1º jogo final

Galo x Cruzeiro mais importante da história abre a final da Copa do Brasil

Por Belo Horizonte

O primeiro encontro entre Atlético-MG e Cruzeiro ocorreu no dia 21 de abril de 1921, mais de 93 anos atrás. De lá para cá, a rivalidade só cresceu até se tornar a maior de Minas Gerais e uma das maiores do Brasil. Nem mesmo em relação aos números do clássico os dois clubes se entendem, já que cada um adota uma contagem própria. Em meio a tanta discordância e rivalidade, uma coisa é encarada com o mesmo olhar: os jogos que decidem a Copa do Brasil deste ano serão os mais importantes da história, já que colocam rivais frente a frente numa decisão de âmbito nacional. O pontapé inicial será nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Independência.

TR Estádio Independência noite Atlético-MG x Santa Fé (Foto: Getty Images)
Independência será o palco do primeiro duelo decisivo da Copa do Brasil (Foto: Getty Images)

Sem nem mesmo a bola rolar, a atmosfera que cerca a decisão está repleta de polêmica e tensão. Os dirigentes não se entenderam com relação à venda de ingressos, já que a definição de que o Cruzeiro abriria mão da parte a que tinha direito veio somento na terça-feira. E há um clima de apreensão entre os torcedores, muito mais preocupados com as consequências que o resultado desse primeiro jogo pode acarretar do que com provocações contra o adversário. Entre os protagonistas do espetáculo, o tom é de respeito total, sem deixar escapar uma fagulha sequer para que o barril de pólvora exploda.

Levir Culpi não tem problemas para escalar a equipe, ainda mais após a decisão de poupar todos os jogadores de linha diante do Palmeiras, sábado, pelo Brasileirão, e mesmo assim ter conseguido a vitória. Com os atletas descansados, ele tem apenas uma dúvida no meio-campo: Josué e Leandro Donizete brigam pela vaga, sendo que o primeiro vem sendo titular, enquanto o outro se recuperou de lesão e tem bom retrospecto diante do rival.

O Cruzeiro chega um pouco mais desgastado, já que Marcelo Oliveira não poupou seus titulares e mesmo assim encontrou dificuldades para vencer o Criciúma, no domingo, pelo Brasileirão. Além do cansaço e do peso da decisão, a equipe vai carregar para o jogo a necessidade de quebrar escritas. O time vai tentar a primeira vitória sobre o Galo no ano, após três empates e duas derrotas, e a primeira no Independência frente ao rival desde que o estádio foi reinaugurado. Para isso, aposta no bom momento de alguns jogadores, como Willian e Moreno. Líder do Brasileirão com cinco pontos de vantagem, o Cruzeiro quer manter vivo o sonho de conquistar pela segunda vez a Tríplice Coroa – a primeira foi em 2003.

A responsabilidade de apitar o primeiro clássico ficará a cargo de Marcelo de Lima Henrique (RJ), que será auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Rodrigo Henrique Corrêa (RJ). A TV Globo exibe a partida para todo o Brasil, menos para São Paulo e Rio Grande do Sul. O SporTV transmite para todo o país. O GloboEsporte.com acompanha todos os lances da decisão em tempo real com vídeos, a partir das 19h.

HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)

Atlético-MG: Levir deu folga para quase todos os titulares diante do Palmeiras, exceção feita a Victor. Na segunda-feira, dia da reapresentação, o treinador priorizou a recuperação física, enquanto na terça fechou o treinamento para a imprensa por cerca de 40 minutos. Mesmo com este cuidado, a única dúvida está relacionada ao volante a ser usado: Josué ou Leandro Donizete. O time deve ser formado por Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Josué (Leandro Donizete), Dátolo, Luan e Maicosuel; Tardelli e Carlos.

Cruzeiro: o técnico Marcelo Oliveira deve mandar a campo quase a mesma equipe que eliminou o Santos, na semifinal, há uma semana. A única mudança certa é na zaga, já que Dedé se machucou contra o Peixe. Na lateral direita, Mayke deve retomar o posto que foi de Ceará. O Cruzeiro deve ir a campo com Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian; Marcelo Moreno.

HEADER quem esta fora 690 (Foto: Infoesporte)

Atlético-MG: não há mudanças no departamento médico do clube. Seguem fora Réver, Claudinei, Lucas Cândido, Cesinha e Guilherme. Emerson está em fase de transição, enquanto Jô, André e Emerson Conceição continuam afastados.

Cruzeiro: a principal ausência é Dedé, que não se recuperou das dores no joelho direito e segue fora. O meia Alisson também não joga, ainda tratando uma lesão muscular. Marquinhos não pode jogar a Copa do Brasil pelo Cruzeiro, pois já disputou o torneio pelo Vitória neste ano. Ausentes há mais tempo, Tinga e Rafael seguem no departamento médico.

header pendurados 690 (Foto: arte esporte)

Atlético-MG: Jemerson, Josué, Leonardo Silva, Luan e Marcos Rocha.

Cruzeiro: Fábio.