Sport não encontra dificuldades e bate o Salgueiro por 4×0

Neto Baiano marcou duas vezes. Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem

Daniel Leal – Diario de Pernambuco

Pelo terceiro jogo consecutivo o Sport: foi comandado pelo técnico interino Eduardo Batista, não tomou gols, viu Neto Baiano balançar as redes e, o principal, venceu. Na estreia pelo Campeonato Pernambucano 2014, o Leão não foi brilhante. Longe disso. Nem tampouco reeditou as últimas boas apresentações vistas no Nordestão. Ainda assim, diante da torcida, na Ilha do Retiro, na noite desta quarta-feira, foi eficiente e goleou o campeão do primeiro turno, o Salgueiro, por 4 a 0 – gols de Neto Baiano (duas vezes), Ferron e Felipe Azevedo

 O Sport agora só volta a jogar pelo Estadual somente na próxima quarta-feira, contra o Porto, em Caruaru. Antes, porém, enfrentará o CSA, domingo, na Ilha do Retiro, no jogo de ida das quartas de final do Nordestão. Para esta partida, o Leão terá que cumprir punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e jogará de portões fechados. O clube, porém, ainda tenta reverter a punição.


O jogo

Seria um primeiro tempo inteiro de partida em vão, não fosse o gol solitário de Neto Baiano aos 44 minutos. Com poucos levantes da torcida, raríssimas chances de gol, as redes passaram longe de ser balançadas em praticamente toda a etapa inicial. O Carcará, bem organizado taticamente e na base da retranca, anulava como podia o ataque rubro-negro. Com os meias e atacantes pouco inspirados, o Sport não conseguia sequer finalizar.

O primeiro chute a gol só veio aos 26 minutos. Na primeira boa jogada do Leão, a bola sobrou para Érico Júnio bater de primeira e Mondragon fazer grande defesa. O Sport melhorou levemente na partida. Páscoa, por duas vezes, finalizou parando em Mondragón. Quando parecia que o jogo iria para o intervalo em branco, eis que Ewerton Páscoa recebeu na área e tentou encobrir o goleiro. A bola não ia entrar, mas o artilheiro Neto Baiano apareceu para empurrar a bola no gol aberto. Foi o terceiro jogo consecutivo em que o atacante marcou gol.

Na volta para o segundo tempo, o jogo seguiu morno, sonolento. O Sport, porém, contou com a sorte e o faro de artilheiro de um zagueiro para ampliar o placar. Aos 14, após a cobrança de falta de Neto baiano ficar na barreira, a bola sobrou para Ferron mandar para as redes. O Carcará acusou o golpe. Retraído na defesa, viu o Leão crescer em campo e aumentar o placar com Neto Baiano, aos 37. O atacante apenas teve o trabalho de empurrar a bola para as redes, após boa jogada de Everton Felipe. Ainda deu tempo para Felipe Azevedo fechar a goleada, com gol aos 43 minutos.

Ficha do jogo

Sport 4

Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Ewerton Páscoa, Rodrigo Mancha, Ailton (Felipe Azevedo aos 30’ do 2ºT) e Ananias (Sandrinho – aos 17’ do 2ºT); Érico Júnior (Everton Felipe – aos 17’ do 2ºT) e Neto Baiano. Técnico (interino): Eduardo Baptista.

Salgueiro 0
Mondragón; Tamandaré, Ranieri, Ricardo Braz e Daniel (Tiaguinho aos 31’ do 2ºT); Pio, Moreilândia, Victor Caicó, Anderson Paraíba; Alexson e Júlio Estevão (Yerien aos 21’ do 2ºT). Técnico: Cícero Monteiro.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Emerson Sobral. Assistentes: Elan Vieira de Souza. Ricardo Chianca.Gols: Sport – Neto Baiano (aos 44’ do 1ºT e aos 37’ do 2ºT), Ferron (aos 14’ do 2ºT) e Felipe Azevedo (aos 43’ do 2ºT). Cartões amarelos: Sport – Érico Júnior (aos 16’ do 1ºT), Rodrigo Mancha (aos 18’ do 2ºT), Durval (aos 27’ do 2ºT); Salgueiro – Moreilância (aos 15’ do 1ºT), Daniel (aos 38’ do 1ºT), Ranieri (aos 13’ do 2ºT). Público: 11.673 Renda: R$ 89.083.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.