que a equipe seja a mesma do confronto passado, contra o Salgueiro, pelo Estadual. Com Rithely suspenso por ter tomado o terceiro amarelo, Rodrigo Mancha continua na cabeça de área. Com isso, o time fica mais sólido. No ataque, o jovem Érico Júnior continua como titular no ataque rubro-negro.

Ficha técnica

Sport
Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Eweron Páscoa, Rodrigo Mancha e Ailton; Ananias, Érico Júnior (Felipe Azevedo) e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

CSA
Pantera; Pedro Silva, Breno, Roberto Dias e Mineiro; Charles Vagner, Lucas e Daniel Costa; Uéderson, Josimar e Jeferson Maranhense.  Técnico: Oliveira Canindé.

Local: Ilha do Retiro (portões fechados). Horário: 16h. Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE). Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (FIFA-SE) e Ivaney Alves de Lima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.