Sport cresce no segundo tempo, goleia Ypiranga por 5 a 1 e está perto da final

Líder do segundo turno do Campeonato Pernambucano, o Sport entrou como favorito para o jogo deste domingo contra o Ypiranga, no Lacerdão – em Caruaru – pela primeira semifinal do estadual. A Máquina de Costura parecia que ia complicar a vida do Leão. Começou jogando melhor e chegou a abrir o placar. Os rubro-negros empataram ainda no primeiro tempo, voltaram do intervalo melhores e conseguiram uma ampla vantagem de 5 a 1 para o duelo de volta. Ficou claro o um abismo técnico entre o clubes. Com o resultado, os recifenses encaminharam a classificação para a final da competição estadual. As duas equipes voltarão a se enfrentar no próximo sábado, na Ilha do Retiro.

Jogando em um gramado em péssimas condições, no primeiro tempo, o Sport voltou a falhar na marcação. Principalmente, na entrada da área e nas laterais. Com isso, a Máquina de Costura começou o jogo melhor. Destaque o para o lateral Diogo. Forte no apoio, o camisa 2 alviazulino cresceu na partida com bons passes e precisão nos cruzamentos. Em um deles, por sinal, Jonathan tentou acertar de primeira, mas “furou”. Nesse cenário, os rubro-negros ainda tentavam se acostumar com o péssimo gramado do Luiz Lacerda.

O estado do terreno de jogo não dava condições de o Sport desempenhar uma partida mais técnica. Sem conseguir jogar, logo veio o alerta. Aos 12 minutos, Diogo cobrou falta. A bola desviou em Fábio Bahia e tirou Magrão da defesa. O placar estava aberto. Em seguida, o Leão da Ilha passou a demonstrar mais vontade e conseguiu achar um gol.  Aos 32, após chute de Lucas Lima, a bola sobrou para Mateus Lima. O centroavante, que errava bastante no jogo, só teve o trabalho de escorar. Com a igualdade, o Ypiranga encolheu. O Sport atropelou.

A volta para a etapa final trouxe uma nova cara para o Sport. A entrada de Erico Junior no lugar de Fábio Bahia deixou a equipe mais veloz e mostrou que era desnecessário a equipe atuar com três homens na linha de frente da área. O Leão da Ilha precisava melhorar a transição de jogo. Assim, Felipe Azevedo foi recuado para o meio-campo e ajudou Lucas Lima na criação.

Logo, os rubro-negros conseguiram virar o jogo de maneira avassaladora. Primeiro, após cobrança de falta de Cicinho, a bola desviou na barreira e Tobi correu para completar, aos 8 minutos. Em seguida, Lucas Lima chutou de fora da área e fez o terceiro. Superior em campo, o Leão da Ilha conseguiu garantir uma ampla vantagem com mais um gol. Dessa vez, Cicinho cobrou a falta nos pés de Felipe Azevedo, que garantiu a goleada. Aos 39, Reinaldo tratou de colocar o Sport muito mais perto da final ao aproveitar um rebote e garantir a goleada.

Ypiranga 1
Jaílson; Danilo, Égon e Hugo (Beto); Diogo, Jefferson Piauí, Dácio, Marcinho (Carlinhos Gravatá) e Jonathan (Diego Tilico); Elivelton e Danúbio.Técnico: Édson Miolo

Sport 5
Magrão; Cicinho, Gabriel, Maurício e Reinaldo; Tobi, Fábio Bahia (Erico Junior), Rithely e Lucas Lima; Felipe Azevedo (Marcos Aurélio) e Mateus Lima (Felipe Menezes). Técnico: Sérgio Guedes

Local: estádio Luiz Lacerda
Árbitro:  Nielson Nogueira
Assistentes:  Clóvis Amaral e Bruno Vieira
Gols: Diogo (aos 12min do 1ºT), Mateus Lima (aos 32min do 1ºT), Tobi (aos 8min do 2ºT), Lucas Lima (aos 13min do 2ºT), Felipe Azevedo (aos 23min do 2ºT), Reinaldo (aos 39min do 2ºT)
Cartôes amarelos: Diogo, Danilo (Y); Reinaldo (S)
Público: 11.134

Renda: R$ 278.400

Fonte: Brenno Costa – Diario de Pernambuco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.