Alemanha 2×4 Argentina

Argentina massacra Alemanha em 1º encontro após a final

Di Maria não jogou a final da Copa, e a Argentina pagou caro | Crédito: Reuters

Ok, quando valeu, a Alemanha fez bem o seu papel, bateu a Argentina na final da Copa, no Maracanã, há pouco menos de dois meses, e levantou o seu quarto troféu mundial. Mas nesta quarta-feira, a Argentina se redimiu.

Em Dusseldorf, a festa era toda alemã. Antes do apito inicial, placas comemorativas para Klose e Lahm, que se despediram do time nacional. Do outro lado do campo, uma Argentina sem Messi, machucado, e um estreante, o técnico Tata Martino. Quando a bola rolou, os sul-americanos compensaram as falhas cometidas na final da Copa.

Em dia inspirado de Di Maria, que não jogou a decisão no Maracanã, a Argentina não teve dificuldades para abrir 2 x 0 no primeiro tempo. Agüero inaugurou o placar, escorando cruzamento de Di María. O novo reforço do Manchester United apareceu novamente para servir na medida para Lamela, que bateu chapado, de primeira, anotando um golaço.

No segundo tempo, mais Di Maria. O meia recebeu sozinho na grande área e apenas encobriu Weidenfeller, que substituiu Neuer no intervalo. Pouco tempo depois, Di Maria, agora na bola parada, mandou na cabeça de Fernández, que anotou o quarto.

Na metade do segundo tempo, Joachim Löw colocou seus craque em campo, e a Alemanha melhorou consideravelmente. Reduziu o marcador com Schurrle. Götze, o homem que fez o gol do tetra alemão, marcou o segundo, em chute que desviou em Fernández antes de entrar. 4 x 2 incontestáveis para a Argentina, e um belo consolo após a frustração com o vice-mundial.

Fonte: PLACAR