Sport embalado para encarar o Paraná

Roger está mantido no ataque do Sport diante do Paraná/Foto: JC Imagem

Depois de vencer o Náutico, por 2×0, pela Copa Sul-Americana, o Sport ganhou uma motivação extra para o duelo contra o Paraná, neste sábado, às 16h20, no estádio Vila Capanema, em Curitiba, pela Série B do Campeonato Brasileiro. No clássico, o Leão mostrou uma regularidade que motivou jogadores e comissão técnica. Mostrou também que a equipe não tem a dependência do atacante Marcos Aurélio, que continua fora do time. A dupla de ataque continua formada por Roger e Felipe Azevedo, que mostraram um bom futebol no clássico. Mas o duelo não é fácil. Afinal, o Paraná, comandado pelo pernambucano Dado Cavalcanti, vem fazendo uma boa campanha e luta por uma das vagas à Série A em 2014.

A partida deste sábado é um confronto direto do G4. O Sport está na terceira colocação, com 30 pontos, enquanto o Paraná, está na quarta posição, com três pontos a menos. Sabendo da força do adversário jogando dentro de casa, o técnico Marcelo Martelotte vai mandar a campo uma equipe que terá muita força na marcação e velocidade para contra-atacar. Até o momento, o time rubro-negro empatou um jogo sequer na Série B. E pela disposição dos jogadores, o tabu vai continuar. Os Leões vão entrar em campo para buscar a vitória.

Para o duelo, o técnico rubro-negro faz algumas mudanças na defesa. O zagueiro Tobi cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Pereira, recuerado de uma contusão, volta ao time, formando dupla de zaga com Gabriel. “Experiência dos jogadores, que estão acostumados a jogar em várias situações. Eles podem compensar qualquer problema que a gente venha a ter. Perdemos velocidade, mas ganhamos estatura”, afirmou Martelotte, ao ser questionado se o time perderia mobilidade do setor com essa nova formação. No meio, Rithelly está de volta à equipe, após cumprir suspensão.

No ataque, Marcos Aurélio continua de fora, já que foi mais uma vez vetado pelo departamento médico. Assim, Roger está mantido ao lado de Felipe Azevedo.  No clássico contra o Náutico, pela Sul-Americana, os dois jogadores tiveram boa atuação. “A gente tem que jogar igual como jogamos contra o Náutico. Vamos entrar em campo para conquistar os três pontos. Quando vencemos um clássico, a gente cresce, ganha confiança”, declarou Roger.

No Paraná, o técnico Dado Cavalcanti tem uma dúvida para definir a equipe. O atacante Felipe Amorim se queixa de dores no tornozelo esquerdo e ainda será avaliado pelo departamento médico.  Se for vetado, Kayke entra em seu lugar. Desfaque certo é o capitão Lúcio Flávio, que está lesionado. Fernando Gabriel e Paulinho Oliveira são as opções do técnico pernambucano.

Ficha do jogo

Paraná: Luís Carlos; Moacir, Anderson, Brinner e Paulinho; Edson Sitta, Ricardo Conceição e Fernando Gabriel; Paulo Sérgio, Reinaldo e Felipe Amorim (Kayke). Técnico: Dado Cavalcanti.

Sport: Magrão, Patric, Pereira, Gabriel e Pery; Pedra, Rithelly, Camilo e Lucas Lima; Roger e Felipe Azevedo. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio Vila Capanema, Curitiba.
Horário: 16h20.
Árbitro: Celso Amorim.
Assistentes: Angelo Rudimar Bechi e Alex dos Santos (SC).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.